São Domingos (Sergipe)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
São Domingos
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de São Domingos
Bandeira
Brasão de armas de São Domingos
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Terra da Farinha de Mandioca"
Gentílico sãodominguense
Localização
Localização de São Domingos em Sergipe
Localização de São Domingos em Sergipe
Mapa de São Domingos
Coordenadas 10° 47' 27" S 37° 34' 04" O
País Brasil
Unidade federativa Sergipe
Municípios limítrofes Lagarto, Campo do Brito, Macambira, Itaporanga d'Ajuda
Distância até a capital 76 km
História
Fundação 1963 (57 anos)
Aniversário 21 de outubro
Administração
Prefeito(a) Pedro da Silva (PT)
Características geográficas
Área total [1] 102,470 km²
População total (IBGE/2010[2]) 10 257 hab.
Densidade 100,1 hab./km²
Clima Tropical
Altitude 200 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,588 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 51 852,287 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 4 965,27
Outras informações
Padroeiro(a) São Domingos de Gusmão
Sítio http://www.saodomingos.se.gov.br/ (Prefeitura)

São Domingos é um município brasileiro do estado de Sergipe.

História[editar | editar código-fonte]

A povoação que fez surgir o atual município de São Domingos habitava em pequenas cabanas feitas de pindoba na localidade chamada Tapera, a qual encontrou na agricultura e criação de animais uma saída para a permanência naquele local. A partir da década de 20 do século passado, a população não se contentava mais em viver apenas do que plantava em pequenos roçados. E assim apareceu em 1924 o lendário nome do Senhor José Curvelo da Conceição, que tomou a iniciativa de montar uma "feirinha". Não era mais aceitável ver aquela gente sofrendo em busca de víveres, roupas, utensílios, a uma distância de 12 km (na cidade de Campo do Brito). O acesso era difícil, e quando chovia, a comunidade ficava ilhada nas pequenas moradas de palha, sujeitos às consequências das cheias, doenças e privações. Esse ponto de troca de venda de mercadorias de primeira necessidade, chamado inicialmente, de "Feira Nova", foi o cerne do atual município, que é hoje conhecido no estado como a TERRA DA FARINHA DE MANDIOCA., além das grandes festas: Reis e do Padroeiro, que animam a Cidade! O sonho do Sr. Curvelo da Conceição de fundar uma vila foi se delineando com as constantes visitas a Campo do Brito, que, a princípio, recebeu incentivo e apoio das lideranças locais. Colaboraram na organização do lugarejo, além do chefe político de Campo do Brito, Sr. Arnóbio Batista, os Srs. José Brasil, José Ribeiro Andrade e Juvêncio Mendonça de Brito. E, finalmente, por força da lei, 21 de outubro de 1963, foi criado o Município de São Domingos.

Economia[editar | editar código-fonte]

A base da economia do Município é a agricultura, que tem na mandioca a principal fonte de renda. Segundo dados registrados no último censo agrícola do estado, São Domingos produziu 17.640 toneladas dessa cultura. Seguem esta, a laranja, o maracujá, a acerola , milho o feijão e o coco. Quanto aos rebanhos, destaca-se em primeiro lugar o bovino, seguido do suíno e do ovino.; e uma considerável produção de frangos e galinhas.

Festa do Padroeiro[editar | editar código-fonte]

A principal festa religiosa do município é a de São Domingos de Gusmão, realizada anualmente em 08 de agosto com a celebração da missa solene em honra ao padroeiro e em seguida os fiéis católicos da cidade e dos municípios vizinhos participam de uma aglomerada procissão pelas ruas da cidade, e no final também ocorre na praça da igreja matriz a queima de fogos encerrando as homenagens.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude -10.7920471, sul e a uma longitude -37.5688561 oeste, estando a uma altitude de 200 metros. Sua população estimada em 2004 era de 10 034 habitantes.

Possui uma área de 102,4 km². Faz fronteira com três municípios: Macambira ao norte, Campo do Brito ao norte e a leste, e Lagarto ao sul e a oeste, este através do rio Vaza Barris. Também é encontrada a Serra da Miaba à noroeste do município.

Povoados[editar | editar código-fonte]

  • Campanha
  • Conselho
  • Lagoa
  • Mangabeira
  • Mulungu
  • Periperi
  • Saco
  • Serra
  • Sítio Areal
  • Tapera

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Sergipe é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.