Século IV a.C.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Milénios: segundo milénio a.C. - primeiro milénio a.C. - primeiro milénio d.C.

Séculos: Século V a.C. - Século IV a.C. - Século III a.C.

Este século marcou o auge da civilização grega clássica em todos os seus aspectos. Por volta do ano 400 a.C, a filosofia, arte, literatura e arquitetura gregas se espalharam por toda parte, com as numerosas colônias gregas independentes que surgiram nas terras do Mediterrâneo oriental.

Provavelmente, a série mais importante de eventos políticos neste período foram as conquistas de Alexandre, o Grande, provocando o colapso do outrora formidável Império Persa e espalhando a cultura grega bem ao leste. Alexandre sonhava com uma união leste/oeste, mas quando sua curta vida terminou em 323 a.C, seu vasto império mergulhou na guerra civil enquanto seus generais construíam seus próprios reinos separados. Assim começou a era helenística, um período caracterizado por uma abordagem mais absoluta do governo, com os reis gregos estabelecendo sucessões hereditárias. Embora ainda existisse um certo grau de democracia em algumas das cidades gregas independentes remanescentes, muitos estudiosos consideram essa época marcando o fim da Grécia clássica.

Na Índia, o Império Máuria foi fundado em 322 a.C por Chandragupta Maurya, que rapidamente expandiu seu poder para o oeste através da Índia central e ocidental, aproveitando as interrupções dos poderes locais na sequência da retirada para o oeste pelos exércitos de Alexandre.

A China no século 4 a.C entrou em uma era de guerras constantes, conhecida como Período dos Estados Combatentes. O período viu a rápida ascensão de grandes estados (como o Reino de Chu) em relação aos menores, graças ao avanço tecnológico. Embora o período geralmente tenha sido caracterizado por historiadores como sendo excessivamente violento em comparação com o Período das Primaveras e Outonos, ele também foi pontuado por diversos crescimentos culturais e sociais por meio da expansão de várias seitas diferentes do confucionismo e do taoísmo e da formulação do pensamento legalista.

Décadas[editar | editar código-fonte]

Década de 390 a.C. | Década de 380 a.C. | Década de 370 a.C. | Década de 360 a.C. | Década de 350 a.C. | Década de 340 a.C. | Década de 330 a.C. | Década de 320 a.C. | Década de 310 a.C. | Década de 300 a.C.

Anos[editar | editar código-fonte]

400 a.C. | 399 a.C. | 398 a.C. | 397 a.C. | 396 a.C. | 395 a.C. | 394 a.C. | 393 a.C. | 392 a.C. | 391 a.C.

390 a.C. | 389 a.C. | 388 a.C. | 387 a.C. | 386 a.C. | 385 a.C. | 384 a.C. | 383 a.C. | 382 a.C. | 381 a.C.

380 a.C. | 379 a.C. | 378 a.C. | 377 a.C. | 376 a.C. | 375 a.C. | 374 a.C. | 373 a.C. | 372 a.C. | 371 a.C.

370 a.C. | 369 a.C. | 368 a.C. | 367 a.C. | 366 a.C. | 365 a.C. | 364 a.C. | 363 a.C. | 362 a.C. | 361 a.C.

360 a.C. | 359 a.C. | 358 a.C. | 357 a.C. | 356 a.C. | 355 a.C. | 354 a.C. | 353 a.C. | 352 a.C. | 351 a.C.

350 a.C. | 349 a.C. | 348 a.C. | 347 a.C. | 346 a.C. | 345 a.C. | 344 a.C. | 343 a.C. | 342 a.C. | 341 a.C.

340 a.C. | 339 a.C. | 338 a.C. | 337 a.C. | 336 a.C. | 335 a.C. | 334 a.C. | 333 a.C. | 332 a.C. | 331 a.C.

330 a.C. | 329 a.C. | 328 a.C. | 327 a.C. | 326 a.C. | 325 a.C. | 324 a.C. | 323 a.C. | 322 a.C. | 321 a.C.

320 a.C. | 319 a.C. | 318 a.C. | 317 a.C. | 316 a.C. | 315 a.C. | 314 a.C. | 313 a.C. | 312 a.C. | 311 a.C.

310 a.C. | 309 a.C. | 308 a.C. | 307 a.C. | 306 a.C. | 305 a.C. | 304 a.C. | 303 a.C. | 302 a.C. | 301 a.C.