São Luís TV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com TV São Luís.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
São Luís TV[1]
Radio e TV do Maranhão Ltda.[2]
Avenida dos Africanos (ou Presidente Médici), 77, Areinha.[1]
Cidade de concessão São Luís, MA[1]
Canais
18[2] analógico
42 (em implantação) digital
Outros canais 14 (TVN, TV a Cabo)
Rede Ideal TV
Rede(s) anterior(es)
Proprietário Grupo Zildêni Falcão[1]
Acionista(s) Ieda Maria Almeida F. de Oliveira[2]
Milton de Sousa Barbosa Uchoa[2]
Zildêni Falcão de Oliveira[2]
Controlador Família Falcão
Fundação fevereiro de 1992 (25 anos)
CNPJ 6339501000183[2]
Emissoras irmãs
Cobertura Partes da Região Metropolitana da Grande São Luís e Upaon-Açu e Grande São Luís:
São Luís
Potência 160 kW (baixa)
Página oficial São Luís TV

A São Luís TV é uma emissora de televisão brasileira instalada na cidade de São Luís, capital do Estado do Maranhão. A emissora é sintonizada nos canais 18 UHF e 14 à cabo TV Nordeste (TVN) e é afiliada à Ideal TV. Já esteve sintonizado no canal 17 da JET TV, até ser vendida à SKY.

A emissora faz parte do Grupo Zildêni Falcão, que tem como sedes das empresas de rádios e TVs em São Luís, São José de Ribamar e em São Mateus do Maranhão, incluindo ser responsável pela distribuição de revistas no Maranhão e Piauí (DIMAPI).

História[editar | editar código-fonte]

Existem poucas informações sobre a emissora, até mesmo por falta de vontade da própria imprensa e da emissora em saber do histórico da emissora, pois o grupo que a controla nunca se interessou em distribuir informações sobre sua própria história, inclusive até o próprio site oficial (www.grupozildenifalcao.com.br).

No entanto, sabe-se que a São Luís TV entrou no ar em fevereiro de 1992 como afiliada à MTV Brasil, mais conhecida apenas MTV. A emissora foi a sexta a entrar no ar na cidade e região, porém a primeira em UHF, umas das primeiras e mais antigas emissoras de TVs em UHFs da Região Nordeste e primeira na história da televisão maranhense.

Nos primeiros anos funcionou como repetidora da programação da rede MTV. Curiosamente, na época da entrada da emissora em São Luís e região, havia poucos aparelhos televisivos para UHF, pois quase todos eram apenas em VHF. Com mudanças de afiliadas nos primeiros anos, tornou-se umas das antigas afiliadas da rede, apesar de interrupções nas transmissões.

Em meados de 1994 a 1995, coincidindo com a venda de primeiros televisores com VHF e UHF, para popularizar o novo canal, a TV São Luís exibe no decorrer de 1995, nos intervalos comerciais a seguinte frase com letras preta e ao fundo branco: "Sintonize o canal 18 da São Luís TV, afiliada à MTV Brasil", sem áudio, com 30 segundos de duração.

O monopólio da única emissora UHF da emissora só é quebrado com a entrada no ar as seguintes emissoras no final da década: TV Meio Norte no canal 28 em 1997, afiliada à CNT (que saiu do ar em 2000); a TV Educadora no canal 26 em 1998, afiliada à Rede Vida (que saiu do ar em 2013, operando apenas sinal digital no Canal 25); em 2000, foram a vez das retransmissoras da TV Canção Nova no canal 44 e da Rede Gospel no canal 53, mas ambas saíram do ar em 2002.

Entre novembro de 1999 a abril de 2000 a São Luís TV esteve fora do ar, por motivos desconhecidos, embora especula por conta de problemas técnicos ou troca de antigos esquipamentos por novos.

