Rusif Huseynov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rusif Huseynov
Nome completo Rusif Shakir oglu Huseynov
Nascimento 24 de agosto de 1987 (34 anos)
Sahil, RSS do Azerbaijão
Nacionalidade Azerbaijanis
Alma mater Universidade Estatal de Bacu
Universidade de Tartu
Ocupação pesquisador • especialista político

Rusif Shakir oglu Huseynov (em azeri: Rusif Şakir oğlu Hüseynov) é um pesquisador[1][2] e especialista político[3][4] do Azerbaijão. Ele é o co-fundador e editor-chefe da revista política online The Politicon,[5] bem como o co-fundador e diretor do Centro Topchubashov.[6] Os principais interesses de Huseynov são processos sócio-políticos em países pós-soviéticos, conflitos congelados e minorias étnicas. Suas regiões de pesquisa cobrem principalmente a Leste Europeu, Médio Oriente, Cáucaso e Ásia Central.[7][8]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Rusif Huseynov nasceu em 24 de agosto de 1987, em Sahil, RSS do Azerbaijão. Ele foi admitido na Universidade Estatal de Bacu em 2004 e se formou em 2008 como bacharel em relações internacionais.[9] Huseynov recebeu seu diploma de mestre do Instituto Johan Skytte de Estudos Políticos[10] da Universidade de Tartu.[11]

Huseynov fundou o Centro Topchubashov em abril de 2018 junto com Murad Muradov.[12] O centro opera dentro da União Pública de Estudos Regionais em Bacu.[13]

Os artigos de Huseynov foram publicados em publicações como a "Modern Diplomacy",[14] "The Independent Türkçe",[15] "Visegrad Insight",[16] "New Eastern Europe",[17] Centro de Estudos Estratégicos e Modernos,[18] "The Jamestown Foundation",[19] Centro de Pesquisa de Crises e Políticas de Ancara,[3] "Foreign Policy News",[20] "The National Interest",[21] "Al Bawaba",[4] "The Times of Israel",[22] "TRT World",[23] "Vostokian",[24] "Polis180",[25] "Kyiv Post",[26]. Ele também participou do programa APAralel da TV APA.[27][28]

Trabalho[editar | editar código-fonte]

Livros
  • 90 instants of the great leader (em inglês). [S.l.]: Heydər Əliyev İrsini Araşdırma Mərkəzi. 2013. 247 páginas. OCLC 864881617 [29]
Artigos
  • GUAM+: Türkiye ve NATO için yeni fırsatlar
  • Russian peacekeepers in Nagorno-Karabakh: An unlikely and unwanted scenario
  • April victory: How important it is for Azerbaijan
  • Baltic States are no longer ex-Soviet
  • Tajikistan: transition to monarchy completed?
  • South Gas Corridor and the recent escalation in Nagorno-Karabakh
  • Azerbaijan Democratic Republic as the first democratic, parliamentary and secular republic in Islamic East
  • Armenia sides with Russia again- This time in Syria
  • Armenian geopolitics: Threats and claims
  • Azerbaijan’s Short-Term Trump
  • Escalation in Nagorno-Karabakh
  • Nagorno-Karabakh: A part of Azerbaijan
  • Victory Day cult in Russia
  • How Armenia’s glorification of a Nazi collaborator has gone unnoticed
  • Dodon's Transnistria visit and what it means for other frozen conflicts
  • Armenia: chuzhoy sredi svoikh (a stranger among friends)
  • Armenia sides with Russia again, this time in Syria
  • Gagauzia: Geopolitics and identity
  • Azerbaijan and the European Union
  • Lord of the flies. Power struggles on Central Asia’s island of democracy
  • Several reasons why Baku should not be interested in provocation along the border with Armenia
  • The Southern Gas Corridor and the Recent Escalation in Karabakh
  • Russia's involvement in Nagorno-Karabakh conflict: Unhelpful and unpromising
  • Baltic States are no longer ex-Soviet
  • Black list for Black Garden
  • Shusha provocation: a fatal blow to the peace process?
  • "Pakistan zindabad" in Azerbaijan
  • Construction of sub-national identity vis-à-vis parent state: Gagauz case in Moldova
  • Azerbaijan-Kazakhstan relations: current situation and prospects
  • Cooperation in the Caucasus: How Four Countries Could Reshape European Security
  • What a Morgue Scandal Tells Us about Armenia and Azerbaijan's Detainee Dispute
  • Glorification of a Nazi collaborator in Armenia
  • Azerbaijan and the EU: Cooperation instead of integration
  • Time to Reform the Minsk Group
  • Anti-Syrian Campaign in Turkey
  • Rusif Huseynov: Ukraine – towards a frozen future?

