São Luís de Montes Belos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Luís de Montes Belos
São Luís M. Belos.jpg

Bandeira de São Luís de Montes Belos
Brasão de São Luís de Montes Belos
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 12 de outubro
Fundação 12 de outubro de 1953
Gentílico monte-belense
Prefeito(a) Mércia Regeane Lima de Oliveira Cesilio
(2013–2016)
Localização
Localização de São Luís de Montes Belos
Localização de São Luís de Montes Belos em Goiás
São Luís de Montes Belos está localizado em: Brasil
São Luís de Montes Belos
Localização de São Luís de Montes Belos no Brasil
16° 31' 30" S 50° 22' 19" O16° 31' 30" S 50° 22' 19" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Anicuns IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Firminópolis, Aurilândia, Sanclerlândia, Turvânia, Córrego do Ouro
Distância até a capital 120 km
Características geográficas
Área 825,999 km² [2]
População 32,164 hab. (GO: 35º) –  Censo IBGE/2010[3]
Densidade 0,04 hab./km²
Altitude 581.42 m
Clima tropical A
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,731 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 379 554 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 12 637,47 IBGE/2010[5]
Página oficial
Prefeitura www.saoluisdemontesbelos.go.gov.br

São Luís de Montes Belos é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população segundo o senso de 2010, é de aproximadamente 32.164 habitantes em 2014.[6]

Repartição Administrativa[editar | editar código-fonte]

Sede[editar | editar código-fonte]

São Luís de Montes Belos

Distrito[editar | editar código-fonte]

Rosalândia

Povoados[editar | editar código-fonte]

Brasilândia

Santo Antônio

São José do Morumbi

São Pedro

Silvolândia

Setores[editar | editar código-fonte]

Os principais setores e praças são Vila Canaã I e II, Vila Mutirão, Vila Serrânea, Vila Eduarda, Vila União, Vila Seac, Vila Boa, Vila Santa Luzia, Vila Nova , Vila Popular, Barreirinho, Centro, Jardim Primavera, Setor Lédio de Paula, Loteamento Anhanguera, Parque Agropecuário, Parque das Araras, Parque dos Buritis, Parque Industrial, Planura Verde, Residencial Alto da Boa Vista, Residencial Brisas, Residencial Califórnia, Residencial Serra Verde, Residencial Serra Verde II, Residencial Vânia Cruz, Setor Aeroporto, Setor Alvorada, Setor Barreirinho, Setor Bela Vista, Setor Boa Vista, Setor Dona Quininha, Setor Dona Quininha II, Setor Montes Belos, Setor Montes Belos II, Setor Rodoviário, Setor São José, Setor Thaís, Setor Trevo, Setor Universitário, Parque Ecológico, Espelho D'água dos Buritis, Lago Caires Maia, Praça da Amizade, Praça da Bíblia, Praça da Liberdade, Praça do Estudante, Praça do Ginásio de Esportes, Praça Dom Stanislaw (“Praça da República”), Praça IV de Outubro e Praça São Paulo da Cruz.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de São Luís de Montes Belos teve seu início em uma fazenda, datada de 1857, que possuía o mesmo nome.

Neste mesmo ano, o governo do estado determinou a construção de uma estrada cortando o local, ligando a parte central do estado de Goiás com a região sudeste e também ao estado do Mato Grosso.

Na medida em que as construções avançavam, os engenheiros João Neto de Campos Carneiro e Vicente Ferreira Adorno foram nomeando as serras, os córregos e os rios, relacionados a algum acontecimento ou data do dia. O nome da cidade está relacionado com as serras com picos muito finos na entrada da cidade e também com o dia de São Luís.

Com a queda do Estado Novo, implantado por Getúlio Vargas, veio a constituinte que deu liberdade para criar novos municípios e distritos.

Após essa abertura política, o município de Firminópolis foi criado e este povoado quis se apossar das terras de São Luís de Montes Belos invadindo as mesmas, fato que gerou muita revolta nos fazendeiros da região, que apelaram para o então Governador da cidade de Mossâmedes, o Sr. José Netto Cerqueira Leão Sobrinho, que denunciou tal invasão aos seus companheiros, realizando uma reunião que se deu em julho de 1948, planejando a emancipação de São Luís de Montes Belos.

Então, em 12 de outubro de 1953, após uma mobilização realizada pelo Sr. José Netto juntamente com o povo da região, fazendo uma exposição da situação à Câmara e ao então Prefeito de Vila Boa, Sr. Hermógenes Coelho, este veio a conceder parecer favorável a causa defendida pelos pioneiros monte-belenses, tornando o município autônomo.A Lei Orgânica pode ser lida em Lei orgânica do Município de São Luís de Montes Belos

De sua emancipação até os dias atuais, a cidade cresceu num ritmo rápido e coordenado. Durante estes anos, São Luís de Montes Belos recebeu inúmeros imigrantes que, ao longo dos anos, compuseram a história da cidade.

