Ryu Murakami

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ryū Murakami
村上 龍
Ryū Murakami, 2005
Nome completo Ryūnosuke Murakami
Nascimento 19 de fevereiro de 1952 (68 anos)
Sasebo, Nagasaki
Nacionalidade japonês
Ocupação escritor, diretor
Principais trabalhos Na sopa de miso
Prêmios

Ryū Murakami (村上 龍 Murakami Ryū?, Sasebo, Nagasaki, 19 de fevereiro de 1952) é um escritor, contista, ensaísta e diretor de filmes japonês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ryū Murakami foi criado em sua cidade natal e lá permaneceu até completar o ensino médio.[1] No ensino médio, ele se barricou no telhado de sua escola, refletindo o movimento estudantil contra a guerra do Vietnã e depois paralisando as universidades em todo o Japão. Ele simpatizou com o movimento hippie, juntou-se a uma banda de rock e começou a fazer filmes indie de 8mm. Murakami se tornou, em outras palavras, um protótipo de muitos de seus personagens ficcionais rebeldes.[2] Ao terminar os estudos, mudou-se para Tóquio, mais precisamente para a cidade de Fussa, a qual ficava próxima a uma base militar dos Estados Unidos.[3] Além de ter sido baterista de uma banda de rock, foi, também, apresentador de um talk show na televisão, com seu próprio programa semanal de TV, o Cambria Palace, sobre assuntos econômicos e comerciais.[2][4]

Azul quase transparente (限りなく透明に近いブルー Kagirinaku tōmeini chikai burū?) foi o seu primeiro trabalho no gênero romance, o qual desenvolveu quando era ainda um estudante universitário, aos 24 anos, e ganhou o Prêmio Akutagawa, um dos mais prestigiados prêmios literários do Japão e cimentou a reputação de Murakami como mestre da literatura sombria e violenta em seu país natal.[1][5] O livro retrata a vida decadente do seu país e conta a história de crianças japonesas desiludidas que se queimavam numa espiral de drogas e rock sob a sombra e influência de uma base do exército americano.[3] A obra fez muito sucesso no Japão, vendendo mais de um milhão de exemplares.[2]

Em 1980, Murakami publicou o romance Koinrokkā beibīzu (コインロッカー・ベイビーズ?) e ganhou o 3º Prêmio Literário Noma na categoria Novos Artistas.[6] Em 1997, publicou o thriller psicológico In za misosūpu (イン ザ・ミソスープ?), tendo sido publicado em vários países como a Inglaterra, França, Espanha, Estados Unidos, Rússia e Brasil.[4] No Brasil, o livro foi publicado em 2005 pela editora Companhia das Letras, com o título Miso soup.[7] Ambientado no distrito da luz vermelha de Kabuki-cho, em Tóquio, o romance lhe rendeu o Prêmio Yomiuri de Literatura, em 1998.[8]

É um escritor reconhecido no mundo literário, mas ainda não alcançou status como diretor de cinema.[1]

Estilo[editar | editar código-fonte]

Suas obras exploram a natureza humana através dos temas como desilusão, alienação, violência, uso de drogas, assassinato e guerra, num cenário sombrio do Japão.[2][3]

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

Livros publicados no Brasil[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 1976 - 19º Prêmio Gunzo para Novos Escritores - Azul quase transparente (限りなく透明に近いブルー Kagirinaku tōmeini chikai burū?)[9]
  • 1976 - 75º Prêmio Akutagawa (1976上) - Azul quase transparente (限りなく透明に近いブルー Kagirinaku tōmeini chikai burū?)[10]
  • 1980 - 3º Prêmio Literário Noma: Novos Artistas - Koinrokkā beibīzu (コインロッカー・ベイビーズ?)[6]
  • 1996 - 24º Prêmio Hirabayashi Taiko - Murakami ryū eiga shōsetsushū (村上龍映画小説集?)[11]
  • 1998 - 49º Prêmio Yomiuri de Literatura - In za misosūpu (イン ザ・ミソスープ?)[8]
  • 2000 - 36º Prêmio Tanizaki - Kyōseichū (共生虫?)[12]
  • 2005 - 58º Prêmio Literário Noma - Hantō wo deyo (半島を出よ?)[13]
  • 2005 - 59º Prêmio Mainichi de Cultura - Hantō wo deyo (半島を出よ?)[14]

Referências

  1. a b c Wands, D.C. «Biografia de Ryū Murakami». Fantastic Fiction. Consultado em 26 de fevereiro de 2007 
  2. a b c d Pilling, David (27 de setembro de 2013). «Ryu Murakami» (em inglês). Financial Times. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  3. a b c George, Joseph (3 de maio de 2013). «The Future of Japan Is 'Very Dark', Says Ryu Murakami» (em inglês). Vice. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  4. a b «Sobre Ryū Murakami». Dicionário de autores. Consultado em 26 de fevereiro de 2009 
  5. Japan Encyclopedia (em inglês). [S.l.]: Harvard University Press. 2002. 1102 páginas 
  6. a b «過去の受賞作品» (em japonês). Kodansha. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  7. Terron, Joca Reiners (17 de setembro de 2005). «"Miso Soup" de Ryu Murakami é romance em ritmo de "pulp"». Folha de S. Paulo. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  8. a b «読売文学賞 第41回(1989年度)~第50回(1998年度)» (em japonês). 読売文学賞. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  9. «群像新人文学賞» (em japonês). World of Literary Prizes. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  10. «芥川賞受賞者一覧» (em japonês). 日本文学振興会 (Sociedade para a Promoção da Literatura Japonesa). Consultado em 25 de novembro de 2019 
  11. «平林たい子文学賞» (em japonês). World of Literary Prizes. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  12. «各賞紹介» (em japonês). 中央公論新社. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  13. «野間文芸賞» (em japonês). World of Literary Prizes. Consultado em 25 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de novembro de 2019 
  14. «毎日出版文化賞» (em japonês). World of Literary Prizes. Consultado em 25 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2019