Referências

  1. «Rusif Huseynov». The Jamestown Foundation (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  2. «Rusif Huseynov». Centre for Strategic and Contemporary Research (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  3. a b Erkeç, Ülviye Filiyeva, ed. (25 de setembro de 2021). «Political Expert Rusif Huseynov: "Armenia is the one that should improve relations with its neighbors"». Ankara Center for Crisis and Policy Studies (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  4. a b «Azeris Lose Hope of Returning Back to Their Homes». Al Bawaba (em inglês). 27 de outubro de 2021. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  5. «Rusif Huseynov». The Times of Israel (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  6. «Rusif Huseynov». Visegrad Insight (em inglês). Res Publica Foundation. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  7. «Rusif Huseynov». Modern Diplomacy (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  8. «Armenia sides with Russia again, this time in Syria». New Eastern Europe (em inglês). 20 de março de 2019. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  9. «Rusif Hüseynov». Topçubaşov Mərkəzi (em azerbaijano). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  10. «Rusif Huseynov». Universidade de Tartu (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  11. «Rusif Huseynov». Foreign Policy News (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  12. «Murad Muradov». Topçubaşov Mərkəzi (em azerbaijano). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  13. «Haqqımızda». Topçubaşov Mərkəzi (em azerbaijano). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  14. «Azerbaijan Democratic Republic as the first democratic, parliamentary and secular republic in Islamic East». Modern Diplomacy (em inglês). 28 de maio de 2018. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  15. «GUAM+: Türkiye ve NATO için yeni fırsatlar». Independent Türkçe (em turco). 22 de setembro de 2021. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  16. «Escalation in Nagorno-Karabakh». Visegrad Insight (em inglês). Res Publica Foundation. 6 de outubro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  17. «Azerbaijan and the European Union». New Eastern Europe (em inglês). 25 de julho de 2019. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  18. «Tajikistan: transition to monarchy completed?». Centre for Strategic and Contemporary Research (em inglês). 17 de março de 2017. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  19. «The Southern Gas Corridor and the Recent Escalation in Karabakh». The Jamestown Foundation. Eurasia Daily Monitor (em inglês). 14 (40). 24 de março de 2017. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  20. «Baltic States are no longer ex-Soviet». Foreign Policy News (em inglês). 24 de janeiro de 2017. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  21. «Cooperation in the Caucasus: How Four Countries Could Reshape European Security». Center for the National Interest (em inglês). 30 de agosto de 2021. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  22. «Glorification of a Nazi collaborator in Armenia». The Times of Israel (em inglês). 2 de setembro de 2016. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  23. «Shusha and Lacin: The two towns shaping the Armenia-Azerbaijani conflict». TRT World (em inglês). 30 de outubro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  24. «Anti-Syrian Campaign in Turkey». Vostokian (em inglês). 17 de julho de 2016. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  25. «Azerbaijan and the EU: Cooperation instead of integration». Polis180 (em inglês). Consultado em 3 de outubro de 2021 
  26. «Rusif Huseynov: Ukraine – towards a frozen future?». KyivPost (em inglês). 26 de maio de 2015. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  27. «Rusiya-Ukrayna qarşıdurması və Azərbaycana təsir ehtimalları - Rusif Hüseynov, Sahil İsgəndərov». APAralel (em azerbaijano). Azəri Press Agentliyi. 12 de abril de 2021. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  28. «Rusiya-Ukrayna qarşıdurması və Azərbaycana təsir ehtimalları - Rusif Hüseynov, Sahil İsgəndərov». APAralel (em azerbaijano). Azəri Press Agentliyi. 12 de abril de 2021. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  29. «Böyük liderin 90 anı = 90 instants of the great leader». ADA University (em azerbaijano). Consultado em 3 de outubro de 2021