O comércio local se desenvolveu, escritórios regionais de órgãos estaduais e federais se instalaram na cidade, a indústria iniciou sua exploração e, com o aumento da população, São Luís de Montes Belos firmou-se no cenário estadual como referência do Centro-Oeste Goiano.

Poder Executivo[7] [editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Prefeita: Mércia Regeane Lima de Oliveira Cesílio (Mércia Tatico)

Vice-Prefeito: Adão Cândido Silva

Ex-prefeitos[editar | editar código-fonte]
Deusdedith Delfino de Brito 1954 a 1955 (nomeado)
Jutair Netto Cerqueira Leão 1955 a 1959 (1º Prefeito Eleito)
Bartolomeu Inocêncio de Oliveira 1959 a 1961
José Netto Cerqueira Leão Sobrinho 1961 a 1965
Oscar Moreira 1965 a 1969
Mário Cândido de Moura 1969 a 1973
Pedro Miguel de Carvalho 1973 a 1977
José Rodrigues Rezende 1974 a 1975
Josias Alves de Almeida 1977 a 1988
Waldemir Xerife Souza Guimarães 1983 a 1988
Cláudio Henrique Passos Neves 1989 a 1992
Hamilton Delfino de Brito 1993 a 1996
Marisa Assis Oliveira Guimarães 1997 a 2001
Edmilson José Tatico 2002 a 2005
Edmilson José Tático 2005 (até 15 de junho de 2005)
Marisa Assis de Oliveira Guimarães 15 de junho 2005 a 2008 (assumiu o mandato por decisão judicial)
Sandoval Rodrigues da Matta 2009 a 2012

Poder Legislativo[7] [editar | editar código-fonte]

Antônio Paulo da Cruz

Bruno Borges Dias (Bruno Lampião)

Dulcimar Fernandes Pereira (Dulce)

Eber Dias dos Santos

Edivaldo Oliveira dos Santos

Elieder Ramos Silva Barbosa

João Batista Alves de Paula

Junio Guerra da Silva

Manoel Pereira da Rocha Neto (Rochinha)

Maria dos Anjos Ribeiro

Moacir Soares da Silva

Valdir Ribeiro da Silva

Valdirene Maria Xavier Macedo

Ex-presidentes da Câmara[editar | editar código-fonte]

Iraci Antonio de Oliveira  

1955

Deusdedith Delfino de Brito  

1955/ 60/ 61/ 62/ 63/ 64/ 66/ 39/ 70/ 73/74/1981/82

Oliveira de Morais

1956

Basílio de Araújo  

1958

Mário Cândido de Moura  

18/02 a 18/03/1963

Altamiro Prudente de Oliveira  

1965

Josias Ricardo de Araújo  

1967/1968 e1971

Leone de Moraes Coelho  

1975 a 1978

Armando Faustino de Miranda  

1979/80

José Luiz de Carvalho  

1983/1984

Adão Cândido Silva

1985/1986

Miguel Rodrigues Tavaves  

1987/1988

Antonio Teodoro de Carvalho  

1989/1990

Joir Bueno de Aguiar  

1991/1992

Antonio Paulo da Cruz  

1993/1994

Sonita Ana Monteiro  

1995/1996

Antonio Teodoro de Carvalho  

1997/2000

Francisco Ribeiro Gonçalves  

2001/2004

Divino Aparecido de Oliveira  

2005/2008

Bruno Borges Dias  

2009

Edivaldo Oliveira dos Santos  

2013

Maria dos Anjos Ribeiro  

2014

Pioneiros de São Luís[7] [editar | editar código-fonte]

José Netto Cerqueira Leão Sobrinho, Jutair Netto Cerqueira Leão, José Luiz Pereira Júnior, Valdemar Basílio da Silva(Neném Basílio), Deusdedith Delfino de Brito, João Antonio dos Santos (João Piau), José Netto Cerqueira Leão (Zeca Netto), Domingos Luiz Pereira, Pedro Luiz Pereira, Joaquim Ferandes de Morais, Basílio de Araújo, José Torquato da Silva, Joaquim Marinho Barbosa (Joaquim Leonardo), João Silva Costa (Dandico), José Mineiro, Pedro Joaquim dos Santos e muitos outros. Muitas Senhoras se destacaram no pioneirismo de São Luís de Montes Belos, tais como: Custódia Maria (Dona Quininha), Sebastiana Ferreira Netto e outras mais.

Instituições de Ensino[editar | editar código-fonte]

Ensino Superior[editar | editar código-fonte]

Hoje, existem três instituições de ensino de graduação. A "Universidade Estadual de Goiás" (UEG) é a que está há mais tempo na cidade; iniciada com o nome de FécilBelos com o curso de letras e pedagogia, posteriormente acrescido o Curso Superior de Zootecnia, Superior de Tecnologia em Laticínios e cursos bacharelados de Educação Física e Historia.

