Tom Petty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Runnin' Down a Dream)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tom Petty
Tom Petty em 2013.
Informação geral
Nome completo Thomas Earl Petty
Nascimento 20 de outubro de 1950
Origem Gainesville, Flórida
País Estados Unidos
Morte 2 de outubro de 2017 (66 anos)
Local de morte Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos
Gênero(s) Rock and roll
heartland rock
roots rock
blues-rock
country rock
Instrumento(s) Guitarra, vocal, baixo, piano, harmônica
Período em atividade 19692017
Afiliação(ões) Tom Petty & the Heartbreakers
Traveling Wilburys
The Sundowners
The Epics
Mudcrutch

Tom Petty, batizado Thomas Earl Petty (Gainesville, 20 de outubro de 1950Los Angeles, 2 de outubro de 2017) foi um compositor e cantor estadunidense de rock. Iniciou na banda The Epics (Mudcrutch) e, foi fundador e vocalista da banda Tom Petty and the Heartbreakers. Também foi integrante do supergrupo Traveling Wilburys.

Ao longo da carreira, Petty produziu canções de sucessos com os Heartbreakers e em carreira solo. Petty já vendeu, ao todo, 60 milhões de álbuns em sua carreira. Em 1999, Tom Petty & the Heartbreakers ganharam uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Em 2002, foram introduzidos no Rock and Roll Hall of Fame.

Em outubro de 2017, Tom faleceu de parada cardiorrespiratória em sua residência, em Malibu (Califórnia).[1] Mesmo socorrido em um hospital em Los Angeles, veio a falecer devido a uma sobredosagem acidental de opiáceos, de acordo com os resultados da autópsia.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Infância e início na música[editar | editar código-fonte]

Tom Petty filho de Earl e irmão de Bruce, nasceu e cresceu em Gainesville (Flórida), formando-se na escola Gainesville High School. Seu interesse pela música, e em especial pelo rock and roll, começou quando ele conheceu Elvis Presley em 1961, quando este foi a Ocala (Flórida), para trabalhar no filme ''Follow That Dream''. Petty também disse em entrevista, muitos anos mais tarde, que ele percebeu que queria estar em uma banda de rock a partir do momento em que viu os Beatles tocando no The Ed Sullivan Show. Um dos seus primeiros professores de guitarra foi Don Felder, que mais tarde tornou-se integrante dos Eagles.

Tom tinha uma relação desgastada com o pai, que não aceitava que seu filho fosse "um garoto interessado em artes" e o submetia a agressões verbais e físicas. Petty era muito próximo de sua mãe, e também do seu irmão.

Quando adolescente, Tom Petty trabalhou na Universidade da Flórida. Apesar de nunca ter estudado lá, uma árvore que ele plantou nessa época nos terrenos da Universidade, hoje é chamada de "árvore Tom Petty".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tom Petty and the Heartbreakers[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros anos como músico, Petty tocou em uma banda conhecida como The Epics, que depois evoluiu para Mudcrutch. Esta contava com futuros membros dos Heartbreakers, Mike Campbell e Benmont Tench, mesmo populares em Gainesville, suas canções, no entanto, passaram despercebidas pelo público mainstream.

Em 1975, mudaram-se para Los Angeles e, a banda Mudcrutch se dividiu, e Petty recusou-se a seguir carreira solo. Eventualmente, Tom, Mike Campbell e, Benmont Tench trabalharam com Ron Blair e Stan Lynch, resultando na primeira formação dos Heartbreakers, com álbum de estréia (auto-intitulado), de 1976, obteve pouco sucesso nos EUA, ganhando maior repercussão na Grã-Bretanha. Após uma turnê no Reino Unido, o single "Breakdown" foi re-lançado em 1977 e finalmente alcançou a posição #40 nas paradas norte-americanas.

O segundo álbum, "You're Gonna Get It" de 1978, marcou o primeiro Top 40 da banda, e contou com os singles "I Need To Know" e "Listen To Her Heart". Em seguida veio "Damn The Torpedoes", em 1979, que se tornou disco de platina vendendo cerca de 2 milhões de cópias. Esse último trouxe grandes sucessos na carreira do grupo, como "Refugee", "Don't Do Me Like That" e "Here Comes My Girl".

