Roberto Fernandes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Roberto Fernandes
Informações pessoais
Nome completo José Roberto Fernandes Barros
Data de nasc. 5 de maio de 1971 (48 anos)
Local de nasc. Recife (PE), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Informações profissionais
Equipa atual ABC
Posição Treinador
Times/Equipas que treinou
1997
1998
1999
2000
2001
2002
2002
2003
2004
2004
2005
2005
2006
2006
2006
2006–2007
2007–2008
2008
2008
2009
2009
2010
2010
2010–2011
2011
2011–2012
2012–2013
2013–2014
2014
2014–2015
2016
2016
2016
2017
2017
2017–2018
2018
2018–2019
2019–
Ferroviário-PE
Surubim
Unibol
Osan-SP
Primavera
Independente
Linense
Londrina
Guaratinguetá
Anapolina
Ceará
Vila Nova
Santo André
Ceilândia
Ituano
Brasiliense
Náutico
Atlético Paranaense
Náutico
Figueirense
Fortaleza
Brasiliense
Atlético Goianiense
Náutico
Paysandu
Americana
América-RN
ABC
Remo
América-RN
Capivariano
Confiança
Paraná
Bangu
Confiança-SE
Náutico
Santa Cruz
CRB
ABC

José Roberto Fernandes Barros, mais conhecido como Roberto Fernandes (Recife, 5 de maio de 1971), é um treinador de futebol brasileiro. Atualmente, comanda o ABC.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Atuou como meia nos juvenis do Náutico e Santa Cruz. Como profissional, na mesma posição, jogou pelo América-SP e Ferroviário. Como Treinador, Roberto Fernandes é um dos treinadores da nova geração. Mesmo assim já tem grande experiência, chegando, inclusive, à elite do futebol brasileiro em 2007, quando dirigiu o Náutico. Na oportunidade, foi escolhido o técnico revelação do Brasileirão. Antes, em 2004, ele já tinha sido escolhido o técnico revelação da Série B pelo Anapolina de Goiás.

Em 2008, foi anunciada sua saída do Náutico para assumir o comando do Atlético-PR, do período de 20/05/2008 a 03/08/2008. No dia 7 de agosto do mesmo ano, foi anunciado seu retorno ao Náutico. Em 2009, devido à pressões internas e externas, Roberto teve mais um final no Náutico, desta vez por demissão da própria diretoria. Em 2010 já nas últimas rodadas da Série B, foi contratado novamente pelo Náutico, Onde dirigiu durante o Campeonato Pernambucano de 2011, mas depois de perder a classificação na semifinal para o rival Sport foi dispensado pela diretoria alvi-rubra. meses depois acertou com o Paysandu e em agosto do mesmo ano, iria acertar com o Americana,[1] mas após a direção do clube paulista, mudar da ideia de contratar-ló, continua como treinador do bicolor.[2]

Roberto Fernandes tem como principais características ser um treinador motivador e sempre buscar o máximo de cada atleta em benefício da equipe, acreditando na força do trabalho como único caminho para a conquista de resultados.

Em setembro de 2011, ele foi dispensado do Paysandu por causa de maus resultados. No dia 20 de outubro foi anunciado como novo treinador do Americana até o final de 2011.

No começo de 2012,após não ter tido nenhuma vitória no Paulistão, Roberto Fernandes foi demitido. Porém, a partir de então, sua temporada iria passar por uma transformação positiva. O treinador recebeu um convite para comandar o América de Natal. A equipe rubra vinha de uma eliminação do primeiro turno do campeonato potiguar e trazia uma série de 3 derrotas seguidas para o arquirrival ABC FC. Roberto Fernandes substituiu o então treinador Flávio Araújo, e deu uma dose de motivação ao elenco já formado. Consegui ser campeão do segundo turno do campeonato estadual e venceu a final, tornando se o campeão potiguar de 2012. Além disso foi eleito o melhor técnico do Rio Grande do Norte em 2012 e de quebra fez uma boa campanha no Série B, permaneceu por 14 rodadas seguidas no G4, liderou a competição, mas acabou em 9º. Após um mal início no Campeonato Brasileiro, o técnico foi demitido.[3] Logo depois o técnico assumiu o comando do maior rival do seu ex-clube, o ABC.[4] No alvinegro potiguar, fez história ao livrar o ABC do rebaixamento, quando o clube natalense já era dado como uma dos quatro rebaixados para Série C do ano seguinte. No momento de sua chegada, na décima quarta rodada, o ABC era lanterna da Série B, e tinha apenas uma vitória. Roberto então, indicou, e a direção abcedista contratou nada menos do que 17 jogadores, mirando a permanência do clube na segunda divisão. E após 26 rodadas na zona do rebaixamento, sendo 22 na última colocação, e 13 jogos no comando do alvinegro, Roberto enfim consegue tirar o ABC do "Z4", com uma marcante vitória, na vigésima sétima rodada, contra o então campeão da competição, o Palmeiras, vencendo a equipe paulistana por 3 a 2, no Frasqueirão. Com isso, o ABC não voltou a figurar entre os quatro últimos colocados da Série B, porém, só garantindo sua permanência na penúltima rodada, após vitória por 1 a 0 contra a equipe do Avaí, no estádio Frasqueirão.

