São João da Talha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal São João da Talha 
  Freguesia portuguesa extinta  
Brasão de armas de São João da Talha
Brasão de armas
Localização no concelho de Loures
Localização no concelho de Loures
São João da Talha está localizado em: Portugal Continental
São João da Talha
Localização de São João da Talha em Portugal Continental
Coordenadas 38° 49' 33" N 9° 05' 32" O
Concelho primitivo Loures
Concelho (s) atual (is) Loures
Freguesia (s) atual (is) Santa Iria de Azoia, São João da Talha e Bobadela
Extinção 2013
Área [1]
 - Total 6,43 km²
População (2011) [2]
 - Total 17 252
    • Densidade 2 683 hab./km²
Orago São João Baptista

São João da Talha é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Loures, com 6,43 km² de área e 17 252 habitantes (2011). Densidade demográfica: 2 683 hab/km². Desde 2013, faz parte da nova União das Freguesias de Santa Iria de Azoia, São João da Talha e Bobadela.[3]

Desde 2015 que é um destino procurado por cidadãos franceses para comprar casa, em virtude da lei fiscal portuguesa.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizada na metade oriental do concelho, São João da Talha confina com Bobadela, a sul, Unhos, a oeste, São Julião do Tojal, Santa Iria de Azoia, (em Loures), e Vialonga, (no concelho de Vila Franca de Xira), a norte, e ainda com o rio Tejo, a este.

Incluía a vila de São João da Talha, assim como o núcleo de Vale Figueira e vários bairros.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de São João da Talha [4]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
365 426 501 496 1 090 1 791 3 858 7 229 18 273 15 511 17 970 17 252

Nos anos de 1864 e 1878 pertencia ao concelho dos Olivais, extinto por decreto de 22/07/1886. Por alvará de 28/07/1896, esta freguesia esteve anexada à freguesia de Santa Iria da Azóia, sendo desanexada pelo decreto-lei nº 29.468, de 01/03/1939

História[editar | editar código-fonte]

São João da Talha foi até ao século XIV parte integrante da freguesia de Sacavém, sendo referenciada como Sacavém Extra-Muros, ou simplesmente Talha. Reza a lenda que D. Afonso Henriques, deslocando-se para tomar Lisboa, aqui parou e rezou numa velha ermida então existente. Em 1388, D. João I separou as duas freguesias e atribuiu o reguengo de Sacavém Extra-Muros a Nuno Álvares Pereira.[5]

Em São João da Talha viria a nascer o jesuíta Vicente Rodrigues, conhecido pela sua actividade de missionação dos índios brasileiros. Também aqui possuíu capela Jorge de Barros (estando mesmo sepultado na Igreja de São João Baptista), um dos irmãos do insigne humanista João de Barros.[5]

A partir do século XIX, teve início a industrialização do sítio.

Pertenceu ao concelho dos Olivais, criado em 1852, onde permaneceu até à criação do concelho de Loures em 26 de julho de 1886.[5]

Por um decreto de 26 de julho de 1896, esta freguesia foi anexa à vizinha Santa Iria de Azoia, permanecendo nela integrada, como simples lugar, até ter sido reconstituída como freguesia em 1 de Março de 1939, através do Decreto-Lei n.º 29648 [6]. Em 1989, em virtude do seu elevado crescimento demográfico e económico, o sítio da Bobadela tornou-se uma freguesia autónoma, separando-se assim de São João da Talha.[5]

Por fim, em 1 de julho de 2003, por proposta do PCP, a Assembleia da República votou favoravelmente a elevação da povoação a vila.[7]

Património[editar | editar código-fonte]

Heráldica[editar | editar código-fonte]

São João da Talha utiliza a seguinte bandeira e brasão de armas:Um escudo de prata, S. João Baptista de pé, com agnus dei de prata aos ombros, vestido de peles de prata e manto de vermelho, sustendo uma haste crucífera de negro, com lábaro de vermelho carregado com uma cruz firmada de prata, e com o pé esquerdo assente sobre uma talha de barro vermelho, posta em faixa, acompanhado à dextra de uma roda de indústria de negro e, à sinistra, de uma armação de moinho de negro, cordoada do mesmo e vestida de vermelho. Em ponta, cinco faixas ondadas de azul e prata. Uma coroa mural de prata de quatro torres. Um listel branco, com a legenda de negro, em maiúsculas: «S. JOÃO DA TALHA». Bandeira esquartelada de vermelho e branco; cordões e borlas de prata e vermelho.

Até 2003, data da sua elevação a vila, a freguesia de São João da Talha usava um brasão idêntico, excepto no tocante ao número de torres da coroa mural (três em vez das actuais quatro); de igual forma, para reflectir o novo estatuto, a partição da bandeira passou de plana de vermelho para esquartelada de vermelho e branco.

Referências

  1. «Áreas das freguesias, municípios e distritos da CAOP2012». Separador Areas_Freguesias_CAOP2012. Instituto Geográfico Português. 2012. Consultado em 1 de Abril de 2014.. Cópia arquivada em 9 de Novembro de 2013 
  2. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Algarve". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 28 de Fevereiro de 2014.. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  3. «Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (pdf). Diário da República eletrónico. Consultado em 28 de Março de 2014.. Cópia arquivada (PDF) em 6 de Janeiro de 2014 
  4. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  5. a b c d «Historia de São João da Talha». JF São João da Talha. Consultado em 30 de Abril de 2014. 
  6. «Decreto-Lei n.º 29648» 
  7. «Lei n.º 85/2003» (PDF). Diário da República eletrónico. Consultado em 30 de Abril de 2014. 
  8. «Igreja de São João Baptista». IGESPAR. Consultado em 30 de Abril de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]