São Raimundo das Mangabeiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Raimundo das Mangabeiras
"Mangabeiras"

"Princesinha do Maranhão"

Do topo, em sentido horário: Praça de Alimentação; BR 230; Câmara Municipal Ver. João Carvalho; Desfile Cívico de São Raimundo das Mangabeiras; Festejo de São Raimundo Nonato; BR 230 e Praça da Igreja Matriz em período festivo.

Do topo, em sentido horário: Praça de Alimentação; BR 230; Câmara Municipal Ver. João Carvalho; Desfile Cívico de São Raimundo das Mangabeiras; Festejo de São Raimundo Nonato; BR 230 e Praça da Igreja Matriz em período festivo.
Bandeira de São Raimundo das Mangabeiras
Brasão de São Raimundo das Mangabeiras
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 10 de fevereiro
Fundação 10 de fevereiro de 1949 (68 anos)
Gentílico mangabeirense
Prefeito(a) Rodrigo Botelho Melo Coêlho (PCdoB)
(2017–2020)
Localização
Localização de São Raimundo das Mangabeiras
Localização de São Raimundo das Mangabeiras no Maranhão
São Raimundo das Mangabeiras está localizado em: Brasil
São Raimundo das Mangabeiras
Localização de São Raimundo das Mangabeiras no Brasil
07° 01' 19" S 45° 28' 51" O07° 01' 19" S 45° 28' 51" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Sul Maranhense IBGE/2008[1]
Microrregião Chapadas das Mangabeiras IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Balsas, Sambaíba, Loreto, Fortaleza dos Nogueiras
Distância até a capital 1,525 km
Características geográficas
Área 3 521,740 km² [2]
População 18 548 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 5,27 hab./km²
Altitude 225 m
Clima tropical seco
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,610 (MA: 40º) – médio PNUD/2010[4]
Gini Baixa 0,55 PNUD/2010[5]
PIB R$ 429,660 mil IBGE/2010[6]
PIB per capita R$ 24 588,53 IBGE/2010[6]
Página oficial
Prefeitura http://saoraimundodasmangabeiras.ma.gov.br


Câmara Municipal de São Raimundo das Mangabeiras [7]
Câmara Ver. João Carvalho
Brasão Câmara Municipal de São Raimundo das Mangabeiras.png
Tipo
Tipo Unicameral
Liderança
Presidente Irmão Leonardo, (PSL), desde 1º de janeiro de 2017
Vice-Presidente Ver. Alessandra (PCdoB), desde 1º de janeiro de 2017
desde 2016
1º Secretário da Mesa Diretora Ver. Júlio da Foto Layser (PCdoB), desde 1º de janeiro de 2017
Estrutura
Membros 11 [8]

Governo

Oposição

  •      PV (1)
  •      PSDB (1)
  •      PP (1)
  •      PDT (1)
Distribuição-vereadores-Mangabeiras.png
Sede
Câmara.jpg
Plenário Ver. Ovídio Machado, Casa do Povo - Ver. João Carvalho, Rua 13 de Maio, S/N, Bairro São José, São Raimundo das Mangabeiras, (Maranhão)
Site
Site da Câmara Municipal

São Raimundo das Mangabeiras é um município brasileiro do estado do Maranhão, situado na região Nordeste do país. A cidade desenvolveu-se às margens do Rio Neves e do ribeirão Cachoeira, incluindo, ainda, as cacimbas do Bairro Ouro Preto, Palmeiras e o Riacho Engano. Sua toponímia é uma alusão a São Raimundo Nonato, adotado por Cipriano Taveira como o padroeiro da cidade, e à vastidão de matas mangabeiras que existiam no local. Sua população estimada em 2016 era de 18 548 habitantes.

O município é sede da Região de Planejamento do Baixo Balsas (Lei Complementar 108/2007).[9]

História[editar | editar código-fonte]

O início do povoamento de São Raimundo das Mangabeiras data de 1890, mas até 1895 ali só residiam Faustino Trindade e Sabino Bezerra, que foram, ao que se sabe, seus primeiros habitantes. Em seguida, vindo de JurumenhaPI, chegou Cipriano Taveira, que se empenhou, com o auxílio da população local e de povoados vizinhos, na construção de uma igreja dedicada a São Raimundo Nonato, ainda hoje padroeiro da cidade. Em 1917, o coronel Manoel José de Santana, de Nova Iorque, e o major Rozendo Pires Ferreira, de Loreto, fundaram em São Raimundo das Mangabeiras a firma Santana & Pires, voltada para a compra de produtos agrícolas e a comercialização de artigos manufaturados, tornando-se muito conhecidos no sul do Maranhão e norte de Goiás.