Em 1981, produziram o álbum "Hard Promises", que entrou no Top 10 das paradas, e trouxe o grande single "The Waiting". Este álbum também contou com um dueto "Insider", que Petty fez com Stevie Nicks.

Morte[editar | editar código-fonte]

Petty foi encontrado inconsciente em sua casa, não respirando e em completa parada cardíaca, no início da manhã de 2 de outubro de 2017. Ele foi levado ao Centro Médico da UCLA, em Santa Mônica, Califórnia, onde veio a falecer às 20:40, horário local.[3] Após relatos da hospitalização de Petty, notícias prematuras de sua morte se espalharam rápida e amplamente,[4][5] sem confirmação ou negação oficial, e continuaram ao longo do dia até que a equipe da banda emitiu uma confirmação oficial logo após a morte factual de Petty, na noite de segunda-feira.[6] Enquanto o anúncio oficial dizia que Petty entrou em colapso no início da manhã de segunda-feira, os relatórios originais alegaram que o incidente ocorreu na noite de domingo.[7]

O funeral de Petty ocorreu no cemitério Westwood Village Memorial Park Cemetery em 16 de outubro de 2017.[8]

Em 19 de janeiro de 2018, o Departamento de Exames Médicos Forenses do Condado de Los Angeles (Los Angeles County Department of Medical Examiner-Coroner) anunciou que Petty morreu por uma overdose acidental de medicação prescrita para dor,[9] e que a autópsia encontrou essas drogas no sistema de Petty: fentanil, oxicodona, acetil fentanil e despropionil fentanil, que são opioides; temazepam e alprazolam, que são sedativos; e citalopram, que é um antidepressivo.[10] A família de Petty revelou em um comunicado em seu site oficial que ele sofria de diversos problemas de saúde há vários anos, incluindo enfisema, e tinha fraturado um quadril em sua turnê final, levando à prescrição do medicamento.[11] A declaração, assinada por sua esposa Dana e sua filha Adria, disse que Petty foi informado no dia de sua morte de que o quadril fraturado havia evoluído para uma quebra total; A declaração dizia: "Sentimos muito que a dor era simplesmente insuportável e foi a causa de seu uso excessivo de medicamentos. [...] Nos sentimos confiantes de que isso foi, como o laudo forense descobriu, um infeliz acidente".[11]

Integrantes do The Heartbreakers[editar | editar código-fonte]

Formação atual[editar | editar código-fonte]

Membros antigos[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Título Observações
1976 ''Tom Petty & the Heartbreakers'' álbum de estréia
1978 ''You're Gonna Get It!'' -
1979 ''Damn the Torpedoes'' -
1981 ''Hard Promises'' -
1982 ''Long After Dark'' -
1985 ''Southern Accents'' -
1986 ''Pack up the Plantation: Live!'' ao vivo
1987 ''Let Me Up (I've Had Enough)'' -
1989 ''Full Moon Fever'' álbum solo
1991 ''Into the Great Wide Open'' -
1993 ''Greatest Hits'' compilação
1994 ''Wildflowers'' álbum solo
1995 ''Playback'' caixa com 6 discos
1996 ''Songs and Music from "She's the One"'' trilha sonora
1999 ''Echo'' -
2000 ''Anthology: Through The Years'' compilação
2002 ''The Last DJ'' -
2003 ''Live at the Olympic: The Last DJ'' ao vivo
2006 ''Highway Companion'' álbum solo
2010 ''Mojo" -
2014 "Hypnotic Eye" -

