Roberto Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Roberto Gomes
Nascimento 1944 (75 anos)
Blumenau,  Brasil
Residência Curitiba
Principais trabalhos Júlia
Prémios Prémio Jabuti 1982

Roberto Gomes (Blumenau, 1944) é um escritor brasileiro. Reside desde 1964 em Curitiba, Paraná.

Publicou romances, contos, crônicas, literatura infantil, além de traduções. Sua primeira obra, Crítica da Razão Tupiniquim (1977), em décima segunda edição, questiona a filosofia no Brasil.

Em 1979 obteve o Prêmio José Geraldo Vieira com o romance Alegres memórias de um cadáver. Escreveu outros romances, como Antes que o teto desabe (1981), Terceiro Tempo de Jogo (1985) e Os Dias do Demônio (1995) e Todas as casas, de 2004.

Publicou dois livros de contos, Sabrina de Trotoar e de Tacape (1981) e Exercício de Solidão (1998), e quatro livros dirigidos ao público infanto-juvenil: (1982), Carolina do nariz vermelho (1986), Aristeu e sua aldeia (1987) e A difícil arte de ser urubu (2001). O Demolidor de Miragens, 1983, e Alma de bicho, 2000, são coletâneas de crônicas.

Sua obra foi analisada por vários estudiosos de literatura e de filosofia, tais como Guilhermino César, Wilson Martins, Marisa Lajolo, Miguel Sanches Neto, André Seffrin, Antônio Manuel dos Santos Silva, José Hildebrando Dacanal e Foed Castro Chamma.

Recebeu o prêmio Jabuti em 1982 com O menino que descobriu o sol e seu conto Sabrina de Trotoar e de Tacape foi adaptado para o cinema, no longa-metragemFlor do Desejo.

Em 2008 publicou o romance Júlia sobre a vida da poetisa Júlia da Costa e, em 2011, o romance O conhecimento de Anatol Kraft.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de um jornalista, nasceu em Blumenau. Viveu numa casa na beira do rio, onde na parte dianteira funcionava as oficinas do jornal que o pai editava.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Alegres memórias de um cadáver (1979)
  • Antes que o teto desabe (1981)
  • Terceiro Tempo de Jogo (1985)
  • Os Dias do Demônio (1995)
  • Todas as casas (2004)
  • Júlia (2008)
  • ''O conhecimento de Anatol Kraft (2011)

Contos[editar | editar código-fonte]

  • Sabrina de Trotoar e de Tacape (1981)
  • Exercício de Solidão (1998)

Infantil[editar | editar código-fonte]

  • Carolina do nariz vermelho (1986)
  • Aristeu e sua aldeia (1987)
  • A difícil arte de ser urubu (2001)

Colectâneas de crónicas[editar | editar código-fonte]

  • O Demolidor de Miragens (1983)
  • Alma de bicho (2000).

Referências

  1. Revista Cândido n.º 23 (Junho de 2013). Um escritor na bibliotteca - Roberto Gomes, pág. 5.