Em março de 2014 foi contratado pelo Clube do Remo para o segundo turno do Campeonato Paraense, substituindo Agnaldo de Jesus que estava como técnico interino, desde a saída de Charles Guerreiro no começo do mês.[5]

Roberto assume o time no momento em que este vêm de um sequência de nove jogos sem vencer, duas derrotas e sete empates, nas três competições disputadas pelo Remo (Campeonato Paraense, Copa do Brasil e Copa Verde).

Em outubro de 2014 foi anunciada a volta de Roberto Fernandes ao América de Natal,[1] onde ficou até 2015, conquistando dois Campeonatos Potiguares e duas Copas do Rio Grande do Norte.

Foi anunciado como novo treinador do Capivariano para a sequência do Campeonato Paulista Série A1 de 2016, após a demissão de Evaristo Piza.[2]

Foi anunciado em setembro/2016 como técnico do Paraná Club. Ao todo, foram 9 jogos, com duas vitórias, um empate e seis derrotas, 25% de aproveitamento dos pontos, após o fraco desempenho, e "ajudar" o Paraná Club escapar do rebaixamento, o mesmo foi demitido.

Foi anunciado como novo treinador do Bangu para a sequência do Campeonato Carioca de 2017, após a demissão de Arturzinho. Em 29 de junho, Roberto Fernandes deixou o comando do Bangu, após eliminação na Série D do Brasileirão, esteve no comando do clube carioca em 12 partidas, conquistando três empates, três vitórias e seis derrotas.[3]

Em 19 de julho de 2017, Roberto Fernandes foi anunciado pela diretoria do Confiança, equipe de Sergipe.[4] No dia 01 de agosto Roberto Fernandes deixou o comando do Confiança.[5]

No primeiro dia do mês de agosto a diretoria do Náutico anunciou Roberto Fernandes como novo treinador para o restante da Série B, ele já trabalhou no alvirrubro 4 vezes, Roberto terá a missão de reerguer o futebol do clube pernambucano e o livrar do rebaixamento á Série C.[6] Infelizmente o Náutico não conseguiu escapar do rebaixamento á Série C de 2018, mesmo tendo melhorado seu futebol sob o comando de Roberto Fernandes.[7] No dia 21 de novembro de 2017, a diretoria alvirrubra juntamente com Roberto Fernandes oficializaram a renovação contratual do treinador com o clube por mais uma temporada, ele que já vinha trabalhando no planejamento do clube para 2018 irá juntamente com a diretoria da equipe buscar o melhor planejamento e a melhor formação de um time para 2018.[8] Na temporada de 2018, o técnico foi um dos responsáveis pelo bom desempenho da equipe na Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Campeonato Pernambucano, neste último, inclusive, Roberto conquista o título de campeão pernambucano.

Em 6 de maio de 2018, Roberto Fernandes deixa o comando do Náutico um dia após a derrota por 4 a 2 na Série C contra o Confiança na Arena de Pernambuco.[9] Roberto Fernandes deixa o clube após uma sequência de 4 jogos sem vitória na competição, com três derrotas e um empate.

Em 23 de maio de 2018, Roberto Fernandes é anunciado como o novo treinador do Santa Cruz.[10]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Primavera
Brasiliense
América de Natal
Clube do Remo
Náutico

Conquistas Individuais[editar | editar código-fonte]

  • Melhor técnico do Campeonato Potiguar de 2012[11]
  • Técnico revelação do campeonato brasileiro serie B de 2004
  • Técnico revelação do campeonato brasileiro serie A de 2007

Ligações externas[editar | editar código-fonte]