Em 1925 foi elevada á categoria de vila e, em decorrência de esforços desenvolvidos pelo deputado estadual José Franklin da Serra Costa, conquistou sua autonomia política, por força da Lei Nº 272, de 31 de dezembro de 1948. Seu primeiro prefeito (nomeado) foi o Coronel Raimundo Nonato dos Santos, sendo eleito em seguida Manoel Olívio de Carvalho.[10]

Economia[editar | editar código-fonte]

A agropecuária é o setor de mais destaque na economia municipal, correspondendo, em 2010, a mais de 66% do PIB [11]. Além disto, ficou em 30º lugar na lista das 100 cidades do país com maiores PIBs agropecuários no mesmo ano de 2010, ocupando o 2º lugar na lista estadual, atrás apenas de Açailândia que ficou em 1º lugar no ranking estadual e em 17º na tabela nacional.[12]

Renda[editar | editar código-fonte]

A renda per capita média de São Raimundo das Mangabeiras cresceu 152,32% nas últimas duas décadas, passando de R$ 119,39, em 1991, para R$ 301,25, em 2010. Isso equivale a uma taxa média anual de crescimento nesse período de 4,99%. Entre 1991 e 2000, taxa média anual de crescimento foi de 6,55%, e 3,61%, entre 2000 e 2010. A proporção de pessoas pobres, ou seja, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00 (a preços de agosto de 2010), declinou de 84,92%, em 1991, para 65,34%, em 2000, e para 38,95%, em 2010. A evolução da desigualdade de renda nesses dois períodos pode ser descrita através da oscilação do Índice de Gini, que passou de 0,73, em 2000, para 0,39, em 2003[13], e para 0,55, em 2010.[14]

Percentual de pobreza 1991 2000 2010
Percentual de pobres 84,92% 65,34% 38,95%
Extremamente pobres 61,43% 45,26% 19,08%

Bolsa Esperança[editar | editar código-fonte]

É um programa social de transferência direta de renda, direcionado às famílias mangabeirenses em situação de pobreza e de extrema pobreza, de modo que consigam superar a situação de vulnerabilidade e pobreza. O programa busca garantir a essas famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde. A princípio, o Programa Bolsa Esperança foi instituído pela Lei Municipal nº 53/2011 para beneficiar até 1.500 famílias domiciliadas na cidade há pelo menos dois anos e que possuíssem renda per capita de, no máximo, 1/4 do salário mínimo nacional. O programa compreende o apoio sócio-pedagógico e o auxílio financeiro para garantir a complementação da renda familiar no valor de R$ 40,00 mensais por família.[15]

Educação[editar | editar código-fonte]

As principais escolas são: Unidade Integrada Dom João Bosco (municipal) Centro de Ensino São Raimundo Nonato (estadual), Escola Moranguinho (particular), Escola Infantil Raio de Sol (particular) Unidade Integrada Monsenhor Barros (estadual), INFO Qualificação Profissional, Unidade Integrada Padre Fábio Bertagnolli (Municipal) e Unidade Integrada Dom Rino Carlesi (Municipal), Unidade Integrada Manoel da Silva Costa (Municipal).

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

A cidade dispõe de uma biblioteca pública municipal: a Biblioteca Maria Salomé da Silva Moura.

IFMA[editar | editar código-fonte]

A escola agrotécnica, que precedeu o Instituto[16], foi requerida pelo deputado federal Cléber Verde, do PRB, em 2007.[17] Com a aprovação da lei que transformou as agrotécnicas nos Institutos Federais, o município foi contemplado com um campus.[18] O IFMA – Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia do Maranhão – foi instituído no Campus de São Raimundo das Mangabeiras por intermédio do atual Presidente do TCU, o Ministro Raimundo Carreiro[19] a quem foi homenageado pela instituição que deu o seu nome à biblioteca do Instituto. O IFMA foi uma alavanca regional nos parâmetros de educação no ensino médio, técnico e superior até então em falta na cidade. Com isto, o fluxo de estudantes imigrantes aumentou tanto que em 2016, aproximadamente 50% dos alunos eram de cidades circunvizinhas.

Política[editar | editar código-fonte]

A administração do município é feita a partir dos poderes executivo e legislativo. O primeiro prefeito nomeado de São Raimundo das Mangabeiras foi Raimundo Nonato dos Santos. Já o primeiro eleito, e como candidato único, foi seu sucessor: Manuel Olívio de Carvalho. O atual e 19º prefeito a assumir o Executivo, eleito nas eleições municipais no Brasil em 2016, é Rodrigo Botelho Melo Coêlho, do PCdoB, que conquistou um total de 6.294 votos (53,21% dos votos válidos) naquele ano e ocupa a Prefeitura Municipal. O prefeito é auxiliado por dez Secretarias. O poder legislativo, por sua vez, é constituído pela Câmara Municipal de São Raimundo das Mangabeiras, composta por 11 vereadores, eleitos para mandatos de quatro anos (em observância ao disposto no artigo 29 da Constituição), e responsável por elaborar e votar leis de âmbito municipal fundamentais à administração, como a Lei de Diretrizes Orçamentárias, além de fiscalizar o Executivo. O município é, em adição, regido por lei orgânica. Em outubro de 2016, havia 14.592 eleitores em São Raimundo das Mangabeiras[20], dentre os quais 12.372 eleitores foram às urnas.

