Roberto Castello Branco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Roberto da Cunha Castello Branco
38º Presidente da Petrobras
Período 3 de janeiro de 2019
até 13 de abril de 2021
Presidente Jair Bolsonaro
Antecessor(a) Ivan Monteiro
Sucessor(a) Carlos Alberto de Oliveira (interino)
Dados pessoais
Nascimento
Nacionalidade brasileira
Alma mater Universidade de Chicago
Partido Nenhum
Ocupação Economista

Roberto da Cunha Castello Branco é um economista brasileiro, ex-membro do conselho administrativo e ex-presidente da Petrobras.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi indicado para ser o presidente da Petrobras pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, para o período 2019-2021.[2][3][4] Em fevereiro de 2021, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que não outorgaria à Castello Branco um segundo mandato como presidente da petrolífera.[5]

Em artigo na Folha de S.Paulo, em 2018, quando perguntado sobre as privatizações, disse ser "inaceitável manter centenas de bilhões de dólares alocados a empresas estatais em atividades que podem ser desempenhadas pela iniciativa privada, enquanto o Estado não tem dinheiro para cumprir obrigações básicas."[6]

Formação Acadêmica[editar | editar código-fonte]

Funções exercidas[editar | editar código-fonte]

  • Membro do conselho administrativo da Petrobras em 2015-2016, por indicação da ex-presidente Dilma Rousseff (PT)
  • Diretor do Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da FGV
  • Diretor do Banco Central
  • Diretor Executivo de instituições financeiras e Diretor e Economista Chefe da Vale
  • Professor da EPGE/FGV
  • Presidente Executivo do IBMEC

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • “Crescimento acelerado e o mercado de trabalho: a experiência brasileira”, ed. Fundação Getulio Vargas

Referências

  1. «Diretor de produção da Petrobras assume comando da estatal de forma interina até nomeação do novo presidente». O Globo. 13 de abril de 2021. Consultado em 13 de abril de 2021 
  2. «Quem é Roberto Castello Branco, futuro presidente da Petrobras». G1 
  3. «Petrobras aprova Roberto Castello Branco como novo presidente». Folha de S.Paulo. 21 de dezembro de 2018. Consultado em 3 de janeiro de 2019 
  4. a b «FGV EPGE». Consultado em 19 de novembro de 2018 
  5. «Castello Branco deve cumprir mandato na Petrobras até o fim». CNN Brasil. 22 de fevereiro de 2021. Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  6. «É urgente a necessidade de se privatizar não só a Petrobras, mas outras estatais». Folha de S.Paulo. 2 de junho de 2018 

Precedido por
Ivan Monteiro
Presidente da Petrobras
2019 – 2021
Sucedido por
Carlos Alberto de Oliveira
(interino)