Rua das Flores (Henrique Manzo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rua das Flores
Autor Henrique Manzo
Gênero pintura histórica
Técnica tinta a óleo
Dimensões 65 centímetros x 80,7 centímetros
Localização Museu Paulista
Sound-icon.svg Descrição audível da obra no Wikimedia Commons

Rua das Flores é uma pintura de Henrique Manzo. A obra, produzida com tinta a óleo, é do gênero pintura histórica. Está localizada em Museu do Ipiranga. Suas medidas são: 65 centímetros de altura e 80,7 centímetros de largura. Representa a Rua das Flores, em São Paulo. Não há data oficial de produção.[1]

A obra de Manzo baseou-se na fotografia "Rua das Flores", de Militão Augusto de Azevedo. A produção derivada da imagem de Azevedo foi uma encomenda do diretor do Museu Paulista, no projeto de criação de um acervo para reconstituir São Paulo em meados do século XIX, projeto do qual fazem parte produções como a maquete São Paulo em 1841, de Henrique Bakkenist, e os quadros Paço Municipal, Fórum e Cadeia de São Paulo, 1862, de Benedito Calixto, e Piques, 1860, do próprio Manzo.[1]

A Rua das Flores, representada por Azevedo e Manzo, era curta, com apenas quatro quarteirões, na região da Praça da Sé. Era uma área de classe social baixa, residencial.[2] O tipo de casa que aparece nas representações é chamado moradia assobradada ou abarracada.[3]

Rua das Flores apresenta variações em relação à fotografia de Azevedo da qual é derivada. Na pintura, há elementos novos em relação à fotografia, em especial um muar, que assume centralidade no quadro. Há ainda beirais nas casas, que criam uma sombra na rua, o que realça os elementos coloniais nas construções.[1]

As variações entre pintura e fotografia são componentes da tentativa de significação da cidade de São Paulo no acervo do Museu Paulista, em especial a ideia de representar uma transição pacífica e equilibrada entre vida rural e modernismo urbano.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Lima, Solange Ferraz de; Carvalho, Vânia Carneiro de (1993). «Ancient São Paulo, modernity's commission: Militão's photographs as models for oil paintings at the Museu Paulista». Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material. 1 (1): 147–178. ISSN 0101-4714. doi:10.1590/S0101-47141993000100012 
  2. «Ciec – Documentos». www.urbano.ifch.unicamp.br. Consultado em 24 de maio de 2018 
  3. Campos, Eudes (Junho de 2007). «A cidade de São Paulo e a era dos melhoramentos materiaes: Obras públicas e arquitetura vistas por meio de fotografias de autoria de Militão Augusto de Azevedo, datadas do período 1862-1863». Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material. 15 (1): 11–114. ISSN 0101-4714. doi:10.1590/S0101-47142007000100002