Rodrigo Otávio de Oliveira Meneses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rodrigo Otávio de Oliveira Meneses (Cachoeira[1], Bahia, 11 de maio de 1839 - Vassouras, 13 de junho de 1882) foi um magistrado e parlamentar do Segundo Império brasileiro. Casado com D. Luiza Langgaard, era pai do acadêmico e ministro do Supremo Tribunal Federal Rodrigo Otávio Langgaard de Meneses.

Doutor em Ciências Sociais e Jurídicas pela Faculdade de Direito de São Paulo, foi deputado na Bahia (assembléia local), promotor público e presidente da província do Paraná, de 23 de março de 1878 a 31 de março de 1879.

Escreveu Jorge (drama de 1861), dentre outros.[2]

Referências

  1. Segundo Pedro Calmon, teria nascido na cidade de Barra (Bahia). Ver Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, volume 284, julho-setembro de 1969 - Número comemorativo do centenário de Rodrigo Octávio (1866-1966). Rio de Janeiro: Departamento de Imprensa Nacional, 1970; "Vida e obra de Rodrigo Otávio", por Pedro Calmon, p. 8.
  2. SIAN - Sistema de Informações do Arquivo Nacional Fundo Família Rodrigo Otávio de Oliveira Meneses. Este fundo reúne documentos produzidos e acumulados por Rodrigo Otávio de Oliveira Meneses, Rodrigo Otávio de Langgaard de Meneses e Rodrigo Otávio de Langgaard de Meneses Filho.


Precedido por
Jesuíno Marcondes de Oliveira e Sá
Presidente da província do Paraná
1878 — 1879
Sucedido por
Jesuíno Marcondes de Oliveira e Sá


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.