Ruy Castro dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Motorzinho
Informações pessoais
Nome completo Ruy Castro dos Santos
Data de nasc.
Local de nasc. Alegrete (RS), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,68 m
Apelido Motorzinho
Informações profissionais
Posição (ex-meia-esquerda)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1939–1945 Internacional
Renner
Times/Equipas que treinou
1948– Atlético Paranaense

Ruy Castro dos Santos, conhecido profissionalmente por Motorzinho (Alegrete, ? - ?), foi um ex-futebolista brasileiro que jogava como meia e meia-esquerda e técnico de futebol.

Como jogador destacou-se pelo Sport Club Internacional e como técnico, no Clube Atlético Paranaense, quando criou o esquadrão de 1949 que deu origem ao apelido de Furacão ao clube paranaense [1].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Pelo Internacional, o gaúcho era peça importante no timaço colorado da década de 1940, apelidado de Rolo Compressor, onde ganhou o carinhoso apelido de Motorzinho. Foi hexacampeão gaúcho pelo clube colorado[2].

Também jogou pelo Grêmio e no Renner.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Após aposentar-se como jogador, criou o clube Força e Luz e em excursão com este time na capital do Paraná, foi convidado a ser treinador do Atlético Paranaense em 1948, montando a base do time que, com motorzinho, seria o campeão de 1949 com uma das equipes mas lembradas da história do clube paranaense[3][4].

Após sair do Atlético, foi para o interior do Paraná e criou o Cambaraense Atlético Clube sendo vice-campeão do Centenário do Estado do Paraná.

Em 1955 foi novamente campeão com o Clube Atlético Monte Alegre, no primeiro título paranaense por um clube do interior do estado.

Retornou o Atlético Paranaense por várias vezes mas foi como treinador do Clube Atlético Ferroviário que lançou um dos ídolos do Atlético Paranaense: Barcímio Sicupira Júnior[5].

Referências