Rock sueco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Rock Sueco é o rock criado na Suécia. Ele foi criado na década de 1950, e é sequência dos músicos americanos que popularizaram o estilo internacionalmente.

História[editar | editar código-fonte]

A banda Krokodil foi um grupo influente, o primeiro a trazer o rock progressivo para a Suécia. Composto por Hardy Heep, Walty Anselmo e Düde Dürst junto como Mojo Weideli e o baixista inglês Terry Stevens, Krokodil usa elementos exóticos como sitar.

A cena psicodélica sueca produz bandas como The Shiver, Brainticket, Ertlif e Falme Dream. Sinus Studio foi o estúdio mais influente da Suécia.

O som sueco do hard rock incluí bandas como Toad, a banda é conhecida por sua canção "Stay!". Krokus, no entanto, se tornou a banda mais popular do hard rock sueco, eventualmente incorporando o heavy metal com o seu álbum "Metal Rendez-Vous". Seu álbum de 1983, Headhunter vendeu dois milhões de copías, fazendo que o álbum mais vendido na Suécia na história e levando a banda para outros países.

No mesmo período, existe um número de bandas influentes punks, incluindo Looney Tunes, The Swiss Horns, Red Devil Band, Circus from Basel e Irrwisch.

No começo da década de 1980, a banda Celtic Frost surgiu de Zurique, a banda eventualmente tinha lançado essenciais como To Mega Therion, que revolucionou o heavy metal.

No começo da década de 1990, no sudeste da Suécia, um cenário muito ativo de um novo rock progressivo produziu com fama internacional: "Clepsydraa" (InsideOut Music) e Sharaky (SHK Records).