Internacional (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de S&J Internacional (álbum))
Ir para: navegação, pesquisa
Internacional
Álbum de estúdio de Sandy & Junior
Lançamento 4 de junho de 2002 (2002-06-04) (Brasil)
Gravação 2001—02
Gênero(s)
Duração 46:13
Idioma(s) (em inglês)
Formato(s)
Gravadora(s) Universal Music
Produção Tony Swain
Certificação Platina[2]
Cronologia de Sandy & Junior
Sandy & Junior
(2001)
Ao Vivo no Maracanã
(2002)
Singles de Sandy e Júnior - Internacional
  1. "Love Never Fails"
    Lançamento: 11 de junho de 2002 (2002-06-11)
  2. "Words Are Not Enough"
    Lançamento: 23 de setembro de 2002 (2002-09-23)
  3. "When You Need Somebody"
    Lançamento: 11 de dezembro de 2002 (2002-12-11)

Internacional é o décimo álbum de estúdio e o décimo segundo da carreira da dupla pop brasileira Sandy & Junior, lançado em 2002; arma principal da carreira internacional da dupla, foi lançado em países como Estados Unidos, França, Inglaterra, Espanha, Portugal, México, Itália, Alemanha, Argentina, Colômbia, Venezuela, Porto Rico e Chile.

Principal música de trabalho: "Love Never Fails", cujo clipe foi gravado nos dias 14 e 15 de março em Miami Beach, nos Estados Unidos. O disco lançado no Brasil é composto por 14 faixas (13 músicas e a faixa multimédia com o clipe de "Love Never Fails" e outros itens). O clipe ocupou por diversas vezes o 1º lugar na MTV Italiana e Brasileira.

A dupla conseguiu ter êxito na Europa em países como: Portugal, Espanha, Itália e América Latina (México e Chile[3]). Sandy venceu os prêmios no Festival Internacional da Canção de Viña del Mar de Rainha do Festival - Votação Internet e Miss Simpatia do Festival - Votação Oficial.[4]

Antecedentes e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Tendo vendido mais de 10 milhões de de cópias com seus álbuns, a gravadora Universal Music, resolveu investir na carreira internacional da dupla, que até então havia experimentado apenas versões em português de músicas de artistas estrangeiros como Savage Garden, Celine Dion, Bee Gees, Whitney Houston, entre outros. No álbum anterior, a dupla chegou a gravar Endless Love, mas dessa vez na sua versão original, em inglês e a canção foi tida como uma prévia do trabalho internacional, que viria a seguir. A dupla gravou 12 canções em inglês em meados de 2001, em estúdios de Miami e Los Angeles.[5] A iniciativa de lançar a dupla no mercado internacional foi de Max Hole, que era diretor de marketing da Universal Music da Inglaterra. O investimento no CD foi de 1 milhão de dólares e cinco produtores foram contratados, sendo apenas um brasileiro. A chamada "operação Sandy e Junior", da Universal, previa que seria necessário investimento de US$ 1,5 milhão para transformar os irmãos em estrelas internacionais.[6] O empresário responsável pela carreira internacional dos dois, foi Richard Ogden, que trabalhou com estrelas do quilate de Paul McCartney.[7]

"Tem sido tão emocionante trabalhar com pessoas que nunca pensamos vir a conhecer, como a Dianne Warren", afirmou Junior; "Sim, sou uma grande fã dela, por isso foi um momento emocionante. Ela é demais, e muito divertida" acrescentou Sandy.[8]

O álbum[editar | editar código-fonte]

A produção é de Simon Franglen, produtor de estrelas do porte de Celine Dion, Madonna, Michael Jackson, Toni Braxton, e Steve Robson, que produz Bryan Adams.[9].

Cinco das canções do álbum foram gravadas por outros artistas anteriormente, sendo elas: "Love Never Fails" (pela cantora Kathie Lee Gifford em 2000 no seu álbum The Heart of a Woman), "Words are not Enough" (pela banda inglesa Steps em 2001), "Don't Say You Love Me" (pelo grupo The Corrs em 1997 no seu álbum Talk On Corners), "We've Only Just Begun" (pela dupla The Carpenters em 1970 no álbum Close to You) e "Whenever You Close Your Eyes" (pelo cantor Tommy Page em 1991 no seu álbum From The Heart).

