Robert Curl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Robert Curl Medalha Nobel
Fulereno
Nascimento 23 de agosto de 1933 (89 anos)
Alice
Morte 3 de julho de 2022 (88 anos)
Houston
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Rice, Universidade da Califórnia em Berkeley
Ocupação químico, professor(a) universitário(a)
Prêmios Nobel de Química (1996)
Empregador Universidade Rice, Universidade Harvard
Instituições Universidade Rice, Universidade Harvard
Campo(s) química, química orgânica

Robert Floyd Curl, Jr. (Alice, 23 de agosto de 1933 - 3 de julho de 2022) foi um químico estadunidense.[1]

Conjuntamente com Harold Kroto e Richard Smalley, foi agraciado com o Nobel de Química de 1996 pela sua descoberta dos fulerenos.[2]

Mediante experiências com laser com grafite a mais de 104 °C, descobriu a alotropia do carbono, em 1996.

Carreira científica[editar | editar código-fonte]

Curl foi bolsista de pós-doutorado na Universidade de Harvard com E. B. Wilson, onde usou a espectroscopia de microondas para estudar as barreiras de rotação das moléculas.[3] Depois disso, ingressou no corpo docente da Rice University em 1958. Herdou o equipamento e os alunos de pós-graduação de George Bird, um professor que estava saindo para trabalhar na Polaroid.[4] A pesquisa inicial de Curl envolveu a espectroscopia de micro-ondas do dióxido de cloro. Seu programa de pesquisa incluiu experimentos e teoria, principalmente focado na detecção e análise de radicais livres usando espectroscopia de microondas e lasers sintonizáveis. Ele usou essas observações para desenvolver a teoria de sua estrutura fina e estrutura hiperfina, bem como informações sobre sua estrutura e a cinética de suas reações.[5]

Pesquisa posterior[editar | editar código-fonte]

Os interesses de pesquisa posteriores de Curl envolveram a química física, o desenvolvimento de instrumentação de genotipagem e sequenciamento de DNA e a criação de sensores fotoacústicos para gases traços usando lasers de cascata quântica.[6] Ele é conhecido na vida universitária residencial na Universidade Rice por ser o primeiro mestre do Lovett College.[7]

Curl se aposentou em 2008 aos 74 anos,[8] tornando-se Professor Universitário Emérito, Professor Emérito Pitzer-Schlumberger de Ciências Naturais e Professor Emérito de Química na Universidade Rice.

Prêmios e honrarias[editar | editar código-fonte]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jade Boyd (4 de julho de 2022). «Nobel laureate, beloved Rice professor Robert Curl dead at 88». Rice University. Consultado em 5 de julho de 2022 
  2. «Chemistry Laureates: Fields». www.nobelprize.org. Consultado em 10 de agosto de 2018 
  3. «The Nobel Prize in Chemistry 1996». NobelPrize.org (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2022 
  4. Berger, Eric (29 de junho de 2008). «Legendary Rice professor Robert Curl retiring». Chron (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2022 
  5. «Robert F. Curl: University Professor Emeritus, Pitzer-Schlumberger Professor of Natural Sciences Emeritus, Professor of Chemistry Emeritus». Rice University Department of Chemistry. Consultado em 12 de julho de 2014 
  6. «Robert F. Curl Jr.». Encyclopædia Britannica. Consultado em 12 de julho de 2013 
  7. «Robert Curl». Rice University Baker Institute for Public Policy. 28 de junho de 2013. Consultado em 12 July 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. Berger, Eric (29 de junho de 2008). «Legendary Rice professor Robert Curl retiring». Chron. Consultado em 12 de julho de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Paul Crutzen, Mario Molina e Frank Sherwood Rowland
Nobel de Química
1996
com Harold Kroto e Richard Smalley
Sucedido por
Paul Delos Boyer, John Ernest Walker e Jens Christian Skou


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.