Rubens Spernau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rubens Spernau (Blumenau, 4 de maio de 1958) é um político brasileiro, ex-presidente do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) de Balneário Camboriú, município catarinense em que foi prefeito por dois mandatos, de 2002 a 2008.

Engenheiro civil formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Rubens Spernau exerceu os cargos de secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos e de secretário municipal de Planejamento Urbano, nas três administrações do então prefeito Leonel Pavan.

Nas eleições municipais de 2000, ainda filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), foi eleito vice-prefeito de Balneário Camboriú, na chapa encabeçada pelo ex-governador de Santa Catarina Leonel Pavan.[1] Em 2001 filiou-se ao PSDB.

Em abril de 2002, com a renúncia do prefeito Leonel Pavan para disputar uma vaga no Senado Federal, assumiu o cargo de prefeito de Balneário Camboriú. Nas eleições de 2004 foi reeleito para o cargo,[2] tendo como vice-prefeito o ex-vereador Aldemar Pereira.

Presidiu, em 2005, a Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí-Açú (AMFRI).

Em 2010 foi empossado como de secretário de Estado da Infraestrutura de Santa Catarina.[3]

Foi derrotado nas eleições de 2012,[4][5] quando tentou seu terceiro mandato como prefeito, e assumiu em 2013 o cargo de secretário municipal de Planejamento do Município de Bombinhas (SC).[6]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.