Robert Recorde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Robert Recorde
Nascimento cerca de 1512
Tenby
Morte 1558 (45–46 anos)
London Borough of Southwark
Cidadania País de Gales
Alma mater
Ocupação matemático, médico, filósofo, cientista
Empregador Universidade de Oxford
Obras destacadas The Whetstone of Witte

Robert Recorde (Tenby, Pembrokeshire, País de Gales, 1512Londres, 1558) foi um matemático inglês, filho de Thomas Recorde e Rose Jones.É bastante conhecido por ter criado o sinal de igualdade (=), no ano de 1557.[1]

Não se sabe exatamente os tópicos que ele estudou, mas sabe-se que obteve o grau de B.A. em 1531, e naquele ano foi eleito membro do All Souls College, em Oxford. Robert Recorde praticamente estabeleceu a escola inglesa de matemáticos, introduzindo a álgebra na Inglaterra.

Escreveu vários livros-texto elementares, e fez isso com uma política bastante deliberada. Tinha a ideia de produzir um curso completo de instrução matemática, e escreveu esses livros na ordem na qual ele achava que deveria ser estudada em um curso de matemática. Ele queria que esse curso estivesse disponível para qualquer pessoa, e não somente para poucos homens que podiam ler em latim ou grego. Então, ele escreveu todos esses livros em inglês e, tentando usar expressões claras e simples. Para isso, introduziu novas palavras inglesas equivalentes aos termos em latim ou grego em uso na época.

As ideias de Recorde eram desenvolvidas claramente, passo a passo, com os pontos difíceis sendo guardados até que o estudante obtivesse experiência suficiente para entendê-los. Em 1543 Recorde publicou The Grounde of Artes, um livro de aritmética de bastante sucesso:

...teaching the perfect work and practice of Arithmeticke etc.

nas próprias palavras de Recorde. O livro abordava operações com números arábicos, computação com contadores, proporções, regra de três, tudo sendo estudado aritmeticamente com números naturais. Houve uma segunda e uma terceira edição em 1549 e 1550. Em 1552, Recorde publicou também uma segunda versão ampliada do The Grounde of Artes, estendendo o trabalho da primeira edição.

Em 1551, Recorde escreveu a obra Pathwaie to Knowledge, que alguns consideravam como uma versão resumida dos "Elementos" de Euclides. Foi o único dos seus livros que ele escreveu na forma de diálogo entre mestre e estudante. Ele explicava porque os teoremas são verdadeiros e dava diversos exemplos para fazer com que o estudante entendesse não só o que estava sendo ensinado, mas também porque aquilo estava sendo ensinado.

Em 1556 publicou The Castle of Knowledge, onde apresentou uma elementar introdução à versão de Ptolomeu sobre astronomia. Foi, portanto, um trabalho matemático sobre a esfera, e Recorde certamente leu os trabalhos de Ptolomeu, Proclus, Sacrobosco e Oronce Fine antes de escrevê-lo.

Em relação ao sinal de igual (=), ele apareceu no seu livro The Whetstone of Witte, publicado em 1557.

Referências

  1. Johnston, Stephen (2004). «Recorde, Robert (c. 1512–1558)». Oxford Dictionary of National Biography. Oxford University Press. doi:10.1093/ref:odnb/23241. Consultado em 31 de março de 2020  (Requer subscrição ou ser sócio da biblioteca pública do Reino Unido)