Romano Dalasseno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Romano Dalasseno
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação General e governador
Título
Religião Cristianismo

Romano Dalasseno foi um aristocrata e governador bizantino no século XI, ativo durante o reinado do imperador Miguel IV, o Paflagônio (r. 1034–1041).

Vida[editar | editar código-fonte]

Romano era filho de Damião Dalasseno (morto em 998), o primeiro membro atestado da distinta família Dalasseno,[1] e teve dois irmãos mais velhos chamados Constantino e Teofilacto. Pouco se sabe sobre sua vida, com apenas uma breve referência na história de João Escilitzes e alguns selos e uma inscrição sobre uma porta em Teodosiópolis.[2]

Destas fontes sabe-se que era protoespatário e catepano (governador militar sênior) da grande província da Ibéria.[2] Nicholas Adontz estima seu mandato em ca. 1023-26, enquanto Werner Seibt coloca-o em 1031–34. Em 1039, sabe-se que fora banido pelo imperador bizantino Miguel IV, o Paflagônio (r. 1034–1041) junto com os demais membros de sua família.[2]

Referências

  1. Kazhdan 1991, p. 598.
  2. a b c Lilie 2013, Romanos Dalassenos (#26881).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kazhdan, Alexander Petrovich (1991). The Oxford Dictionary of Byzantium. Nova Iorque e Oxford: Oxford University Press. ISBN 0-19-504652-8 
  • Lilie, Ralph-Johannes; Ludwig, Claudia; Zielke, Beate et al. (2013). Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit Online. Berlim-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften: Nach Vorarbeiten F. Winkelmanns erstellt