Rita Lee: uma autobiografia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rita Lee: uma autobiografia
Autor(es) Rita Lee
Ilustrador Rita Lee
Arte de capa Rita Lee e Guilherme Samora
Editora Globo
Lançamento 16 de novembro de 2016
Páginas 352

Rita Lee: uma autobiografia é um livro de memórias escrito pela cantora e compositora brasileira Rita Lee e publicado originalmente em novembro de 2016.[1] O livro foi recebido positivamente pela crítica,[2][3] sendo considerado um "ensinamento à classe artística" por um jornalista.[4] Em fevereiro de 2017, após quatro meses no topo da lista de obras de não-ficção mais vendidas - mais de duzentos mil exemplares, no total - foi anunciado que a autobiografia seria publicada em Portugal em abril de 2017.[5][6] O livro ganhou o prêmio de melhor biografia da Associação Paulista de Críticos de Artes de 2016, sendo a cantora premiada na mesma cerimônia por seus trabalhos no campo da música popular.[7] Escrita por Rita, a narrativa tem a participação do jornalista e estudioso do legado cultural da artista, Guilherme Samora, no papel de Phantom. O "fantasminha" aponta alguns esquecimentos ou alguma data mais precisa - de forma bem-humorada - quando Rita não se lembra de algum dado.

Referências

  1. Marco Aurélio Canônico (3 de novembro de 2016). «Em autobiografia 'terapêutica', Rita Lee faz as pazes com seus traumas». Folha de S.Paulo. Consultado em 3 de março de 2017 
  2. Camargo, Zeca (3 de novembro de 2016). «Em autobiografia, Rita Lee mostra que fez e fará muita gente feliz». Folha de S.Paulo. Consultado em 3 de março de 2017 
  3. Beirão, Nirlando (20 de dezembro de 2016). «A vida sem filtro de Rita Lee». Carta Capital. Consultado em 3 de março de 2017 
  4. Julio Maria (5 de novembro de 2016). «Narrativa impiedosa da autobiografia de Rita Lee pode ser ensinamento à classe artística». O Estado de São Paulo. Consultado em 3 de março de 2017 
  5. Lauro Jardim (26 de fevereiro de 2017). «Após vender 150 mil exemplares, autobiografia de Rita Lee será lançada em Portugal». O Globo. Consultado em 3 de março de 2017 
  6. Ferreira, Mauro (4 de maio de 2017). «Em 'Conversa com Bial', Rita Lee fala da vontade de fazer 'disco de demos'». G1. Consultado em 5 de maio de 2017 
  7. «'Aquarius', 'Velho Chico', Rita Lee e Montagner levam prêmios da APCA». Folha de S.Paulo. 30 de novembro de 2016. Consultado em 4 de março de 2017