Robert W. Chambers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Robert W. Chambers
Nascimento 26 de maio de 1865
Brooklyn
Morte 16 de dezembro de 1933 (68 anos)
Nova Iorque
Cidadania Estados Unidos
Irmão(s) Walter B. Chambers
Alma mater Academia Julian
Ocupação escritor, pintor, romancista, roteirista, escritor de ficção científica, escritor de literatura infantil
Magnum opus O Rei de Amarelo
Assinatura
Robert W Chambers signature.svg

Robert William Chambers (Brooklyn, 26 de maio de 1865 – Nova Iorque, 16 de dezembro de 1933) foi um ilustrador e escritor de ficção estadunidense, mais conhecido por seu livro O Rei de Amarelo, publicado em 1895. Chambers estudou na École des Beaux-Arts e na Académie Julian, em Paris. Antes de se tornar escritor, trabalhava como pintor e ilustrador, tendo ilustrações publicadas em revistas como Life, Truth e Vogue. Fez grande sucesso com o livro de terror O Rei de Amarelo, mas depois de alguns outros livros do mesmo gênero, abandonou a literatura fantástica para se dedicar a romances históricos.[1][2][3][4]

Referências

  1. Brian Stableford, "The King in Yellow" in Frank N. Magill, ed. Survey of Modern Fantasy Literature, Vol 2. Englewood Cliffs, NJ: Salem Press, Inc., 1983. ISBN 0893564508 (pp. 844–847).
  2. Quoted in "Chambers, Robert W(illiam)" by T. E. D. Klein, in Jack Sullivan. The Penguin Encyclopedia of Horror and the Supernatural, Penguin/Viking, New York. 1986 ISBN 0670809020 (p. 74-6).
  3. Bleiler, Everett Franklin and Bleiler, Richard. Science-Fiction: The Early Years. Kent State University Press, 1990. ISBN 0873384164. p. 129-132.
  4. «Robert Chambers, Novelist, Is Dead». New York Times. 17 de dezembro de 1933. p. 36 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Robert W. Chambers

Wikisource-logo.svg Robert W. Chambers no Wikisource em inglês.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.