Rodrygo Goes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rodrygo Goes
Informações pessoais
Nome completo Rodrygo Silva de Goes
Data de nasc. 9 de janeiro de 2001 (17 anos)
Local de nasc. Osasco, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,74 m
Ambidestro
Apelido Raio da Vila, Raiodrygo, Rayo, Rodrygol
Informações profissionais
Clube atual Santos
Número 9 (Libertadores)
43 (Outros campeonatos)
Posição Ponta esquerda
Clubes de juventude
2011–2017 Santos
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2017– Santos 0031 000(9)
Seleção nacional3
2017
2018–
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
0004 0000(3)
0000 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 10 de junho de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 5 de junho de 2018.

Rodrygo Silva de Goes (Osasco, 9 de janeiro de 2001), mais conhecido como Rodrygo Goes ou Rodrygo, é um futebolista brasileiro que atua como ponta-esquerda e ponta-direita. Atualmente defende o Santos cedido pelo Real Madrid. Já marcou 9 gols e deu duas assistèncias no profisional

Carreira[editar | editar código-fonte]

Santos[editar | editar código-fonte]

Aos 10 anos de idade, Rodrygo assinou contrato com o Santos. O Menino da Vila rapidamente tornou-se o principal destaque das categorias de base do Peixe por causa do seu jogo ágil, dribles, resistência física e faro de gol. O atacante demonstrou muita facilidade para fazer gols durante todos os 6 anos nos time de base do alvinegro. Ao lado do centroavante Yuri Alberto, também promovido ao profissional na mesma semana, o atacante era o principal goleador da equipe sub-17, alcançando estatísticas incríveis como 24 gols em 22 jogos pelo Campeonato Paulista sub-17 de 2017. Em apenas uma partida, a joia santista marcou seis gols[1]. Devido ao excelente desempenho nas categorias de base do clube santista, o atleta foi convocado para todas as seleções de base do Brasil e foi o jogador brasileiro mais jovem a assinar contrato com a Nike, aos 11 anos.[2]

Em 21 de julho de 2017, Rodrygo assinou seu primeiro contrato profissional. Um acordo de cinco anos com multa rescisória de 50 milhões de euros.[3] No dia 1 de novembro, ele foi promovido à equipe principal por Elano, técnico interino na época.[4]

Em 4 de novembro de 2017, Rodrygo, aos 16 anos, fez a sua estreia na equipe principal ao substituir Bruno Henrique na vitória por 3 a 1 contra o Atlético Mineiro[5], em partida válida pelo Brasileirão de 2017.

Naturalmente, Rodrygo iniciou a temporada de 2018 como reserva. O técnico Jair Ventura ficou incubido de lançar o garoto. Era de praxe o comandante da equipe santista colocar a jovem estrela em campo na segunda etapa das partidas. No dia 25 de janeiro de 2018 marcou o seu primeiro gol como jogador profissional, virando a partida em 1 a 2 pelo Campeonato Paulista de 2018, contra a Ponte Preta.[6]

O treinador tentou lançá-lo no time profissional aos poucos, alegando que o "prata da casa" não possuia suporte físico para aguentar 90 minutos e que acelerar este processo poderia "queimar etapas" do processo de formação do atleta como jogador profissional, mas foi quase que obrigado a emplacar o jovem como titular após pedidos constantes de conselheiros, dirigentes e, principalmente, torcedores de redes sociais e arquibancadas. Cerca de 10 partidas após o início da temporada, em 04 de março de 2018, Rodrygo estreou[7] como titular da equipe alvinegra no clássico contra o Corinthians, válido pelo Campeonato Paulista de 2018, que terminou empatado em 1 a 1.

Em 7 de março de 2018, Rodrygo foi convocado para a seleção sub-20,[8] porém foi dispensado pela CBF à pedido do presidente do Santos.[9]

Em 15 de março de 2018, após fazer o segundo gol da vitória do Santos sobre o Nacional, Rodrygo tornou-se o jogador brasileiro mais novo a marcar um gol na história da Copa Libertadores da América.[10]

Em 3 de junho de 2018, Rodrygo fez o seu primeiro hat-trick na carreira[11]. Os 3 gols do Menino da Vila foram em cima do Vitória, na Vila Belmiro, na goleada por 5 a 2.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Seu pai, chamado Eric, foi jogador profissional de futebol. Atuava como zagueiro e chegou a jogar a Série B pelo Criciúma E.C.[12]

