Rudolf Otto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rudolf Otto
Nome nativo Rudolf Otto
Nascimento 25 de setembro de 1869
Peine
Morte 6 de março de 1937
Marburg
Cidadania Alemanha
Alma mater Universidade de Erlangen-Nuremberga
Ocupação teólogo, político, filósofo, escritor de não ficção, professor universitário
Prêmios Doutor Honoris Causa da Universidade de Uppsala
Empregador Universidade de Marburg, Universidade de Breslávia
Religião luteranismo
Causa da morte Pneumonia

Rudolf Otto (Peine, 25 de setembro de 1869Marburg, 6 de março de 1937) foi um eminente teólogo protestante alemão e erudito em religiões comparadas. Autor de The Idea of the Holy, publicado pela primeira vez em 1917 como Das Heilige (considerado um dos mais importantes tratados teológicos em língua alemã do século XX) e que fez uso do termo numinous, o qual exprime um importante conceito religioso e filosófico da atualidade.

Trecho de Das Heilige[editar | editar código-fonte]

"Uma coisa é apenas acreditar no supra-sensorial; outra, também vivenciá-lo; uma coisa e ter ideias sobre o sagrado; outra perceber e dar-se conta do sagrado como algo atuante, vigente, a se manifestar em sua atuação. É convicção fundamental de todas as religiões e da religião em si que também a segunda possibilidade é viável, que não só a voz interior, a consciência religiosa, o discreto sussurro do espírito no coração, o palpite e o anseio prestem testemunho a seu respeito, mas que seja possível encontrá-los em eventos, fatos, pessoas, em atos de auto-revelação, ou seja, que além da revelação interior no espírito também haja revelação exterior do divino".[1]

Referências

  1. OTTO, R. O Sagrado. Petrópolis: Vozes.
Portal A Wikipédia tem o portal: