Rock É! Dançando Na Noite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rock É! Dançando Na Noite
Álbum de estúdio de UHF
Lançamento Portugal Portugal
Julho de 1998
Gravação Abril a maio de 1998, Estúdios Tcha Tcha Tcha, Miraflores
Gênero(s) Rock
Duração 43:17 (CD)
Idioma(s) Português, castelhano
Formato(s) K7, MMC, CD
Editora(s) AM.RA Discos
Produção António Manuel Ribeiro
Cronologia de UHF
69 Stereo
(1996)
Eternamente
(1999)
Singles de Rock É! Dançando Na Noite
  1. "Quando (dentro de ti)[carece de fontes?]"
  2. "Guantanamera [carece de fontes?]"
  3. "Ao Fim de Tanto Tempo [1]"
  4. "Meninos Angolanos[carece de fontes?]"

Rock É! Dançando na Noite é o décimo primeiro álbum de estúdio da banda portuguesa de rock UHF. Editado em julho de 1998 e é o primeiro registo com a AM.RA Discos, editora própria da banda. A distribuição foi entregue à Vidisco.[2]

Saturado com as obrigações contratuais, e atento às más experiências vividas no passado, António Manuel Ribeiro fundou no final de 1997 a editora AM.RA Discos, de forma a ter controlo sobre a sua obra tornando os UHF independentes. Decidiram negociar apenas a distribuição dos discos com outras editoras. Fundadores do movimento de renovação musical intitulado "rock português", em 1980, os UHF nem sempre tiveram uma exposição mediática estável durante a carreira por terem manifestado desde o início o desejo de serem independentes. Em desabafo, o líder do grupo comentou: "A independência em Portugal paga-se, porque a independência é um acto de inteligência e neste país não podemos ser inteligentes (...) A independência incomoda em Portugal". A edição deste álbum assinala a estreia discográfica da independência da banda.[3][4]

Rock É! Dançando Na Noite é um disco de guitarras, de canções curtas, muito a pensar no palco e nos concertos, que é a forma de vida dos UHF. É um trabalho escrito comunitariamente, em termos de música, por todos os elementos refletindo, por isso, uma variedade temática.[3]

A formação da banda foi totalmente renovada, marcando mais uma etapa na vida de um grupo com um percurso longo e agitado. Foram congregados músicos mais jovens que António Manuel Ribeiro, o que transmitiu uma atitude musical mais coerente no seio do grupo. Destaque para o guitarrista António Côrte-Real, filho do líder da banda.[3] O tema "Quando (dentro de ti)" foi escolhido para single de apresentação do álbum, e que foi um grande sucesso na rádio. O segundo single, "Guantanamera",[carece de fontes?] é uma versão rock trabalhada pelos UHF, de uma canção tradicional cubana da autoria de José Martí e Joseíto Fernández.[5] Seguiu-se no mês de outubro de 1998 a edição do single "Ao Fim de Tanto Tempo",[1] para depois encerrar a descoberta do álbum, em maio de 2001, com o lançamento do quarto single "Meninos Angolanos".[carece de fontes?]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

O disco compacto é composto por doze faixas em versão padrão. Todos os músicos, com exceção de David Rossi, participaram como compositores dos temas.

CD
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Quando (dentro de ti)"  António M. Ribeiro 3:02
2. "Sr. Ministro (que escola é esta?)"  António M. Ribeiro 3:30
3. "Guantanamera"  José Martí / Joseíto Fernández 3:47
4. "Ao Fim de Tanto Tempo"  António M. Ribeiro / Marco C. Cesário 3:30
5. "Meninos Angolanos"  António M. Ribeiro / Jorge Manuel Costa 3:51
6. "Só Eu Sei Porquê"  António M. Ribeiro / António Côrte-Real 3:38
7. "Se Fosses Minha"  António M. Ribeiro / António Côrte-Real 3:48
8. "Margarida (num jardim)"  António M. Ribeiro / Marco C. Cesário 3:08
9. "Voluntariamente Só"  António M. Ribeiro / Marco C. Cesário 4:23
10. "Tudo Se Move à Procura"  António M. Ribeiro 4:25
11. "Boogie Com o Sr. U"  António M. Ribeiro 3:08
12. "Dançando na Noite"  António M. Ribeiro 5:07
Duração total:
43:17
Melodia rock com rasgos de solo de guitarra. Uma canção positiva, que fala da força que existe esquecida nas pessoas.[6]

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Membros da banda[editar | editar código-fonte]

Convidados
  • Ivan Cristiano (bateria e vocal de apoio) [2]
  • Telmo Costa, Patrícia Matos e Bárbara Côrte-Real (vocais de apoio) [2]

Referências

  1. a b «Ao Fim de Tanto Tempo (single)». Spirit Of Rock. Consultado em 19 de junho de 2014 
  2. a b c d e f g h «Rock é! Dançando na Noite». Fonoteca C.M.Lisboa. Consultado em 30 de setembro de 2014 
  3. a b c Pedro Brinca (29 de junho de 1998). «Os UHF por conta própria». Setúbal Na Rede: 1. Consultado em 23 de março de 2016 
  4. João Silva (25 de novembro de 2010). «UHF: A independência incomoda em Portugal». TVI 24. Consultado em 24 de março de 2015 
  5. «Guantanamera» (PDF). Veinte Mundos. Consultado em 23 de março de 2015 
  6. Ribeiro, António (2005). Cavalos de Corrida–A Poética dos UHF. Quinta da Graça, Bela Vista, 1950-219 Lisboa: Setecaminhos. p. 171. ISBN 989-602-073-6 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]