Lançamento e divulgação[editar | editar código-fonte]

O álbum foi lançado em Junho de 2002, para a divulgação, viagens por diversos países foram marcadas. Na Alemanha, a dupla chegou a apresentar-se no programa para adolescentes The Dome e na versão alemã do Top of the Pops, onde cantaram com banda e dançarinos "Love never fails" (duas vezes), além de “Words Are Not Enough”. Concederam entrevistas para jornais e revistas, bem como para rádios do país (como a RTL 2). Seguindo o curso, a dupla dirigiu-se na Espanha, indo para os estúdios do Musica 3 TV, onde performaram “El Amor No Fallara” e “Convence Al Corazon”. Completando a série de apresentações na TV do país, ainda apresentaram-se no A Tu Lado, MTV España, Nickelodeon España, Musica Si (onde cantaram “Convence Al Corazon”). Também houve entrevistas para a Radio Club 25 e a estação de rádio Marca. A dupla seguiu então para a Suiça (onde fizeram um acústico de algumas canções num jantar do European MD’s) e Porto Rico.[10] Outros países visitados foram Portugal, Chile e México. O disco Internacional foi lançado com faixas diferentes em várias partes do mundo, então em 2003, a gravadora Universal Music, resolveu lançar todas as faixas não lançadas no Brasil no CD 2 do álbum Ao Vivo no Maracanã, excluindo apenas remixes em espanhol e em francês.[11]

Posteriormente, Sandy disse que "[a carreira internacional] foi um passo que nem sonhávamos dar, mas recebemos convites e fomos levando. A coisa foi acontecendo e, quando vimos, estávamos fazendo divulgação na Espanha, na Itália, na Alemanha, na América Latina. Foi muito bacana." Apesar dos irmãos terem alegado que voltariam a divulgar o álbum após o lançamento de um disco em português e a gravação de um filme, sua promoção foi interrompida em meados de 2003, por causa da "pressão de trabalhar fora, longe de casa, dos pais e dos amigos", disse Junior.[12]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 3 de 5 estrelas.[13]
CliqueMusic 2 de 5 estrelas.[14]
O Globo Desfavorável[15]
Billboard Magazine Favorável[16]

As avaliações da crítica especializada foram mistas. Drago Bonacich, do site americano Allmusic, definiu o álbum como: "todo R&B e Pop Latino, com performances refinadas e sentimentais"[13]. Marco Antonio Barbosa, do site brasileiro CliqueMusic, fez uma crítica negativa ao lançamento e elegeu We've Only Just Begun, como "o destaque do álbum, ainda que meio comprometida pelo arranjo padronizado".[14] Antônio Carlos Miguel,do jornal O Globo fez uma crítica negativa, ressaltando: "Falta identidade, numa sucessão de baladas e canções dançantes que abusam de clichês desse gênero". Leila Cobo da revista Billboard americana, fez uma crítica favorável ao disco, ressaltando que o uso de instrumentos acústicos deu ao álbum um som mais intimista, ainda acrescentando: "Tudo é prazeroso, belamente feito e totalmente mainstream".[7]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

  • Alguns veículos de comunicação divulgaram que o CD teria vendido 350 mil cópias[6], outros 500 mil[15][17][18], enquanto outros dizem cerca de 700 mil cópias apenas no Brasil[19][20], no entanto o CD ganhou disco de platina, por vendas superiores a 250 mil cópias, segundo a ABPD.[2]
  • Foi o 9º cd mais vendido de 2002, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Discos.[21]
  • Em apenas um mês, o CD já era Disco de Ouro em Portugal.[11]
  • O álbum foi o 29º mais vendido de Portugal em 2002, segundo a AFP.

Faixas[22][editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Produtor (es) Duração
1. "Love Never Fails"   J. M. Pederson; K. Dahlgaard; J. Morrison; J. Voughn Jam; Delgado; Simon Franglen 3:36
2. "Words Are Not Enough"   P. Nylen; A. Carlsson Simon Franglen 3:18
3. "Right Thing To Do"   J. Kask; S. Solomon; P. Manson Steve Robson 3:41
4. "When You Need Somebody"   Steve Robson; P. Kearney; D. Joseph Steve Robson 3:59
5. "Don't Say You Love Me"   C. Bayer Sager; J. Corr; A. Corr Simon Franglen 4:36
6. "Precious Time"   P. Nylen; A. Thompson Simon Franglen 3:28
7. "Must Be Magic"   B. Spalter; M. Norfleet; R. Nevil; E. Nuri Bradley Spalter 3:11
8. "We've Only Just Begun"   R. Nichols; P. Williams Simon Franglen 3:33
9. "Don't Run Away With My Heart"   J. M. Pederson; K. Dahlgaard; M. Jay; G. Chambers Jam & Delgado 3:50
10. "This Is Me"   J. M. Pederson; K. Dahlgaard; C. Braide Jam & Delgado 4:04
11. "Whenever You Close Your Eyes"   D. Warren; M. Bolton Simon Franglen 4:43
Duração total:
46:13

Faixas bônus para França

  1. L'Amour... C'e Remede (Love Never Fails) - 3:34
  2. Le Pire Des Mots (Words Are Not Enough) - 3:16

Singles[editar | editar código-fonte]

  • El Amor No Fallará (América Latina/ Espanha)
  • L'amour... Ce Remede (Europa)
  • O Amor Nos Guiará (Portugal/ Angola/ Brasil)
  • Love Never Fails (Spanish Fly Club Mix - Radio Edit) (Rádios)
  • Convence Al Corazón (América Latina/ Espanha)
  • Le Pire Des Mots (Europa)

