Ruy Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ruy Ramos
Ruy Ramos
Ruy Ramos em 2010
Informações pessoais
Nome completo Ruy Gonçalves Ramos Sobrinho
Data de nasc. 9 de fevereiro de 1957 (64 anos)
Local de nasc. Mendes (RJ),  Brasil
Altura 1,81 m
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-meio-campista)
Clubes profissionais
Anos Clubes
1977–1996
1996–1997
1997–1998
2002
Japão Verdy Kawasaki
Japão Kyoto Purple Sanga
Japão Verdy Kawasaki
Japão Okinawa Kariyushi
Seleção nacional
1990–1995 Flag of Japan.svg Japão
Times/Equipas que treinou
2005
2005
2006–2007
2009–2013
2014–2016
Flag of Japan.svg Japão (Fut. de areia)
Japão Kashiwa Reysol (auxiliar-tecnico)
Japão Tokyo Verdy
Flag of Japan.svg Japão (Fut. de areia)
Japão FC Gifu

Ruy Gonçalves Ramos Sobrinho ou apenas Ruy Ramos (em japonês: ラモス瑠偉, Ramosu Rui; Mendes, 9 de fevereiro de 1957) é um ex-futebolista e treinador de futebol brasileiro, naturalizado japonês.[1]

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

Ruy Ramos teve uma passagem vitoriosa pelo Black Power do Ipiranga (time de várzea tradicional de São Paulo) antes de começar a sua carreira profissional em 1977, quando o futebol japonês ainda era disputado por clubes de empresas (o Tokyo Verdy, onde ele se destacou, era chamado de Yomiuri).[2] Permaneceu na equipe (já rebatizada Verdy Kawasaki desde 1992) até 1996. tendo uma passagem curta pelo Kyoto Purple Sanga, entre 1996 e 1997, retornando ao Verdy Kawasaki, ainda em 1997. Encerrou a carreira no ano seguinte, mas retornou ao futebol em 2002, no Okinawa Kariyushi, acumulando as funções de jogador e consultor técnico. Deixou o clube após desentendimento com a direção e encerrou definitivamente a carreira de jogador aos 45 anos.

Seleção Japonesa[editar | editar código-fonte]

Defendeu a Seleção Japonesa de 1990 a 1995, disputando 32 partidas e marcando apenas um gol, estando presente nas Eliminatórias para as Copas de 1990 e 1994. Ficou muito perto de disputar o Mundial dos EUA, aos 37 anos (seria o terceiro jogador mais velho da competição, caso o Japão se classificasse). Mas o gol do iraquiano Jaffar Omran Salman, no final do jogo, arruinou os planos japoneses de disputar sua primeira Copa. Foi o golpe definitivo para a carreira internacional de Ramos, que ainda jogou a Copa Rei Fahd de 1995 antes de encerrá-la.[3]

Foi o melhor jogador pela seleção japonesa no Super Star Soccer, jogo do antigo Super Nintendo.

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Após pendurar as chuteiras, atuou como conselheiro técnico para o Ryūkyū. Depois iniciou-se como treinador, onde comandou a Seleção Japonesa de Futebol de Areia. Em janeiro de 2006, foi nomeado treinador de seu ex-time Tokyo Verdy, recém-rebaixado da J-League 1 depois de uma decepcionante temporada de 2006 na J-League 2, levando-o de volta à J-League 1. Depois disso, renunciou e se tornou diretor executivo do clube. Em 2009, retornou ao comando da Seleção Japonesa de Futebol de Areia, permanecendo ate 2013. Seu último clube foi o FC Gifu, entre 2014 e 2016.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ruy foi casado com Hatsune Ramos entre 1984 e 2011, quando ela morreu. O ex-jogador, que é pai de 2 filhos, chegou a sofrer um derrame cerebral em dezembro de 2016[4], mas conseguiu se recuperar.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Verdy Kawasaki
Japão

Referências[editar | editar código-fonte]