Ryōhei Katō

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ryōhei Katō
Informações pessoais
Modalidade Ginástica artística masculina
Especialidade Individual geral
Representante Japão
Nascimento 9 de setembro de 1993 (25 anos)
Numazu, Shizuoka
Nacionalidade Japão japonesa
Compleição Peso: 54 kg Altura: 1,62 m
Nível Sênior
Treinador Hiroyuki Kato (clube)
Hisashi Mizutori (seleção)
Clube Konami Sports Club
Período em atividade 2011 – atualidade
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Rio 2016 Equipes
Prata Londres 2012 Equipes
Campeonatos Mundiais
Ouro Glasgow 2015 Equipes
Prata Antuérpia 2013 Individual geral
Prata Nanning 2014 Equipes
Bronze Nanning 2014 Barras paralelas
Universíada
Ouro Cazã 2013 Solo
Bronze Cazã 2013 Equipes
Bronze Cazã 2013 Barra fixa

Ryōhei Katō (em japonês: 加藤凌平, Katō Ryōhei?) (Numazu, 9 de setembro de 1993) é um ginasta japonês que compete em provas de ginástica artística.

Representou o Japão em duas edições de Jogos Olímpicos, conquistando a medalha de prata por equipes em Londres 2012 e o ouro no mesmo evento em 2016, no Rio de Janeiro. Também possui um título mundial por equipes na edição de 2015, em Glasgow.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Katō estreou nas competições adultas em 2011, após iniciar na modalidade aos 9 anos de idade e crescer em uma família de ginastas. Seu pai, Hiroyuki, foi um ex-ginasta e depois técnico da modalidade, assim como sua mãe que também praticou o esporte.[1] Foi dessa forma que estreou em sua primeira Olimpíada, em Londres 2012, treinado por seu pai que na ocasião era o comandante da equipe japonesa nos Jogos britânicos.[1] Ao lado de Kazuhito Tanaka, Yusuke Tanaka, Kohei Uchimura e Koji Yamamuro conquistou a medalha de prata na competição por equipes com uma pontuação final de 271,952, atrás apenas da China.[2]

No ano seguinte, juntamente com os colegas Hiroki Ishikawa, Shogo Nonomura, Chihiro Yoshioka e Yusuke Tanaka competiu na Universíada de Cazã, na Rússia, onde a equipe do Japão ganhou a medalha de bronze.[3] Individualmente ganhou o ouro no solo e o bronze na barra fixa.[4] Ainda na temporada de 2013, competiu no Campeonato Mundial da Antuérpia e alcançou a final do individual geral, ficando em segundo lugar quase dois pontos atrás do companheiro de equipe Uchimura.[5] Foi convocado para representar o Japão novamente no Campeonato Mundial de 2014, em Nanning, China, e voltou a medalhar na prova por equipes em uma competição internacional. Ao lado de Uchimura, Nonomura, Yusuke Tanaka, Kenzō Shirai e Kohei Kameyama conquistou a medalha de prata, ficando atrás dos donos da casa por apenas 0,1 ponto.[6] Nas finais individuais ficou com o bronze nas barras paralelas e em sexto lugar no solo.[7][8]

Disputando seu terceiro Campeonato Mundial, Katō obteve seu primeiro título na competição novamente em uma prova por equipes. Em uma disputa aparelho por aparelho contra os adversários da Grã-Bretanha e da China, o Japão obteve a maior pontuação com um total de 270,818.[9] O resultado credenciou os japoneses a lutar pelo ouro nos Jogos Olímpicos do Rio, no ano seguinte. A equipe formada por Katō, Uchimura, Shirai, Yamamuro e Yusuke Tanaka conquistou o título olímpico com uma vantagem de quase três pontos para a Rússia, segundo colocada.[10] Na final do individual geral ficou na décima primeira posição com 88,590 pontos e sua única final por aparelhos foi nas barras paralelas, onde terminou em sétimo lugar.[11][12]

Referências

  1. a b «KATO Ryohei (JPN) – Biography» (em inglês). FIG. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  2. «Japan takes silver medal again as China wins men's gymnastics team gold» (em inglês). Japan Times. 31 de julho de 2012. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  3. «Universiade Kazan 2013 Russia – Artistic Gymnastics Men – Team Competition & Qualification» (PDF) (em inglês). gymnasticsresults.com. 8 de julho de 2013. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  4. «Kazan (RUS) 2013 Artistic Gymnastics Results Events Final Men» (em inglês). gymnasticsresults.com. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  5. «Record Win in All-Around for Uchimura» (em inglês). The New York Times. 3 de outubro de 2013. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  6. «Gymnastics: China wins sixth straight world men's team title» (em inglês). Ahram Online. 7 de outubro de 2014. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  7. «45th ARTISTIC GYMNASTICS WORLD CHAMPIONSHIPS in Nanning (CHN) – Men's Apparatus Final» (PDF) (em inglês). gymnasticsresults.com. 12 de outubro de 2014. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  8. «45th ARTISTIC GYMNASTICS WORLD CHAMPIONSHIPS in Nanning (CHN) – Men's Apparatus Final» (PDF) (em inglês). gymnasticsresults.com. 11 de outubro de 2014. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  9. «46th ARTISTIC GYMNASTICS WORLD CHAMPIONSHIPS, GLASGOW (GBR) – Men's Team Final» (PDF) (em inglês). gymnasticsresults.com. 28 de outubro de 2015. Consultado em 17 de novembro de 2018. Arquivado do original (PDF) em 24 de março de 2018 
  10. «Japão leva ouro na ginástica por equipe; Brasil faz 1ª final». Terra. 8 de agosto de 2016. Consultado em 17 de novembro de 2018 
  11. «Rio 2016 – Artistic Gymnastics – Men's Individual All-Around» (PDF) (em inglês). gymnasticsresults.com. 10 de agosto de 2016. Consultado em 17 de novembro de 2018. Arquivado do original (PDF) em 22 de agosto de 2017 
  12. «Rio 2016 – Artistic Gymnastics – Men's Parallel Bars» (PDF) (em inglês). gymnasticsresults.com. 16 de agosto de 2016. Consultado em 17 de novembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]