São Domingos do Prata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
São Domingos do Prata
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de São Domingos do Prata
Bandeira
Brasão de armas de São Domingos do Prata
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Prata"
Gentílico pratense[1]
Localização
Localização de São Domingos do Prata em Minas Gerais
Localização de São Domingos do Prata em Minas Gerais
São Domingos do Prata está localizado em: Brasil
São Domingos do Prata
Localização de São Domingos do Prata no Brasil
Mapa de São Domingos do Prata
Coordenadas 19° 51' 54" S 42° 58' 04" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Região intermediária[2] Ipatinga
Região imediata[2] João Monlevade
Municípios limítrofes Antônio Dias, Jaguaraçu, Nova Era, Bela Vista de Minas, Rio Piracicaba, Alvinópolis, Dom Silvério, Sem-Peixe, São José do Goiabal, Dionísio e Marliéria
Distância até a capital 136 km
História
Fundação 3 de março de 1891 (128 anos)[3]
Administração
Distritos
Prefeito(a) José Alfredo de Castro Pereira (PR, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 743,768 km²
População total (estatísticas IBGE/2018[1]) 17 393 hab.
Densidade 23,38 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 576,34 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,690 médio
PIB (IBGE/2016[6]) R$ 227 494,77 mil
PIB per capita (IBGE/2016[6]) R$ 12 786,35
www.saodomingosdoprata.mg.gov.br (Prefeitura)
Foto tirada da área rural da cidade

São Domingos do Prata é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Sua população estimada em 2018 era de 17 393 habitantes.[1] Situa-se na região do médio rio Piracicaba.

História[editar | editar código-fonte]

O território de São domingos do Prata era constituído de densas florestas habitadas pelos índios botocudos. O primeiro desbravador foi Domingos Marques Afonso, quem obteve sesmaria de terra fértil e convidativa para a atividade agrícola. Após a ocupação e iniciada a exploração do terreno, o desbravador se viu perdido em plena floresta, onde permaneceu vários dias, alimentando-se de frutas e raízes. Sem esperança de se salvar, esperava ser morto pelos índios e animais ferozes. imbuído do espírito religioso, gravou seu pensamento em uma raiz de sapoquema, fazendo uma promessa pela intercessão do seu homônimo, São Domingos de Gusmão, que doaria um patrimônio no lugar onde se achava plantada a sua roça de milho. pelo seu esforço e ajudado pela fé, conseguiu chegar são e salvo a sua casa. Este fato se deu em 1.758 e, em 1.870, a inscrição na raiz de sapoquema foi encontrada por Severiano Costa Lima e confirmada pelas narrações de pessoas que conviveram com Domingos Marques Afonso. "Aqui passei uma noite às claras, esperando o momento de ser atacado pelos Bugres e pelas onças ou ser picado por uma cobra venenosa". 23 de março de 1758, Domingos Marques Afonso.

Em 1760, Domingos Marques Afonso e Antônio Alves Passos deram início a construção da capela dedicada a São Domingos Gusmão, onde hoje se ergue a Igreja Matriz de São Domingos do Prata, topônimo formado pelo Santo Padroeiro e completado pela alusão ao Rio da Prata que banha a cidade, denominação esta já existente desde a formação do arraial por pessoas que acorreram à região em busca de terras férteis para cultivar. Assim, quem nasce em São Domingos do Prata, denomina-se "Pratiano".

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística vigente desde 2017,[7] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Ipatinga e Imediata de João Monlevade.[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, o município fazia parte da microrregião de Itabira, que por sua vez estava incluída na mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte.[8][9] A cidade está localizada a 9 km da BR-262.

Distritos[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Sua economia é baseada na agricultura pecuária e indústria, possui empresas e indústrias de médio porte, como a Anchieta Alimentos que atua em Minas Gerais dentre outros estados brasileiros, como SP,BA,RJ,ES etc. A produção agropecuária é responsável por quase 70% do PIB do município.

Possui uma cooperativa de laticínios, que produz sob a marca DuPrata.

Recapagem Pneus Prata, reformadora de pneus que atua em todo estado mineiro.

Há também a Polpas & Cia, distribuidora de polpas de frutas congeladas em Minas Gerais

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade possui um hospital filantrópico com 54 leitos, um posto de saúde, cinco farmácias e algumas clínicas particulares que oferecem serviços médicos e odontológicos.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município conta com dezenove escolas municipais, seis estaduais.

Serviços e comunicação[editar | editar código-fonte]

Possui três agências bancárias Banco do Brasil, Itaú e Bradesco, uma agência dos Correios. Possui serviço de internet e telefonia móvel oferecido por algumas operadoras. O município conta ainda com um jornal de circulação regional, o Tribuna do Prata.

Transporte[editar | editar código-fonte]

São Domingos conta com pequenas empresas que prestam serviços de transporte intermunicipal, a TRANSPRATA e a TRANSBARCELLOS.

Cultura[editar | editar código-fonte]

São Domingos do Prata também é conhecida como uma das cidades mais festeiras da região. Dentre elas destacam-se: O Aniversário da Cidade (Festa de São Domingos) - que acontece anualmente no fim de semana mais próximo ao dia 4 de Agosto, quando são realizadas as homenagens ao padroeiro da cidade. O carnaval do Prata, tido como um dos melhores de toda a região, atrai um expressivo público, das cidades vizinhas e até mesmo de outros estados. Há também as cavalgadas realizadas em cerca de dez distritos e agrovilas da cidade, sendo no Parque de Exposições da cidade, que ocorre a cavalgada mais famosa, viabilizada através de parcerias. Cavaleiros de toda a região se mobilizam para concorrer nos concursos de diversas categorias. Há o Encontro Nacional de Motociclistas atraindo motociclistas de todos os lugares do Estado e do Brasil. E para completar a agenda de eventos da cidade, há o Festival Gastronômico, que reúne barraquinhas com amostras dos restaurantes e lanchonetes da região, além de cardápios gourmet; a festividade também conta com shows ao vivo.

Turismo e lazer[editar | editar código-fonte]

Para os interessados em turismo, há antigas fazendas a serem visitadas, igrejas históricas, rico artesanato, muitas cachoeiras, voo livre, motocross dentre outros. A cidade possui clubes de lazer e casas de shows. A pedra da Baleia é uma grande atração turística.

Há também uma área de lazer localizada dentro da cidade, nela é possível fazer caminhadas, andar de bicicleta e realizar pequenices. Pode ser encontrada na Rua Egidio Zanette, Bairro Dona Julietta.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «São Domingos do Prata». Consultado em 15 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 15 de dezembro de 2018 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  3. a b c Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «São Domingos do Prata - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 6 de maio de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 6 de maio de 2013 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (9 de setembro de 2013). «São Domingos do Prata - Unidades territoriais do nível Distrito». Consultado em 15 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 15 de dezembro de 2018 
  5. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 15 de dezembro de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2016». Consultado em 15 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 15 de dezembro de 2018 
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 15 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 15 de dezembro de 2018 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 15 de dezembro de 2018 
  9. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 74–76. Consultado em 15 de dezembro de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 15 de dezembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.