Royal Marines

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Royal Marines
Cap badge of the Royal Marines.png
País  Reino Unido
Corporação Marinha do Reino Unido
Sigla RM
Criação 1664
Aniversários 28 de outubro
Marcha A Life on the Ocean Wave
Lema Per Mare, Per Terram (Por Mar, por Terra)
Logística
Efetivo 7 760 fuzileiros navais
Insígnias
Comando
Comandante General Gwyn Jenkins
Sede
Guarnição Whitehall, Londres
Inglaterra
Página oficial Sítio oficial
Fuzileiros navais ingleses em ação no Afeganistão.

Os Royal Marines (fuzileiros reais) são a força de infantaria anfíbia da Marinha do Reino Unido (Royal Navy). São especialistas em operações anfíbias, de montanha e no ártico. Possuem um dos maiores cursos de treinamento básico de infantaria no mundo.[1]

Efetivo[editar | editar código-fonte]

Possuem um efetivo regular de[2] 7 760 militares, além de uma força de reserva voluntária em tempo parcial de 530, dando um total de 8 290 fuzileiros navais. Isso faz com que os Royal Marines sejam a maior força de seu tipo na União Europeia, e a única força europeia capaz de realizar operações anfíbias, a nível de brigada. Os fuzileiros navais são a segunda força do seu tipo na OTAN.

História[editar | editar código-fonte]

Os fuzileiros navais foram formados como parte do Serviço Naval em 1755. No entanto, suas origens remontam a 28 de outubro de 1664, quando soldados ingleses foram enviados pela primeira vez ao mar para lutar contra os holandeses. Notadamente foram a primeira unidade militar a realizar uma inserção de assalto aéreo por helicóptero, durante a Crise de Suez em 1956.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Royal Marines