Rupert Bear

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Rupert, o Urso é um personagem inglês de histórias em quadrinhos, criado por Mary Tourtel e retratado pela primeira vez em 8 de novembro de 1920, no jornal britânico Daily Express. Ao longo dos anos, Rupert ganhou revistas, livros e séries de televisão ao redor do mundo. Ele foi criado para rivalizar com as tiras do Daily Mail e do Daily Mirror, tendo como concorrentes, "Teddy Tail" (um rato) e "Pip, Squeak e Wilfred" (um cachorro, pinguim e coelho).

Rupert é um urso branco, com roupas casuais elegantes e um rosto sem rugas, nunca envelhecido, vivendo uma vida sem culpa no meio da Inglaterra em Nutwood, (Nozópolis, no português) com uma família e amigos irrepreensíveis. Jovem de espírito aventureiro, Rupert gosta de viajar, conhecer novos amigos e desmascarar vilões.

Rupert começou como um urso pardo, mas ficou branco para economizar tinta, durante a produção de suas tiras.

Em cem anos, ele teve apenas cinco ilustradores. Mary Tourtel, que o criou, era uma artista casada com um editor sênior da Express. Tourtel continuou desenhando até que sua visão falhou em 1935.

Alfred Bestall o desenhou por quase 40 anos, tornando-o sutilmente menos pessimista do que o original de Tourtel, e continuou fazendo capas completas para os anuários por anos depois que ele desistiu da tira diária.

Ele foi sucedido por James Henderson, Ian Robinson e Stuart Trotter, que assumiram os desenhos em anos mais recentes.

Rupert apareceu em animações e em um filme, intitulado "Rupert and the Frog Song", de 1984, de Paul McCartney. O curta metragem, produzido por McCartney ganhou o British Academy Award, e gerou o hit "We All Stand Together", que foi sucesso nas paradas musicais do Reino Unido.[1]

Em 1970, Rupert foi retratado de maneira ilegal e grosseira, na edição da revista americana, chamada Oz, onde a cabeça e o lenço do inocente personagem foram sobrepostos a um desenho obsceno de Robert Crumb, que o levou ao tribunal. Os donos dos direitos autorais sobre Rupert, ganharam o caso.

Rupert Bear Museum, em Canterbury, Inglaterra.

Muitas das paisagens de Rupert são inspiradas na região de Snowdonia e Vale of Clwyd na parte norte do País de Gales.

Na Inglaterra existe no Canterbury Heritage Museum, próximo à cidade de Londres, uma ala dedicada ao personagem, em homenagem à herança literária e cultural deixada através de quase um século de existência.[2] O espaço inaugurado em 2003, exibe atividades de recreação infantil e uma coleção das publicações originais dos primeiros livros de Rupert, como a primeira edição do Rupert Bear Annuals (1936). É chamado de "museu do Rupert". Em 2010, foi comemorado no museu, com autógrafos dos cartunistas e exposições especiais sobre o personagem, o nonagésimo aniversário do urso inteligente e aventureiro, que no ano de 2020, completa seu primeiro centenário. Rupert, percorreu as décadas, fazendo parte da infância de gerações muito distintas de humanos, porém inspirando em cada uma, o mesmo ideal: ser corajoso, respeitoso, honesto, verdadeiro consigo e nunca temer as surpresas que a vida nos traz.[3]

Rupert nos livros[editar | editar código-fonte]

Rupert possui um grande número de livros publicados desde sua primeira aparição nas tiras do Daily Express. Cerca de 50 milhões de cópias foram vendidas em todo o mundo.[4] Atualmente, Rupert é publicado todos os anos nas edições do livro, Rupert Bear Annuals.[5] Desde 2008 seu atual ilustrador oficial é o britânico, Stuart Trotter.

Ano Série Volumes
1936-Atual Rupert Bear Annuals 83 em 2018
1928-1936 Rupert Little Bear Library 64
1991 Brainwaves Limited 4

Rupert nas mídias visuais[editar | editar código-fonte]

Ver também: Rupert (série)

Ao longo dos anos, muitas séries de desenhos animados, filmes e jogos de videogames foram produzidos, retratando as clássicas histórias de Rupert e seus amigos. Segundo o portal BBC News, no ano 2000 a produtora canadense Nelvana, fez planos para produção de um longa-metragem sobre Rupert, nos estúdios de Hollywood, mas o projeto não foi concretizado. As séries produzidas ao longo das décadas, foram distribuídas para 28 países.[6]

Séries[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1970-1977 The Adventures of Rupert Bear
1985-1988 Rupert
1991-1997 Rupert
2006-2008 Rupert Bear, Follow the Magic...

Filme[editar | editar código-fonte]

Ano Título Nota
1984 Rupert and the Frog Song Escrito e produzido por Paul McCartney

Videogames[editar | editar código-fonte]

Ano Título Produtora
1985 Rupert and the Toymaker's Party Quicksilva
1986 Rupert and the Ice Castle Bug-Byte
  1. «Rupert the Bear turns 80» (em inglês). 8 de novembro de 2000 
  2. «Canterbury Heritage Museum». Wikipedia (em inglês). 6 de outubro de 2017 
  3. Kennedy, Maev (8 de novembro de 2010). «Rupert Bear turns 90 – but it's just another day at the office». the Guardian (em inglês). Consultado em 12 de junho de 2018. 
  4. «Rupert the Bear turns 80» (em inglês). 8 de novembro de 2000 
  5. «Rupert Bear». Wikipedia (em inglês). 9 de junho de 2018 
  6. «Rupert the Bear turns 80» (em inglês). 8 de novembro de 2000 

Ligação Externa[editar | editar código-fonte]

Site Oficial do personagem Rupert: http://rupertbear.co.uk