Roda de Fizeau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2015)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Animação da Roda de Fizeau.
Esquema da experiência realizada

Em 1849, o físico francês Armand-Hyppolyte-Louis Fizeau (1819-1896) determinou a velocidade da luz no ar realizando o experimento conhecido como Roda de Fizeau ou Experimento da Roda Dentada. A experiência consistia em colocar uma roda dentada no topo de uma montanha, havendo um espelho por trás e um outro espelho há uma distância d. Então, mediu-se o tempo para a luz partir de um ponto, chegar ao espelho e ser refletido de volta para o ponto inicial. Para medir o tempo com a maior precisão possível, Fizeau usou uma roda dentada que transformava feixes contínuos de luz em pulsos luminosos. 

Em seu experimento, Fizeau utilizou uma distância de 8.633m e uma roda com 720 dentes, que girava numa frequência de 12,6Hz. Após o experimento, ele encontrou uma velocidade de 315.000 Km/s.  

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Peruzzo, Jucimar (2009). Teoria da Relatividade Especial. Clube de Autores.
  2. BASSALO, José Maria Filardo. A crônica da ótica clássica (parte III: 1801- 1905). Caderno Brasileiro de Ensino de Física, Florianópolis, v. 6, n. 1, p. 37-58, jan. 1989. ISSN 2175-7941. Disponível em: <https://www.rbcdh.ufsc.br/index.php/fisica/article/view/7719/15172>. Acesso em: 28 nov. 2015. doi:http://dx.doi.org/10.5007/7719.