Rurouni Kenshin (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rurouni Kenshin: Meiji kenkaku roman tan
Samurai X - O Filme (BR)
 Japão
2012 •  cor •  135 min 
Direção Keishi Ōtomo
Produção Osamu Kubota
Roteiro Kiyomi Fujii, Keishi Ōtomo
Baseado em Nobuhiro Watsuki
Elenco Takeru Sato
Emi Takei
Gênero Ação
Música Naoki Sato
Edição Tsuyoshi Imai
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Japão 25 de agosto de 2012
Idioma Japonês

Rurouni Kenshin é um filme japonês de 2012 dirigido por Keishi Ōtomo. A estreia no Japão ocorreu em 25 de agosto seu lançamento em DVD e Blu-ray aconteceu em 26 de dezembro de 2012.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

No Japão do século 19, durante a Guerra Boshin (1868-1869), travada entre as forças do governo de Yoshinobu Tokugawa e aqueles que favoreciam a restauração do Imperador Meiji ao trono, um jovem chamado Battousai Hitokiri havia ficado conhecido por ser um dos melhores assassinos do país. Seu apelido, o Retalhador, ecoou por todos os cantos do Japão. Cansado de tanta matança, Battousai abandona sua espada em plena batalha e faz um juramento: defenderá a justiça, mas não matará mais ninguém. Sua arma, porém, foi recolhida por um dos derrotados, Jin-e Udo. Vivendo como andarilho e usando um novo nome, Kenshin Himura, o ex- assassino vagueia pelos vilarejos até que, dez anos depois de sua decisão (1878), ele chega a Tóquio. Lá, ele conhece Kaoru, uma jovem que herdou o dojo de seu pai, e teve o nome humilhado por um espadachim que usava o nome Battousai Hitokiri. Para provar que a suspeita de Kaoru está errada, Kenshin mostra a ela que ele não carrega espada alguma, apenas uma Sakabatou, uma arma de lâmina inversa. Ao mesmo tempo, alguns crimes acontecem na região e deixam a polícia em polvorosa, pensando que o lendário Retalhador está na cidade, Na verdade, Jin-e Udo está matando e deixando a culpa cair sobre Himura. Quando os dois samurais duelam, tudo fica claro. Ao lado do oficial da polícia, o rapaz passa a caçar Jin-e para descobrir quem está por trás de tudo isso e limpar seu nome. Quando Kaoru é sequestrada, é hora do real Battousai mostrar sua força.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Takeru Sato como Kenshin Himura, um ex-assassino monarquista que e era conhecido pela alcunha de Battousai, O Retalhador. Se arrepende de todas as vidas que tirou e faz um juramento de não matar. Para isso, ele usa uma espada especial chamada Sakabatou, que tem a lâmina invertida, voltada para o lado de dentro, criada para ferir e não para matar. Ele se torna um andarilho e passa a vagar pelo Japão.
  • Emi Takei como Kaoru Kamiya, é a instrutora de um dojo em Tóquio e a mestra substituta do estilo Kamiya Kashin Ryuu. Quando um grande número de pessoas estão sendo mortas por alguém que dizia ser o Battousai prejudicando a reputação do seu dojo. Ela decide enfrentar está pessoa para mostra a eficiência do seu estilo de esgrima, mas Kaoru é derrota e posteriormente salva pelo verdadeiro Battousai Hitokiri, Kenshin Himura, que agora é um andarilho pacifista. Kaoru convida Kenshin para ficar em seu dojo.
  • Munetaka Aoki como Sanosuke Sagara, um lutador de rua que vaga pelo Japão comprando brigas com pessoas que estejam dispostas a pagar, se encontra com Kenshin Himura e o desafia para uma luta, mas Sanosuke é convencido por Kenshin a abandonar este trabalho de mercenário e começar a proteger as pessoas. Após este encontro, Sanosuke se torna amigo de Kenshin.
  • Teruyuki Kagawa como Kanryū Takeda, é um empresário ganancioso que iniciou como um traficante de drogas em Tóquio na fabricação de ópio, forçando Megumi Takani na fabricação das drogas, Seu principal objetivo com tráfico de drogas, e gerar lucro suficiente com as vendas, para trazer armas ocidentais modernas.
  • Yu Aoi como Megumi Takani, é uma farmacêutica descendente de uma conceituada família de médicos, trabalhava para o Kanryuu Takeda como fabricante de drogas. Acaba fugindo, até que Kenshin Himura e seus amigos a resgatam.
  • Koji Kikkawa como Jin-e Udo, um dos capangas de Kanryū, e um sobrevivente da batalha de Toba-Fushimi, também conhecido como Chapéu Negro, fica ansioso para lutar contra Kenshin e sequestra Kaoru Kamiya, com intuito de deixar Kenshin furioso para fazer com ele volte a ser o lendário Battousai Hitokiri, conseguindo atingir seu objetivo em seu confronto contra ele. Depois de uma luta árdua, Kenshin derrota Jin-e ao amputar o seu braço com sua espada, Sakabatou. Mas, quando Kenshin vai matar Jin-e, e ouve o grito de Kaoru, voltando à sua natureza pacifica. Não suportando a vergonha de viver após ter perdido, Jin-e resolve se suicidar, enfiando sua espada em seu próprio peito.
  • Gou Ayano como Gein, outro dos capangas de Kanryū.
  • Genki Sudo como Banjin Inui, outro dos capangas de Kanryū.
  • Taketo Tanaka como Yahiko Myōjin, único aluno de Kaoru no dojo, é um órfão descendente de uma família de samurais.
  • Yosuke Eguchi como Hajime Saito, um ex-membro do Shinsengumi (unidade policial que servia a família Tokugawa no período final do seu governo no Japão) que agora trabalha para o governo do Imperador Meiji como um policial sob o nome de Goro Fujita. Têm uma rivalidade de longa data com Kenshin Himura, com quem lutou diversas vezes no passado.
  • Eiji Okuda como Yamagata Aritomo, um membro do escalão do governo do Imperador Meiji.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme estreou em 329 telas em todo o Japão, ganhando ¥ 399.530.400 (cerca de 5,07 milhões dólares) em apenas 2 dias. Foi visto mais de 295.319 vezes no fim de semana. Além disso, devido às projeções iniciais em alguns cinemas em agosto passaram de 22 a 24 a contagem total do filme em todos os cinco dias foram ¥ 555.476.800 (7,05 milhões dólares) e 424.143 bilhetes.

Sequências[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]