Rodrygo, juntamente com Yuri Alberto, seu companheiro de time, cursa o último ano do ensino médio no período noturno. Devido a isso, o atleta perde alguns dias de aulas, normalmente às quartas-feira, para jogar pelo Santos.[13]

Vale salientar sua admiração por outro menino da vila, o já consagrado Neymar Jr. com quem a jóia tem muitas semelhanças dentro e fora de campo. Como por exemplo o patrocínio da marca TCL, Neymar Jr. foi anunciado como embaixador global da empresa chinesa de eletrônicos em fevereiro, e apresentado oficialmente pela marca nesta terça-feira (17 de abril), em um megaevento na zona oeste da capital paulista. De muletas, o atacante do PSG e da Seleção Brasileira foi apresentado por Rodrygo, revelação do Santos, que também assinou contrato com a multinacional há duas semanas. Onde Neymar Jr. o dirigiu as seguintes palavras: "... Fico honrado e feliz de ver o Rodrygo tentando seguir os meus passos. Eu tenho meus ídolos, muitos deles ainda jogam e eu procuro seguí-los. Mas, ao mesmo tempo, eu procuro ser eu. Fica uma dica. Essa comparação traz um peso. Ser o novo Neymar como eu fui o novo Robinho. As coisas acabam ultrapassando seu tempo, seu limite. Mas fico feliz de ser espelho – disse Neymar..." [14]

Estatísticas da carreira[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato Nacional[a] Copa Nacional[b] Torneio Continental[c] Outros[d] Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Santos 2017 2 0 2 0
2018 10 5 1 0 6 1 12 3 29 9
Total 12 5 1 0 6 1 12 3 31 9

Títulos[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Entenda por que Rodrygo virou jogador profissional do Santos aos 16 anos». Globoesporte 
  2. Anjos, Vitor (5 de novembro de 2017). «'Novo raio', Rodrygo vibra com estreia pelo Santos: "Realizei meu sonho" - Gazeta Esportiva». Gazeta Esportiva. Gazeta Esportiva. Consultado em 6 de junho de 2018. 
  3. «Rodrygo, revelação da base, assina o primeiro contrato profissional com o Santos FC» [Rodrygo, youth prospect, signs the first professional contract with Santos FC] 
  4. «Elano anuncia promoção de Rodrygo e Yuri Alberto ao time profissional do Santos» [Elano announces promotion of Rodrygo and Yuri Alberto to the first team of Santos] 
  5. «Santos sofre, mas vence Atlético-MG de Robinho e fica a três pontos do líder» [Santos suffer, but defeat Robinho's Atlético-MG and stay three points behind the leader] 
  6. «Sasha e "nova promessa" do Santos viram o jogo e dão vitória contra a Ponte» [Sasha and "new prospect" of Santos complete comeback and give victory against Ponte] 
  7. «Atuações do Santos: Rodrygo estreia bem como titular, e Diogo Vitor salva Peixe da derrota». Globoesporte 
  8. «Rodrygo e Yuri Alberto, do Santos, substituem joias do Flamengo na seleção sub-20» [Rodrygo and Yuri Alberto, from Santos, replace Flamengo's pearls in the national under-20 team] 
  9. «Após ida de Peres ao Rio, CBF libera Rodrygo e Yuri Alberto da seleção» [After Peres' trip to Rio, CBF release Rodrygo and Yuri Alberto from the national team] 
  10. Júnior, Gonçalo (17 de março de 2018). «Mais jovem a marcar na Libertadores, Rodrygo se divide entre escola e bola». Estadão 
  11. «Hat-trick, atuação de gala e música no Fantástico: Rodrygo dá show em goleada do Santos». Globoesporte 
  12. «Filho de Eric se destaca na base do Santos e é chamado de Neymarzinho» [Eric's son is a spotlight at Santos' youth setup and is called 'Little Neymar'] 
  13. «Rodrygo falta à aula, bate recorde com golaço e brinca: "Professores vão entender"». Globoesporte 
  14. http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/tcl-usa-neymar-rodrygo-e-foco-no-futebol-para-se-consolidar-no-brasil_34348.html#ixzz5IDQcdyrT
  15. Perazolli, Lucas (8 de abril de 2018). «Rodrygo, do Santos, é escolhido como revelação do Paulistão» [With prevalence of Palmeiras, Best XI is awarded full of finalists]. Gazeta Esportiva 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]