E, logo no ano de 2003, começou o trabalho na "Faculdade Montes Belos" (FMB), que conta com os cursos de Direito, Agronomia, Engenharia Civil, Farmácia, Ciências Contábeis, Ciências Biológicas, Administração, Pedagogia, Enfermagem, Fisioterapia, Educação Física, Nutrição. É os cursos superiores de Tecnologia em Gestão Ambiental, Tecnologia em Gestão Hospitalar, Tecnologia em Gestão Comercial, Tecnologia em Recursos Humanos, Tecnologia em Gestão de Turismo, Tecnologia em Analise e Desenvolvimento de Sistemas, Tecnologia em Gestão de Agronegócio e Tecnologia em Alimentos, Tecnologia em Produção Sucroalcooleira, onde a grande massa de alunos são oriundos de cidades da região.

A cidade conta, ainda, com um polo da Faculdade Interativa COC, com cursos de graduação e pós-graduação no sistema EaD (Educação a Distância), com transmissão Via Satélite. São oferecidos cursos de graduação em Administração, Letras, Pedagogia e Ciências Contábeis e pós-graduações nas áreas de administração, educação e direito.


Colégios Públicos[editar | editar código-fonte]

Colégio Estadual Presidente Costa e Silva;

Colégio Estadual Américo Antunes;

Colégio IV de Outubro;

Colégio São Vicente;

Educandário Municipal Cristo Redentor;

Escola Estadual Dom Pedro II;

Colégio Estadual Antônio Campos;

Escola Municipal Cristiano Carlos Friaça;

Colégio Estadual São Sebastião.


Colégios Particulares[editar | editar código-fonte]

Colégio Dom Pedro I;

Colégio Machado de Assis Objetivo;

Colégio Ápice;

Escola Evangélica Nova Visão;

Centro de Educação Shekiná.

Cartões-Postais da Cidade[editar | editar código-fonte]

A cidade possui como cartão-postal o "Espelho D'Água dos Buritis", situado em região nobre da cidade. E na região mais afastada, se localiza o "Lago Caires Maia". A serra está se tornando um cartão postal, sendo que tradicionalmente católicos as orações por ocasião da Paixão de Cristo, culminando com missa campal no Cruzeiro, no alto da serra. O Parque de Exposições Oscar Moreira (Rodovia GO-060, km 123) recebe anualmente as grandes festas da cidade. A Praça da República e a Igreja Matriz são tradicionais e, por muito tempo, foram o ponto de encontro da juventude. Possui ainda a Biblioteca Pública Municipal Fagundes Varela, um Ginásio de Esportes, o Estádio Jutair Neto e vários campos.

Atividades Econômicas[editar | editar código-fonte]

A principal atividade econômica do município está voltada para o setor de serviços, notadamente para o comércio, seguido da pecuária leiteira e de corte e agricultura com a produção de milho. As principais indústrias são: Cia. Hering, JBS (industrialização de couro bovino), LBR (laticínios), Laticínios Magnata, Laticínios Montes Belos, Shalon Suturas e Fios Cirúrgicos, Fosbel Nutrição Animal, Brasil Minérios, Refrigerantes Spool (atual Titanium), Atteliê Uniformes (Serigrafia), Instituto Rabelo, Mel Café, BOMPÃO. O comércio é um dos mais fortes do centro-oeste goiano, com representação de grandes marcas como a rede internacional de fast food Subway e a maior rede de chocolates finos do mundo: Cacau Show. A cidade conta com cinco agências bancárias, sete concessionárias de veículos, gráficas, serigrafias, entre outros.

Na área de serviços, a BemStar Lavanderia está conceituada como uma das melhores prestadoras de serviços do Mato Grosso e Goiânia, atuando nos segmentos de lavanderia doméstica, hoteleira e industrial.

Em breve, São Luís estará inserido no mapa empresarial com a criação do Distrito Empresarial, em que a Prefeitura e o Estado oferecem subsídios para a instalação de novos empreendimentos. A Cia Hering do Brasil já se instalou no local, prevendo a geração de 2500 empregos diretos. Fora do distrito, o Município está recebendo uma indústria de geração de energia solar, denominada Cedro I, e a multinacional argentina APC do Brasil, que faz o beneficiamento do plasma bovino, terá também um shopping chamado Aster Shopping dos empresários Dr. Dainner Domingues e Lidiane Oliveira, no trevo de saída pra Sanclerlândia

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2013). Visitado em 30 de julho de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. [1]
  7. a b c Apostila da Prefeitura de São Luís de Montes Belos. Município de São Luís de Montes Belos, disponível na Biblioteca Municipal Fagundes Varela.