Roy Sullivan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Roy Cleveland Sullivan (7 de fevereiro de 191228 de setembro de 1983)[1] foi um guarda florestal nos Estados Unidos, em Shenandoah National Park, Virginia.[2][3] Entre 1942 e 1977, Sullivan foi atingido por raios em sete diferentes ocasiões e sobreviveu a todas elas,[2] o que lhe rendeu o apelido de "Para-raio Humano".[4]

Cada um dos raios que atingiram Sullivan cobraram seu tributo, fazendo com que ele perdesse as sobrancelhas, unhas dos dedos do pé, tivesse seus cabelos queimados e sofresse até queimaduras no peito. Ele faleceu em 28 de setembro de 1983, aos 71 anos, quando atirou em si mesmo com um revólver, [1][2] possivelmente em resposta a uma decepção amorosa.[5] Dois de seus chapéus estão expostos no Guinness World Exhibit Halls em Nova Iorque e Carolina do Sul.[4] Há uma placa na estrada em Tanner's Ridge no Page County, Virginia que fala a respeito de Sullivan.[carece de fontes?]

Referências

  1. a b «Astrology Weekly: Roy Sullivan» (em inglês). Consultado em 04 de dezembro de 2006. 
  2. a b c «The New York Times Archives: Roy Sullivan» (em inglês). 1983. Consultado em 01 de dezembro de 2006. 
  3. Adams, Cecil (2006). «The Straight Dope: Have people actually survived being hit by lightning multiple times?» (em inglês). Consultado em 01 de dezembro de 2006. 
  4. a b Wagner, Stephen. «The REAL X-Men». About Paranormal Phenomena (em inglês). Consultado em 01 de dezembro de 2006. 
  5. Majendie, Paul (2007). «Guinness -- weird, wonderful and wacky abound» (em inglês). Reuters. Consultado em 27 de setembro de 2013.