A emissora ganha novas emissoras concorrentes no início até metade da década: o Canal 15 no canal que recebe mesmo nome em 2001, afiliada ao Canal Futura (que saiu do ar em 2002); a própria Futura no canal 28 (que ocupou o antigo sinal da TV Meio Norte) em 2002, mas ficou no ar até 2004; a retransmissora Rede Gênesis no canal 48 em 2003, na qual ficou até 2007, quando foi substituída por TV Aparecida; a TV Tropical no canal 23, que inicialmente afiliada à CNT, passou ser TV Diário até 2009, passando por outras redes até virar Record News São Luís (2009-11) e TV Guará, ambas afiliadas à Record News; por último os testes de sinais da TV WCS (embora não seja nome oficial, atual TV Alternativa por três messes em 2004, repetindo o sinal da Rede Gazeta, retornando ao ar em 2007 com atual nome.

Em outubro de 2001, a São Luís TV voltou a sair do ar, mas quando retornou em tempo, surpreendeu com outra emissora: o canal por assinatura AXN, que transmitiu por duas semanas para depois voltar a transmitir a MTV.

Nas comemorações dos 10 anos da MTV em São Luís em fevereiro de 2002, o Grupo Zildêni Falcão promoveu festa em seus respectivos órgãos de comunicações.

Entre junho de 2004 a junho de 2005, entre meio-dia até seis da tarde, a programação da emissora (da MTV Brasil) passou também a ser exibida simultaneamente na TV São Luís, apenas aos domingos, pois nesse horário, a RedeTV! aluga horários para programas independentes, o que provocou reclamações dos telespectadores por melhoria de sinal do canal 18, já que o canal 8 exibia melhor som e imagem em relação ao Canal 18.

Da metade da década até final dela (2005-10), ganha novas emissoras concorrentes: a TV Século 21 no canal 55 em 2005, na qual ficou no ar em 2007 (quando foi substituída pela RBTV), que por seguidos problemas de sons, imagens e de transmissões, saiu do ar em 2011.

Embora tenha ganhado novos canais e de ter qualidade sinal ruim que o tirou inúmeras vezes a liderança em UHF, não deixou ser umas das emissoras mais assistidas na região.

Entre fevereiro e início de abril de 2006, a emissora voltou sair do ar, ficando fora do ar por quase dois meses. Mais uma vez, os motivos são desconhecidos, embora especula por conta de problemas técnicos ou troca de antigos esquipamentos por novos, que depois voltar ao ar, melhorado moderadamente a imagem e som.

Em 2008, estrearam de dois programas locais: o primeiro foi no dia 7 de junho com Conectado, apresentado pelo cantor (ex-radialista da Rádio Mirante FM) César Ribeiro Borges, com duração de uma hora, que entra no ar às 10 horas aos sábados e a reprise é no mesmo horário nos domingos, o programa mostra clipes de músicos de sucesso local, nacional e internacional; o segundo foi no dia 4 de outubro, com Mundo Passaporte, que até então exibida apenas pela TV São Luís, com duração de uma hora, às 11 horas da manhã de sábado.

Em 1º de julho do mesmo ano, a emissora passou a ser transmitida pela operadora de TV a cabo em São Luís, a TVN, depois de quase oito anos transmitindo apenas a rede nacional MTV Brasil. Apesar da emissora ter ótima imagem na cabo, a emissora tinha "fantasmas na imagem". Em 31 de agosto, deixou de transmitir "fantasmas na imagem" pela TVN, mas pela TV aberta (Canal 18 UHF) continua com os mesmos problemas de imagem precária e cheio de chuviscos (Ver Controvérsias).

Em 2009, os dois programas locais que estrearam no ano anterior (Conectado e Mundo Passaporte) são tirados do ar por falta de audiência e patrocinadores: no dia 29 de março com Conectado, incluindo reprise no mesmo horário nos domingos; o segundo foi no dia 30 de maio, com Mundo Passaporte. Quando esses programas saem do ar, nenhum programa local voltou ser produzido até final da MTV Brasil.

Fim da MTV Brasil em 2013[editar | editar código-fonte]

Entre final de 2012 até meados de 2013, notícias sobre condições financeiras da MTV Brasil e o Grupo Abril, levaram a grupo a anunciar a devolução da marca MTV para Viacom (grupo dono da MTV Networks, detentora da marca MTV em todo mundo) e posteriormente fim da rede.

