Roptria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taquizoítos de Toxoplasma gondii, microscopia eletrônica de transmissão.[1] Roptrias: ro (clique para ampliar)

As roptrias são organelas secretoras especializadas de protozoários. São organelas em forma de clava ligadas por uma região afilada ao polo apical do parasita. Estas organelas, como as micronemas, são características do complexo apical, presente nas fases de motilidade de protozoários do filo Apicomplexa. Elas podem variar em número e forma e contêm numerosas enzimas, liberados durante o processo de penetração das células do hospedeiro. As proteínas que eles contêm são importantes na interação entre o hospedeiro e o parasita.[2]

Referências

  1. Rigoulet, Jacques; Hennache, Alain; Lagourette, Pierre; George, Catherine; Longeart, Loïc; Le Net, Jean-Loïc; Dubey, Jitender P. (2014). «Toxoplasmosis in a bar-shouldered dove (Geopelia humeralis) from the Zoo of Clères, France». Parasite. 21. 62 páginas. ISSN 1776-1042. PMC 4236686Acessível livremente. PMID 25407506. doi:10.1051/parasite/2014062 
  2. Bradley, Peter J; Chris Ward, Stephen J. Cheng, David L. Alexander, Susan Coller, Graham H. Coombs, Joe Dan Dunn, David J. Ferguson, Sanya J. Sanderson, Jonathan M. Wastling and John C. Boothroyd (7 de outubro de 2005). «Proteomic Analysis of Rhoptry Organelles Reveals Many Novel Constituents for Host-Parasite Interactions in Toxoplasma gondii». J. Biol. Chem. 280 (40): 34245–34258. PMID 16002398. doi:10.1074/jbc.M504158200. Consultado em 29 de maio de 2009