Ritápolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Ritápolis
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1 de março
Fundação 1854 (165 anos)
Emancipação 1963
Gentílico ritapolitano
Padroeiro(a) Santa Rita de Cássia[1]
CEP 36335-000 a 36339-999[2]
Prefeito(a) Higino Zacarias de Sousa (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Ritápolis
Localização de Ritápolis em Minas Gerais
Ritápolis está localizado em: Brasil
Ritápolis
Localização de Ritápolis no Brasil
21° 01' 19" S 44° 19' 04" O21° 01' 19" S 44° 19' 04" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Campo das Vertentes IBGE/2008 [3]
Microrregião São João Del Rei IBGE/2008 [3]
Municípios limítrofes Resende Costa, São Tiago, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, São João del-Rei
Distância até a capital 209 km
Características geográficas
Área 405 km² [4]
População 4 925 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 12,16 hab./km²
Altitude 1029 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,707 alto PNUD/2000 [6]
PIB R$ 33 064,536 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 6 385,58 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura www.ritapolis.mg.gov.br
Câmara www.ritapolis.mg.leg.br

Ritápolis é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população em 2010 era de 4 925 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade teve suas origens no século XVIII como vila de abastecimento agropecuário. A Vila de Santa Rita do Rio Abaixo, como era chamada, foi fundada por tropeiros e emancipada em 30 de Dezembro de 1962. A primeira referência documentada da antiga Santa Rita do Rio Abaixo consta na certidão de batismo de Domingos da Silva Xavier, irmão mais velho de Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes), ocorrido em 25 de Junho de 1738.

A vila nasceu no início da construção da capela por volta de 1713 que, apesar de descaracterizada devido a um acréscimo frontal ocorrido em 1918, está preservada até hoje. Atualmente o local é denominado Praça Tiradentes em homenagem a seu filho maior. Já recebeu o nome de Largo e Arraial. Os séculos de história deixaram alguns exemplares de arquitetura em pedra, pau-a-pique, abobe e tijolos. A praça estende-se pela rua Santa Rita até o largo do Rosário que, por sua vez, estende-se até o cemitério, numa altitude que varia entre 1000 e 1100 metros. Deste local tem-se uma bela vista, na qual pode-se avistar a Serra de São José e a Serra do Lenheiro, além das montanhas que envolvem as cidades de Resende Costa e Conceição da Barra de Minas.

Emancipada em 1962, Ritápolis tem como padroeira Santa Rita de Cássia, cuja festa comemora-se no dia 22 de maio. A cidade possui o Santuário Diocesano de Santa Rita de Cássia, local de grande peregrinação de romeiros, principalmente em maio. Principais festas: Carnaval de rua com os tradicionais "Bloco do Terror" que e realizado na 2ª feira de carnaval e "Enterro do Zé Pereira" que é realizado na 3ª feira - os criadores daquele bloco foram Luiz Carlos, José Márcio e Rejane Oliveira; Festa de Santa Rita de Cássia; Exposição Agropecuária; Arraial dos Gabirobas.

As denominações anteriores da cidade foram: Ibitutinga e Santa Rita do Rio Abaixo.

Localização[editar | editar código-fonte]

A cidade tem uma população de aproximadamente 4.925 habitantes e localiza-se a noroeste de São João del-Rei - MG, distante 14 km da mesma. Em relação a Belo Horizonte são 200 km. Fica a 70 km da Rodovia Fernão Dias (BR-381) e a 120 km da BR-040.

Clima, relevo e vegetação[editar | editar código-fonte]

A cidade tem altitudes que variam de 960 (Foz do Ribeirão dos Pilões) a 1296 (serra do Valentim) metros e temperatura média anual de 20°C. A orografia local é constituída por planaltos, levemente ondulados e cortada por algumas elevações com ampla visibilidade, tais como o Morro Grande, a Serra da Carioca e a Serra dos Quatro Vinténs, todos próximos do núcleo urbano.

A vegetação é uma transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado. O que confere um alto grau de endemicidade florística, onde podem ser facilmente perceptiveis mosaicos vegetacionais, com formações tipicamente de cerrados (cerradão) e manchas de mata atlântica (Floresta Estacional Semidecidual Montana).

Referências

  1. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 11. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.