Rodrigo Rollemberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rodrigo Rollemberg
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
18.º Governador do  Distrito Federal
Período 1º de janeiro de 2015
até a atualidade
Vice-Governador Renato Santana
Antecessor(a) Agnelo Queiroz
Senador pelo  Distrito Federal
Período 1º de fevereiro de 2011
até 31 de dezembro de 2014
Deputado Federal pelo  Distrito Federal
Período 1º fevereiro de 2007
até 31 de janeiro de 2011
Deputado Distrital do  Distrito Federal
Período 1º de janeiro de 1999
até 31 de janeiro de 2003
Dados pessoais
Nascimento 13 de julho de 1959 (58 anos)
Rio de Janeiro, Distrito Federal
Cônjuge Márcia Helena Gonçalves Rollemberg
Partido PSB (1985-presente)
Profissão Funcionário público
linkWP:PPO#Brasil

Rodrigo Sobral Rollemberg (Rio de Janeiro, 13 de julho de 1959)[1] é um político brasileiro, é o atual Governador do Distrito Federal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1959 na cidade do Rio de Janeiro, então Distrito Federal, chegou a Brasília em 1960. Um dos quatorze filhos do ex-juiz e ex-deputado federal sergipano Armando Leite Rollemberg e Teresa Sobral Rollemberg. Graduou-se em 1983 em História na Universidade de Brasília.[2]

É funcionário público (Analista Legislativo do Senado Federal). Casado com Márcia Helena Gonçalves Rollemberg, tem três filhos. Irmão do jornalista do Senado, Armando Sobral Rollemberg.

É filiado desde 1985 ao PSB.[1]

Cargos eletivos[editar | editar código-fonte]

Foto oficial de senador (Agência Senado)

Em 1990 disputou sua primeira eleição para deputado distrital mas não se elegeu. Disputou novamente o mesmo cargo em 1994 e alcançou a primeira suplência, assumindo o mandato eventualmente pelas licenças do titular Wasny de Roure.

Destacou-se no combate a grilagem de terras públicas e pela em defesa do turismo local. Assumiu a Secretaria de Turismo durante o governo de Cristóvam Buarque. Iniciou o Projeto Orla, de desenvolvimento do lazer e turismo na orla do Lago Paranoá, e implementou o turismo cívico.

Eleito efetivamente em 1998 a deputado distrital, com 15.942 votos, dedicou seu mandato ao combate à grilagem de terras públicas.

Lançou-se candidato a Governador do Distrito Federal em 2002, obtendo o 3º lugar.

Em 2003 Rollemberg assumiu a Secretaria Nacional de Inclusão Social, do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Em 2006, foi eleito deputado federal com 55.917 votos.

Em 2010 elege-se Senador, juntamente com Cristovam Buarque, com 738.575 votos (33,03% dos votos válidos).

Em 2014, lançou-se novamente candidato a Governador do Distrito Federal,[1] foi para o segundo turno das eleições em primeiro lugar obtendo 45,23% dos votos validos (692 855 votos), vencendo também o pleito em segundo turno com 55,56% dos votos válidos (812 036 votos).[3]

Referências

  1. a b c «Rollemberg 40». Eleições 2014. Consultado em 25 de julho de 2014 
  2. Posse Senadores 2011
  3. UOL (26 de outubro de 2014). «Rollemberg vence e PSB governará Distrito Federal pela primeira vez». UOL. Consultado em 26 de outubro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Agnelo Queiroz
Governador do Distrito Federal
2015 - atual
Sucedido por
-