Baixo Balsas[editar | editar código-fonte]

São Raimundo das Mangabeiras é também a cidade pólo de uma das Regionalização do Maranhão, a Região de Planejamento do Baixo Balsas, formada por seis municípios, que são: Benedito Leite, Loreto, Sambaíba, São Domingos do Azeitão, São Félix de Balsas e, incluindo, Mangabeiras. Está localizada na região sul do Estado e é a segunda Região com maior produção de grãos do Maranhão, logo atrás da vizinha Região de Planejamento dos Gerais de Balsas.

Câmara Municipal[editar | editar código-fonte]

Câmara Municipal de São Raimundo das Mangabeiras

A Câmara Municipal Ver. João Carvalho é o órgão legislativo unicameral do município de São Raimundo das Mangabeiras no Maranhão. Foi inaugurada em um sábado, dia 14 de abril de 2012, e foi denominada "Casa do Povo, Vereador João Carvalho", tendo a parte interna nomeada como "Plenário Vereador Ovídio de Machado". As biografias dos ex-vereadores homenageados foram apresentadas durante a sessão solene. João Carvalho que dá nome ao prédio, falecido em 1997, é pai do prefeito Francismar Carvalho, em exercício na data da inauguração. Ovídio Machado foi vereador por 04 mandatos, havendo falecido em 2004. Dentre os 11 membros que compõem a estrutura legislativa, 04 (quatro) são de oposição, e 07 (sete) da situação.


Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

  1. Raimundo Nonato dos Santos
  2. Manuel Olívio de Carvalho
  3. Manoel da Silva Costa
  4. Pedro Silva Oliveira
  5. Lisete Martins
  6. Miguel de Sousa Maia
  7. Manoel da Silva Costa
  8. Alborina Aguiar Milhomem
  9. Eulógio Ribeiro Costa
  10. José Pedro e Silva
  11. Miguel de Sousa Maia
  12. Francisco Cardoso da Silva
  13. José Gonçalves de Sousa
  14. José Francisco Coelho
  15. Francisco Cardoso da Silva
  16. Francisco Cardoso da Silva
  17. João Francismar de Carvalho Feitosa
  18. João Francismar de Carvalho Feitosa
  19. Rodrigo Botelho Melo Coêlho

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Estimativa populacional 2016 IBGE». Estimativa populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1º de julho de 2016. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. «Gini de São Raimundo das Mangabeiras - MA». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010». PIB. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2010. Consultado em 10 fev. 2017 
  7. «Câmara Municipal de São Raimundo das Mangabeiras». Câmara Municipal Mangabeirense. Site da Câmara. 2012. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  8. «Vereadores Eleitos em São Raimundo das Mangabeiras». Eleições em São Raimundo das Mangabeiras 2016. Eleições2016. 2016. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  9. «Lei Complementar 108/2007» (PDF). Diário Oficial do Estado do Maranhão. SEPLAN.gov.br. 2007. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  10. «História da cidade». Prefeitura. Prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras. 2008. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  11. «PIB de São Raimundo das Mangabeiras em 2010». IGBE. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  12. «As 100 cidades com maiores PIBs da agropecuária nacional». IBGE. Terra Economia. 2010. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  13. Indice Brasileiro de Gografia e Estatística. IBGE. 2003 http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=211160&idtema=19&search=maranhao. Consultado em 14 de fevereiro de 2017  Texto "sao-raimundo-das-mangabeiras" ignorado (ajuda); Texto "mapa-de-pobreza-e-desigualdade-municipios-brasileiros-2003" ignorado (ajuda); Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  14. «Dados em infográficos». PNUD. Atlas Brasil. 2013. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  15. «Programa Bolsa Esperança» (PDF). Programas Sociais de São Raimundo das Mangabeiras. Site da Câmara Municipal. 2011. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  16. «Lei nº 11.534/2007 - Dispõe sobre a criação de Escolas Técnicas e Agrotécnicas Federais e dá outras providências». Presidência da República. Planalto.gov.br. 2007. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  17. «Requerimento de Cléber Verde» (PDF). Cléber Verde. Câmara Federal. 2007. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  18. «Lei nº 11.892/2008 - Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia». Presidência da República. Planalto.gov. 2008. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  19. «Diário Oficial da União». Imprensa Nacional. Pesquisa.in.gov.br. 2007. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  20. «Eleitores em São Raimundo das Mangabeiras». Eleições. Eleições 2016. 2016. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.