Robert M. Pirsig

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade.
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Robert M. Pirsig
Robert M. Pirsig
Data de nascimento 6 de setembro de 1928 (87 anos)
Local de nascimento Minneapolis,  Estados Unidos
Género(s) Romance, conto
Movimento Pós-modernismo
Magnum opus Lila: um inquérito sobre a moral

Robert M. Pirsig (Minneapolis, Minnesota, EUA, 6 de setembro de 1928) é um escritor e filósofo americano, conhecido como o autor do livro Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas, de 1974, que já vendeu milhões[carece de fontes?] de cópias ao redor do mundo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Por ser uma criança superdotada, com um QI estimado em 170, aos 9 anos, Pirsig foi adiantado em vários graus na escola.

Em 1943, Pirsig entrou na Universidade de Minnesota para estudar bioquímica. No livro , Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas, ele descreveu a si mesmo como um aluno típico. Ele era um idealista, interessado na ciência como essencial, e não pelo conceito, para formar uma carreira.

Durante o trabalho no laboratório bioquímico, Pirsig ficava muito incomodado pelo fato de haver sempre mais de uma hipótese viável para explicar um determinado fenómeno, e que o número de tais hipóteses parecia quase ilimitada. Ele não poderia pensar em alguma forma de reverter esse quadro, e que lhe parecia que todo o esforço científico tivesse sido paralisado em certo sentido. Esta questão levou-o a reprovação em algumas matérias mais simplórias.

Após servir com os militares americanos na Coreia do Sul, ele retornou para Minnesota e completou o curso de filosofia no ano de 1950. Ele então foi para Banaras Hindu University, na Índia, para aprender sobre a filosofia oriental. Ele também fez filosofia na Universidade de Chicago, mas não obteve uma licenciatura. Suas difíceis experiências como um estudante de um curso ministrado por Richard McKeon são descritas, subliminarmente no livro Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas. Até sua publicação, Pirsig apoiou-se como freelance para o ensino de calouros em inglês e retórica. Em 1960, foi internado em instituições psiquiátricas, onde recebeu vários tratamentos, como os a choque.

Pirsig foi casado com Nancy Ann James, em 1954. Eles tiveram dois filhos, Chris, 1956 e Theodore 1958. Pirsig e James se divorciaram em 1978. Nesse mesmo ano ele se casou com Wendy Kimball.

Pirsig evita a vida pública. Ele viaja em torno do Atlântico de barco, e tem residido na Noruega, Suécia, Bélgica, Inglaterra, e em diversos lugares ao redor do E.U.A.