Rionegro & Solimões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rionegro & Solimões
Informação geral
Nome completo José Divino Neves (Claraval, 22 de Fevereiro de 1965) e Luiz Felizardo (Claraval, 12 de Abril de 1962)
Nascimento 22 de fevereiro de 1965 (53 anos) e 12 de abril de 1962 (56 anos)
Local de nascimento Claraval, MG
BRASIL[

ocupação=Cantor e compositor

Origem Claraval,  Minas Gerais
País  Brasil
Gênero(s) Sertanejo, country
Instrumento(s) Bateria,percussão,contrabaixo e baixolão,acordeom,violão e guitarra e piano e teclados.
Extensão vocal Baixo e Tenor
Período em atividade 1 de abril de 1989 - presente (29 anos)
Gravadora(s) RGE Discos (1989), Chantecler Discos (1991), Velas (1994-1997), Universal Music (1998-2011) e Radar Records (2013-atualmente)
Integrantes José Divino Neves (Rionegro)
Luiz Felizardo (Solimões)
Página oficial rionegroesolimoes.com.br

Rionegro & Solimões[1] é uma dupla brasileira de música Sertaneja.

História[editar | editar código-fonte]

Dupla sertaneja formada por José Divino Neves, o Rionegro (nascido em 22 de fevereiro de 1965, em Claraval) e Luiz Felizardo, o Solimões (nascido em 12 de abril de 1962, Claraval), os dois cantores começaram com apresentações em Franca, interior de São Paulo,nos dias 1, 2 e 3 de Abril de 1989. Amigos de infância, deixaram seus respectivos empregos em uma fábrica de sapatos onde trabalhavam juntos para se transformarem numa referência para a música sertaneja atual.




O nome da dupla quer dizer que "brasileiros são fortes" pois a inspiração direta veio do Rio Amazonas e seus dois afluentes principais, Rio Negro e Rio Solimões. As violas caipiras que os ídolos carregavam foram substituídas ao longo dos anos pelos violinos típicos do country norte-americano, enquanto os arranjos deixaram as toadas intimistas do seresteiros para se aproximar do pop,[2] com uma variedade grande de estilos desfilando pelas músicas de cada álbum.

Discos de ouro, platina e diamante acabaram se tornando comuns ao longo dos anos. Da mesma maneira, as aparições em quadros dos populares como Programa do Ratinho, Domingão do Faustão, Raul Gil e Hebe.[2] Rionegro e Solimões já alcançaram a impressionante média de 26 shows por mês, arrastando multidões de até 50 mil pessoas em turnês nacionais. Os maiores índices de público passam por cidades como Brasília, Londrina, Americana, Uberlândia, Franca e Barretos.

Entre os principais sucessos da dupla estão "Peão Apaixonado", "De São Paulo a Belém", "Frio da Madrugada", "Bate o Pé", "Na Sola da Bota", "De Bem com a Vida", "Vida de Cão" entre diversas outras que caracterizam bem o "arrasta-country" pelo qual os dois são conhecidos.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Single Álbum
1989 "Laço da Paixão" Rionegro & Solimões
1991 "Primeiro Vento" Rionegro & Solimões
1993 "Como Esquecer Um Amor" Rionegro & Solimões
"Meu Amor"
"Está Faltando Você"
1995 "Sonhei" Rionegro & Solimões
"Morrendo de Amor"
"Como Te Esquecer"
1996 "Chora Viola"
1997 "Peão Apaixonado" Rionegro & Solimões
"Boiadeiro e Violeiro"
"Laço da Paixão" (relançamento)
1998 "De São Paulo à Belém" Rionegro & Solimões
"Frio da Madrugada"
"Saudade Pulou No Peito"
"Tô Doidão"
1999 "A Gente Se Entrega"
"Falta Você"
"Bate o Pé" Bate o Pé
"Só Lembranças"
2000 "Orvalho da Saudade"
"Casa Cheia"
"Ô de Casa, Ô de Fora"
"Esperando na Janela" Bate o Pé - Ao Vivo
2001 "Só Alegria" Só Alegria
"Lenha"
"Vivendo Abandonado"
"Solidão e Saudade"
2002 "Tá Mentindo"
"Tô Por Aí" Ensaio Acústico
"Tô Indo Embora
"Estrela Guia"
2003 "Rodopiou"
"Temporal de Lágrimas" Na Sola da Bota
"Na Sola da Bota"
"Amor Desencontrado"
2004 "Não Tô Nem Aí"
"O Grito da Galera"
"De Bem Com a Vida" De Bem com a Vida - Ao Vivo
"Esperando na Janela"
2005 "Ajeite o Trem Aí" Clube do Batidão
"Eu de Cá, Você de Lá"
2006 "Tô Mal"
"Casa, Comida"
"La Bella Luna" Do Jeito da Gente
2007 "Vida de Cão"
"Cidade"
"Dois"
2008 "Moído de Paixão" Arrastão
"Vida Louca"
2011 "Onde Anda Você" Virou Festa
"Aí Vou Achar Bom"
2012 "Seria Perfeito"
2013 "Deu Paixão" O Cowboy Vai Te Pegar
"Romântica"
"O Cowboy Vai Te Pegar"
2014 "O Que Você Não Faz"
"Cavalão Tá Doidão"
"Melhor Beber do Que Chorar" Sucessos de Hoje
2015 "Furacão"
"Playboy Fazendeiro"
2016 "Medo do Espelho"
"Bicho do Mato"
2017 "Vem Me Amar" Deus Abençoou
2018 "Arruma Essa Casa"

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 20 de janeiro de 2014. 
  2. a b «Rionegro e Solimões». Last.fm. Consultado em 20 de janeiro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.