Rodrigo Moura Visoni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Rodrigo Moura Visoni (21 de março de 1980) é um pesquisador e arquivista brasileiro. Bacharelou-se em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro na data de 4 de maio de 2007. Em 27 de agosto de 2010, tornou-se segundo-tenente arquivista do Quadro Complementar da Aeronáutica, sendo promovido a primeiro-tenente em 31 de agosto de 2013.[1] Serviu no Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica até 21 de fevereiro de 2018. Visoni é autor dos livros Geniais inventores: brasileiros à frente do tempo (2016) Francisco João de Azevedo e a invenção da máquina de escrever (2018) e Roberto Landell de Moura - o precursor do Rádio (2018). Por este último, ganhou em 2019 o Prêmio Jabuti na categoria "Impressão". Visoni conta ainda com diversos artigos acadêmicos e publicações sobre Santos Dumont, no Brasil e em Portugal, havendo recebido o Prêmio Incaer de Cultura Aeronáutica em 2010 devido especialmente às pesquisas relacionadas à polêmica do pioneirismo da invenção do avião entre Santos Dumont e os irmãos Wright.[2][3][4][5][6]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.