Rodong Sinmun

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rodong Sinmun
로동신문
Rodong Sinmun logo.svg
Air Koryo complimentary newspaper.jpg
Exemplar de 2015
Periodicidade Diário
Formato Standard
Sede Pyongyang
País Coreia do Norte
Fundação 1 de novembro de 1945 (73 anos)
Proprietário Partido dos Trabalhadores da Coreia
Editora Agência de Notícias Rodong
Editor-chefe Kim Pyong-ho
Orientação política Juche, Songun
Circulação 600.000 (desde de 2015)[1]
Página oficial Rodong Sinmun

Rodong Sinmun (em coreano: 로동신문; hanja:勞動新聞; literalmente Jornal dos Trabalhadores) é um jornal norte-coreano que serve como jornal oficial do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia. Foi publicado pela primeira vez em 1 de novembro de 1945 como Chǒngro (hangul: 정로; hanja: 正路; "caminho correto"), servindo como um canal de comunicação para o Bureau do Partido Comunista da Coreia.

Foi renomeado em setembro de 1946 para o seu nome atual no desenvolvimento constante do Partido dos Trabalhadores da Coreia. Citado frequentemente pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA) e pela mídia internacional, é considerado uma fonte de pontos de vista oficiais norte-coreanos em muitos assuntos. A versão em inglês do Rodong Sinmun foi lançada em janeiro de 2012.[2] O editor-chefe é Kim Pyong-ho.[3]

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O Rodong Sinmun é publicado todos os dias do ano e geralmente contém seis páginas.[4]

Após a purgação e execução de Jang Song-thaek, Rodong Sinmun excluiu cerca de 20.000 artigos de seus arquivos da web,[5] enquanto outros foram editados para omitir seu nome.[6] O conteúdo do Rodong Sinmun pode ser acessado pela rede Wi-Fi pública "Mirae" na Coreia do Norte.[7]

Referências

  1. Sung-hui Moon; Yunju Kim; Roseanne Gerin (27 de abril de 2015). «North Korea Ramps Up Circulation of National Daily». Radio Free Asia. Consultado em 24 de março de 2019 
  2. «NK's main paper launches English website». koreatimes (em inglês). 11 de janeiro de 2012. Consultado em 10 de junho de 2019 
  3. «2nd Plenary Session of the 7th WPK Central Committee Held - North Korea Leadership Watch». www.nkleadershipwatch.org. Consultado em 10 de junho de 2019 
  4. Holloway, Andrew (2003). A Year in Pyongyang. Aidan Foster-Carter. Honorary Senior Research Fellow in Sociology and Modern Korea, Leeds University.
  5. «Korean Central News Agency (KCNA) Deletes Online Archive Of News After Execution Of Jang Song Thaek». International Business Times. 16 de dezembro de 2013. Consultado em 10 de junho de 2019 
  6. «On Reading North Korean Media: The Curse of the Web». Sino-NK (em inglês). 31 de outubro de 2016. Consultado em 10 de junho de 2019 
  7. Ji, Dagyum (14 de novembro de 2018). Hotham, Oliver, ed. «Smartphone-capable WiFi on show at Pyongyang IT exhibition, state TV reveals». NK News. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2018. O órgão governante norte-coreano Rodong Sinmun pode ser acessado pela rede, acrescentou o relatório, assim como o site de compras online Manmulsang, o serviço de vídeo sob demanda Manbang, o vídeo Mokran, o site Sci-Tech Complex e o Yeolpung. 
Ícone de esboço Este artigo sobre a Coreia do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.