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

  • Love Never Fails
  • O Amor Nos Guiará (versão em português de "Lover Never Fails")
  • El Amor No Fallará (versão em espanhol de "Lover Never Fails")
  • L'amour... Ce Remede (versão em francês de "Lover Never Fails")
  • Words Are Not Enough
  • Convence Al Corazón (versão em espanhol de "Words Are Not Enough")
  • Le Pire Des Mots (versão em francês de "Words Are Not Enough")

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Vendas
 Brasil - ABPD Platina[2] 700,000+[20]
 Portugal - AFP Ouro[24][20][25] 20.000[24][20][25]

Referências

  1. iTunes Music
  2. a b c «Certificados de Sandy & Junior pela ABPD». Consultado em 16 de Agosto de 2012 
  3. «Fans galleteados recibieron a brasileños de Sandy & Junior». La Cuarta (em espanhol). 18 de Fevereiro de 2003. Consultado em 29 de Agosto de 2012 
  4. «Por enfermedad Vodanovic no entregó Gaviota a Los Prisioneros». Emol (em espanhol). 23 de Fevereiro de 2003. Consultado em 29 de Agosto de 2012 
  5. «Sandy e Júnior ensaiam carreira internacional». O Estado de S. Paulo. 14 de maio de 2002. Consultado em 1 de maio de 2017 
  6. a b RICARDO FELTRIN (31 de julho de 2002). «Carreira internacional de Sandy e Jr. breca com dólar alto e venda fraca». Folha de S. Paulo. Consultado em 29 de Agosto de 2012 
  7. a b Leila Cobo (10 de Agosto de 2002). «Sandy & Junior». Billboard Magazine. Consultado em 25 de Junho de 2014 
  8. Site internacional da dupla em 2002
  9. Sérgio Martins (31 de outubro de 2001). «Vai dar certo? Os preparativos da dupla Sandy & Junior para o lançamento no mercado americano». Revista Veja. Consultado em 29 de Agosto de 2012. Cópia arquivada em 14 de maio de 2008 
  10. «Site Internacional da dupla Sandy e Junior de 2002». Sandyandjunior.net. Consultado em 29 de Agosto de 2012. Cópia arquivada em 25 de dezembro de 2002 
  11. a b «Novidades elétricas, acústicas e remixadas no novo CD de Sandy & Junior». Site Universo Musical. 2003. Consultado em 16 de Agosto de 2012 
  12. Há 10 anos Sandy e Junior se separavam O Povo
  13. a b Drago Bonacich (2002). «Critica do álbum Internacional da dupla Sandy & Junior (Allmusic)». AllMmusic. Consultado em 29 de Agosto de 2012 
  14. a b Marco Antonio Barbosa (2002). «Crítica: Álbum Internacional da dupla Sandy e Junior (Cliquemusic)». cliquemusic.uol.com.br. Consultado em 29 de Agosto de 2012 
  15. a b «Europa recebe operação Sandy & Júnior». Jornal O Globo 
  16. Leila Cobo (10 de Agosto de 2002). Sandy & Junior: In their Brazilian homeland, dynamic teen siblings Sandy & Junior are a million-selling phenomenon. Billboard Magazine. [S.l.: s.n.] Consultado em 25 de Junho de 2014 
  17. O Globo. «Europa recebe operação Sandy e Júnior». Site Oficial Sandy e Júnior 
  18. Sara Duarte (3 de Dezembro de 2003). «Cinderela cresceu: Aos 20 anos, Sandy rejeita a fama de pobre menina rica e ícone das virgens e pela primeira vez fala sobre sexo, mentira e amores proibidos». IstoÉ. Consultado em 29 de Agosto de 2012 
  19. «SandyBr Galeria - Revista Contigo» 
  20. a b c d Sérgio Martins (11 de setembro de 2002). «Viagem & Turismo-Até agora, a carreira internacional rendeu mais passeios do que dividendos a Sandy & Junior». Revista Veja. Consultado em 29 de Agosto de 2012. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2007 
  21. «ABPD: Albuns mais vendidos de 2002». Consultado em 4 de dezembro de 2015 
  22. «Site Oficial de Sandy e Junior (Versão de 2002)». sandyejunior.globo.com. 8 de agosto de 2002. Consultado em 9 de maio de 2015 
  23. «Sandy & Junior ‎– Sandy & Junior». Discogs. 2002. Consultado em 9 de maio de 2015 
  24. a b Raquel Gonzalez (11 de junho de 2015). «Sandy completa 25 anos de carreira e faz balanço: 'Passaram a me respeitar'». Gshow. Globo.com. Consultado em 5 de julho de 2015. Cópia arquivada em 5 de julho de 2015 
  25. a b «Sandy e Junior falam à TV UOL sobre primeiro longa no cinema, programa de TV e carreira internacional». UOL Música. UOL HOST. 17 de junho de 2003. Consultado em 5 de julho de 2015. Cópia arquivada em 5 de julho de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Sandy & Junior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.