Rizoma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para o conceito filosófico, de Deleuze e Guattari, veja Rizoma (filosofia).
Rizoma aéreo de Phragmites australis, comum em praias.

Em botânica, chama-se rizoma[1] ou soca[2] a um tipo de caule, geralmente subterrâneo, que se dispõe mais ou menos paralelamente à superfície do solo,[3] e que emite, de espaço a espaço, brotos aéreos foliosos e florísticos, podendo também emitir raízes de seus nós.[4]

O rizoma assemelha-se em parte ao cormo, na medida em que também consiste no corpo da planta, com maior ou menor grau de diferenciação, distinguindo-se daquele, no entanto, pelas folhas que, no caso do rizoma, estão reduzidas a escamas.[1]

Os rizomas são importantes como órgãos de reprodução vegetativa ou assexuada de diversas plantas ornamentais, por exemplo: agapanto, espada-de-são-jorge, lírio-da-paz, samambaias e orquídeas.

Alguns rizomas que são usados na culinária incluem gengibre, açafrão-da-terra, entre outros.

Referências

  1. a b Infopédia. «rizoma | Definição ou significado de rizoma no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 7 de setembro de 2021 
  2. Infopédia. «soca | Definição ou significado de soca no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 7 de setembro de 2021 
  3. Raven, Peter H. ; Eichhorn, Susan E.; Evert , Ray F. Evert. Biologia Vegetal. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Kogan LTDA., 2014.
  4. Vidal, Waldomiro Nunes & Vidal, Maria Rosária Rodrigues (1990). Botânica organografica: quadros sinóticos ilustrados de fanerógamos. (3 ed.). Viçosa: Universidade Federal de Viçosa.