Tom Petty no The Traveling Wilburys[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Álbum
1977 "Breakdown" Tom Petty and The Heartbreakers
1977 "Anything That's Rock N' Roll" Tom Petty and The Heartbreakers
1977 "American Girl" Tom Petty and The Heartbreakers
1978 "I Need To Know" You're Gonna Get It!
1978 "Listen To Her Heart" You're Gonna Get It!
1979 "Don't Do Me Like That" Damn The Torpedoes
1979 "Refugee" Damn The Torpedoes
1980 "Here Comes My Girl" Damn The Torpedoes
1981 "Stop Draggin' My Heart Around" (com Stevie Nicks) Bella Donna (Stevie Nicks album)
1981 "A Woman In Love (It's Not Me)" Hard Promises
1982 "You Got Lucky" Long After Dark
1983 "Change of Heart" Long After Dark
1985 "Don't Come Around Here No More" Southern Accents
1985 "Make It Better (Forget About Me)" Southern Accents
1985 "Rebels" Southern Accents
1986 "Needles and Pins" (com Stevie Nicks) Pack Up The Plantation: Live!
1987 "Think About Me" Let Me Up (I've Had Enough)
1987 "Runaway Trains" Let Me Up (I've Had Enough)
1987 "Jammin' Me" Let Me Up (I've Had Enough)
1987 "All Mixed Up" Let Me Up (I've Had Enough)
1989 "Runnin' Down a Dream" Full Moon Fever
1989 "Love Is a Long Road" Full Moon Fever
1989 "I Won't Back Down" Full Moon Fever
1989 "Feel a Whole Lot Better" Full Moon Fever
1989 Free Falling Full Moon Fever
1990 "Yer So Bad" Full Moon Fever
1990 "A Face in the Crowd" Full Moon Fever
1991 "Out In The Cold" Into The Great Wide Open
1991 "Learning to Fly" Into The Great Wide Open
1991 "Into The Great Wide Open" Into The Great Wide Open
1992 "Too Good To Be True" Into The Great Wide Open
1992 "Makin Some Noise" Into The Great Wide Open
1992 "King s Highway" Into The Great Wide Open
1993 "Mary Jane's Last Dance" Greatest Hits
1994 "You Don't Know How It Feels" Wildflowers
1994 "Something In The Air" Greatest Hits
1995 "You Wreck Me" Wildflowers
1995 "It's Good To Be King" Wildflowers
1995 "Cabin Down Below" Wildflowers
1995 "A Higher Place" Wildflowers
1996 "Walls (Circus)" Songs And Music From "She's The One"
1996 "Waiting For Tonight" Anthology: Through the Years (Disc 2)"
1996 "Climb That Hill" Songs And Music From "She's The One"
1997 "Change The Locks" Songs And Music From "She's The One"
1999 "Room At The Top" Echo
1999 "Free Girl Now" Echo
2002 "The Last DJ" The Last DJ
2006 "Saving Grace" Highway Companion

Referências

  1. a b «Morre músico Tom Petty aos 66 anos». "O Globo". 3 de outubro de 2017. Consultado em 3 de outubro de 2017 
  2. «Tom Petty morreu de sobredosagem acidental de opiáceos» 
  3. Randy Lewis (2 de outubro de 2017). «Tom Petty, Heartbreakers frontman and beloved rock figure, dies at 66». Los Angeles Times (em inglês). Tronc. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  4. «How confusion spread over news of Tom Petty's 'death'». News.com.au (em inglês). 4 de outubro de 2017. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  5. Zach Schonfeld (3 de outubro de 2017). «Tom Petty's Death Was Reported Prematurely. How Did The Media Botch It So Badly?». Newsweek (em inglês). IBT Media. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  6. Andy Hermann (3 de outubro de 2017). «Tom Petty Was the Great Rock Songwriter We Too Often Took for Granted». LA Weekly (em inglês). Semanal Media LLC. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  7. Kory Grow, Andy Greene (2 de outubro de 2017). «Tom Petty, Rock Icon Who Led the Heartbreakers, Dead at 66». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media LLC. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  8. «Tom Petty Private Funeral Services Held Today». The Blast (em inglês). 16 de outubro de 2017. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  9. Kory Grow (19 de janeiro de 2018). «Tom Petty's Cause of Death: Accidental Overdose». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media LLC. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  10. Ralph Ellis (20 de janeiro de 2018). «Tom Petty died of accidental drug overdose, medical examiner says». CNN (em inglês). Turner Broadcasting System. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  11. a b «Comunicado». TomPetty.com (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]