Roger Guerreiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roger
Roger
Roger Guerreiro em 2007.
Informações pessoais
Nome completo Roger Guerreiro
Data de nasc. 21 de maio de 1982 (34 anos)
Local de nasc. São Paulo, São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade  brasileira
 polaca
Altura 1, 87 m
Canhoto
Informações profissionais
Período em atividade 2000presente (16 anos)
Clube atual Brasil Hercílio Luz
Número 8
Posição Meia e Lateral-esquerdo
Site oficial www.rogerguerreiro.com.br
Clubes de juventude
19972000 Brasil São Caetano
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20002002
20022005
2004
20042005
20052006
2006
20062009
20092013
2013
2014
2014
2015
2015
2016
2016
Brasil São Caetano
Brasil Corinthians
Brasil Flamengo (emp.)
Espanha Celta de Vigo (emp.)
Brasil Juventude
Polónia Legia Warszawa (emp.)
Polónia Legia Warszawa
Grécia AEK Atenas
Brasil Guaratinguetá
Brasil Comercial
Brasil Figueirense
Brasil Rio Branco
Chipre Aris Limassol
Brasil Villa Nova-MG
Brasil Hercílio Luz

0010 0000(0)
0039 0000(4)
0013 0000(0)
0021 0000(1)
0013 0000(3)
0088 000(16)
0088 0000(4)
0000 0000(0)
0002 0000(0)
0000 0000(0)
0016 0000(2)
0005 0000(0)
0009 0000(1)
0010 0000(2)
Seleção nacional
20082011 Flag of Poland.svg Polónia 0025 0000(4)

Roger Guerreiro (São Paulo, 21 de maio de 1982), é um futebolista brasileiro naturalizado polonês que atua como meia e lateral-esquerdo. Atualmente joga pelo Hercílio Luz.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou em 2000 no São Caetano, então grande sensação do futebol brasileiro, saindo da segunda divisão para disputar a final do Campeonato Brasileiro frente ao Vasco da Gama. Roger, entretanto, não chegou a se firmar no time titular da equipe.

Em 2002, transferiu-se para o Corinthians, mas sua passagem pelo Parque São Jorge ficaria marcada pela expulsão contra o River Plate na Libertadores de 2003, após entrar violentamente no carrasco Andrés D'Alessandro, a pedidos do técnico Geninho. Era o jogo de volta e os alvinegros, que estavam em grande fase, acabariam eliminados em casa. O clube só daria sinais de recuperação em 2005, no tempo áureo da parceria com a MSI.

Foi no clube do Parque São Jorge que Roger conheceu e trabalhou com um dos maiores ídolos da torcida rubro-negra, o ex-jogador e então treinador Júnior. A rápida passagem de Júnior como treinador do Corinthians, fez com que o ex-jogador, que pouco depois se tornou diretor de futebol do Mais Querido do Brasil, observasse atentamente as qualidades de Roger, e mais tarde, indicasse o atleta para o Flamengo.

Roger Guerreiro chegou ao Flamengo em 2004 com apenas 21 anos de idade, para ser o substituto de Athirson e foi apresentado discretamente ao lado do atacante Rafael.

No mesmo ano de sua chegada, viveu boa fase no campeonato carioca daquele ano, marcando gols especialmente contra o rival Fluminense e terminando campeão estadual. Ainda em 2004, foi jogar no Celta de Vigo, mas a aventura espanhola acabou infrutífera, e Roger voltou ao Brasil no ano seguinte, agora como jogador do Juventude.

Saiu sem ser notado do clube de Caxias do Sul para o obscuro futebol polonês em 2006, contratado por um dos mais tradicionais clubes do país, o Legia Varsóvia. No ano de sua chegada, participou da conquista do oitavo campeonato polonês da equipe, que ficou na terceira colocação em 2007. Suas boas aparições despertaram a atenção de Leo Beenhakker, o técnico da Seleção Polonesa. Em face disso, Roger decidiu naturalizar-se polonês, obtendo a cidadania em 17 de março de 2008 em cerimônia com o próprio Presidente da Polônia, Lech Kaczyński, dias após Beenhakker, que anunciara que gostaria de contar com o jogador, divulgar sua lista de 31 provisoriamente pré-convocados para a Eurocopa 2008.

Em 27 de agosto de 2009, foi anunciada a sua contratação por 4 anos pelo AEK Atenas.[2]

Em 2012, com o AEK Atenas, afetado pela crise econômica europeia, enfrentando uma fase sem precedentes, Roger disse estar havia um ano sem receber seus salários. O brasileiro, inclusive, afirmou ter, visando à motivação do grupo, oferecido prêmio por vitória do próprio bolso a colegas.[3]

Em setembro de 2013, acertou com o Guaratinguetá, até o final de 2013 e em 2014, jogou no Comercial. Em 2015 foi contratado pelo Rio Branco Sport Club[4].

Em dezembro de 2015, Roger Guerreiro acertou com o Villa Nova-MG de Nova Lima para a temporada 2016.[5]

Seleção Polonesa[editar | editar código-fonte]

Após obter a cidadania polonesa, Roger foi confirmado no dia 28 de maio entre os 23 escolhidos para disputar a Eurocopa 2008. Na competição, marcou o primeiro gol da Polônia na história da Euro. Ele balançou a rede aos 30 minutos do primeiro tempo no empate por 1 a 1 contra os austríacos, anfitriões da competição.[6] Este acabou sendo o único gol dos polacos naquela Euro.[7]

Sua primeira partida com a Seleção deu-se no dia 27 de maio de 2008, contra a Albania.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

  • Última atualização em 3 de março de 2010.
Seleção Temporada Jogos Gols
Flag of Poland.svg Polónia 2008 11 2
2009 11 2
2011 3 0
Total 25 4

Gols[editar | editar código-fonte]

Gol Data Local Adversário Placar Final Competição
1 12 de junho de 2008 Ernst-Happel-Stadion, Vienna, Austria Flag of Austria.svg Áustria 0–1 1–1 UEFA Euro 2008
2 19 de novembro de 2008 Croke Park, Dublin, Irlanda Flag of Ireland.svg Irlanda 0–2 2–3 Amistoso
3 11 de fevereiro de 2009 Vila Real de Santo António, Portugal Flag of Wales 2.svg País de Gales 0–1 0–1 Amistoso
4 9 de junho de 2009 Cidade do Cabo, África do Sul Flag of Iraq.svg Iraque 1–1 1–1 Amistoso

Títulos[editar | editar código-fonte]

Brasil São Caetano
Brasil Corinthians
Brasil Flamengo
Espanha Celta de Vigo
Brasil Juventude
Polónia Legia Warszawa
Grécia AEK Atenas

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Brasil Flamengo
Polónia Legia Warszawa

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]