Ripley's Believe It or Not!

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ripley's Believe It or Not! (Acredite se Quiser, no Brasil) era[1][2] originalmente uma coluna publicada em centenas de jornais em todo o mundo, apresentando fatos tão inusitados e inacreditáveis que o leitor poderia questionar suas alegações[3]. Mais tarde foi também apresentada como um programa de televisão, produzido pela rede americana ABC de 1982 a 1986, e exibida pouco depois no Brasil pela Rede Manchete. Era apresentada pelo ator Jack Palance, acompanhado de sua filha Holly Palance, a atriz Catheryn Sherriff e a cantora Marie Osmond.

A franquia de Ripley's Believe It or Not! ganhou uma nova versão televisiva produzida de 2000 a 2003 pela rede TBS, apresentada pelo ator Dean Cain. Atualmente esta versão é exibida pela Band todos os sábados. A primeira versão foi satirizada no programa TV Colosso, sob o nome "Acredite se Puder", na qual os fatos apresentados sempre aconteciam na Nova Zelândia. Após o apresentador Jaca Palladium, sátira de Jack Palance, dizer o bordão "Acredite se puder" e os dois cachorrinhos que assistiam ao programa dizerem "Eu não acredito", o apresentador saía do estúdio, ia até a casa deles e os ameaçava com um machado, fazendo-os quase sempre fugirem ou mudarem de opinião.

Referências

  1. Acredite se Quiser , por Adriana Uchoa. Disponível em <http://www.autobahn.com.br/dummies/ripleys_believe.html>. Acesso em 15 de abril de 2015.
  2. Acredite se Quiser. Disponível em <http://acreditesequiser.band.uol.com.br/>. Acesso em 15 de abril de 2015.
  3. «Ripley's Believe It or Not! Online». Ripley's Believe It or Not! (em inglês). Consultado em 25 de abril de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.