No final de abril até início de junho de 2013, a transmissão da rede começa dar problemas praticamente diário: tela preta, imagem congelada (como se fosse DVD travado). Os telespectadores perceberam os problemas e começam desconfiar de um possível boicote ou problemas de sucateamento (em meio aos boatos de que a rede deixará de existir), tal informação nunca foi confirmado.

Nem mesmo com anúncio da saída de MTV Brasil como rede aberta no final de julho, a São Luís TV anunciou qual rede vai se afiliar quando a MTV Brasil deixar de operar ou manter novo novo da rede que vai surgir depois do fim da antiga rede.

Em setembro, foi anunciado que a emissora vai continuar a transmitir a MTV Brasil, agora com novo nome, a Ideal TV (no início, a imprensa chegou a afirmar que era a TV Abril com novos conteúdos da programação, mas não foi o houve com a extinção) já a partir de 1º de setembro de 2013.[3][4]

A meia-noite do dia 1º de outubro de 2013, a Ideal TV sucedeu a MTV Brasil e a São Luís TV continuou a transmissão da emissora.

Fora do ar em 2014 e 2015[editar | editar código-fonte]

No dia 12 de dezembro de 2014, depois de um ano como afiliada à Ideal TV, a emissora saiu do ar, mas retorna em 10 de janeiro de 2015, com péssimos som e imagens. A saída da emissora do ar coincidiu com a instalação e inauguração do sinal digital da TV São Luís com a RedeTV!, pelo Canal 41 (canal virtual 8.1).

Entre abril a início de agosto, o sinal da emissora piora, chegando ao ponto de não ser captada em muitos bairros distantes da cidade e municípios vizinhos que têm dificuldades em sintonizá-lo. É quando a emissora sai novamente do ar.

Volta em 2017[editar | editar código-fonte]

Em meados de setembro de 2017, o sinal da emissora de repente melhora com som razoável em algumas regiões de São Luís.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Uns das maiores críticas à emissora é a maneira da transmissão da emissora, pois tem imagens e sons ruins, por operar em potência baixa e por manter equipamentos da época do surgimento da emissora em 1992.

O áudio da emissora tem muita interferência quando aparece imagens brancas na tela, ocasionando um zumbido que dura poucos segundos.

Diferenças de imagens e sons nas TVs pagas[editar | editar código-fonte]

Em 2008, a emissora passou ser disponibilizada em TVs por assinatura TVN e JET TV São Luís com som e imagem perfeitas do que o Canal 18 UHF, um tratamento muito diferente dado à emissora aos que assistem.

Potência muito baixa e dificuldades em sintonizar[editar | editar código-fonte]

A emissora é criticada por nunca melhorar potência no transmissor e nem melhorar a imagem e som. Apesar oficialmente transmitir na Grande São Luís e municípios adjacentes, moradores em áreas distantes a poucos quilômetros da torre de transmissão e fora da zona urbana de São Luís, estão com dificuldades para captar o Canal 18. Alguns moradores das áreas dentro e fora do município de São Luís, principalmente na Grande São Luís, desconhecem a existência do Canal 18 por conta de existência de morros acidentados, alguns com média de até 25 metros.

Queda de sinais[editar | editar código-fonte]

A emissora é conhecida com frequentes quedas de sinais que duram horas, dias, semanas e até meses.

Entre novembro de 1999 a abril de 2000 e fevereiro e início de abril de 2006, esteve fora do ar por longo período.

A mais recente saída do ar ocorreu no dia 12 de dezembro de 2014, retornando em 10 de janeiro de 2015. Durante a ausência de sinal, entrava no ar o sinal digital da TV São Luís.

Emissoras do Grupo Zildêni Falcão[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d «Zildêni Falcão (Grupo Zildêni Falcão)». Donos da Mídia. Consultado em 12 de janeiro de 2015 
  2. a b c d e f «São Luís TV». Donos da Mídia. Consultado em 12 de janeiro de 2015 
  3. «TV Abril estreia com programas de negócios e carreiras». TV Magazine. 21 de setembro de 2013, 13hs04min. Consultado em 24 de setembro de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Abril diz que manterá sua rede de TV aberta em funcionamento a partir de outubro». Teletime. 9 de setembro de 2013, 19h27. Consultado em 12 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]