Século XVIII a.C.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Século XIX a.C. - Século XVIII a.C. - Século XVII a.C.

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • Apogeu da Civilização Minoica em Creta.
  • Hicsos invadem o Egito pondo fim ao Médio Império
  • De acordo com James Ussher, em sua cronologia The Annals of the World:[1]
    • 1799 a.C. - Chebron reina no Egito, por 13 anos (baseado em Manetão 1:101).
    • 1796 a.C. - Esaú, então com quarenta anos de idade, toma duas esposas da terra dos hititas, Judite, filha de Beeri, e Basemate, filha de Elom.
    • 1796 a.C. - Por volta desta época, ocorre o dilúvio ogigiano, na Ática.
    • 1786 a.C. - Amenófis reina no Egito, por 20 anos e 7 meses (Manetão 1:101).
    • 1773 a.C. - Ismael, filho de Abraão, morre aos cento e trinta e sete anos de idade.
    • 1765 a.C. - Amessis, irmã de Amenófis, reina no Egito por 21 anos e 9 meses (Manetão 1:101).
    • 1762 a.C. - Euechous reina na Caldeia. Ussher identifica Euechous com Belo da Babilônia, ou Júpiter Belo, que foi adorado depois pelos caldeus como um deus.
    • 1760 a.C. - Jacó engana seu pai, Isaque, velho e cego, e consegue a bênção que o pai havia prometido a Esaú. Jacó foge para a Mesopotâmia, para seu tio Labão. Esaú se casa com Maalate, filha de Ismael.
    • 1758 a.C. - Nascimento de Rubem, filho de Jacó e Lia, filha de Labão. Rubem era o primogênito de Jacó, mas perdeu o direito à primogenitura quando se deitou com Bila, uma das concubinas do seu pai.
    • 1757 a.C. - Nascimento de Simeão.
    • 1756 a.C. - Nascimento de Levi.
    • 1755 a.C. - Nascimento de Judá, de quem deriva o nome dos judeus.
    • 1745 a.C. - Nascimento de José, filho de Jacó e Raquel.
    • 1744 a.C. - Mephres reina no Egito por 12 anos e 9 meses (Manetão 1:101)
    • 1739 a.C. - Jacó, com suas duas esposas, duas concubinas e onze filhos (Benjamim ainda não tinha nascido) foge de Labão, que o alcança e eles se reconciliam. Antes de chegar a Canaã, Esaú vai recebê-lo de forma hostil, mas eles também se reconciliam.
    • 1731 a.C. - Mephramuthosis reina no Egito por 25 anos e 10 meses (Manetão 1:101)
    • 1728 a.C. - José, então com dezessete anos, é vendido aos midianitas e levado ao Egito, como escravo.
    • 1717 a.C. - José, na prisão, interpreta os sonhos de dois oficiais da corte do Faraó.
    • 1716 a.C. - Isaque morre aos 180 anos de idade e é enterrado por seus filhos, Esaú e Jacó.
    • 1715 a.C. - José, com trinta anos de idade, interpreta o sonho do Faraó, e é feito governador do Egito, casando-se com Azenate, filha de Potífera.
    • 1708 a.C. - Início dos sete anos de fome, previstos por José.
    • 1707 a.C. - Dez filhos de Jacó (todos, menos José e Benjamim) são enviados ao Egito para comprar comida. José os reconhece, mas eles não reconhecem José. Simeão é mantido preso, e os demais voltam com a comida, com ordens de trazer Benjamim.
    • 1706 a.C. - Pressionado pela fome, Jacó envia os filhos de volta ao Egito. Eles são presos, mas José acaba revelando sua identidade. A família de Jacó migra para o Egito.
    • 1705 a.C. - Mephramuthosis morre, e é sucedido por Thmosis, que reina por 9 anos e 8 meses (Manetão 1:101)
    • 1704 a.C. - José toma todo o ouro do Egito e de Canaã, pelo grão que ele vendeu.
    • 1703 a.C. - Depois de tomar todo o ouro, José toma todos rebanhos.
    • 1702 a.C. - Os egípcios entregam suas terras e sua liberdade a José. A terra é reorganizada, com Faraó recebendo um quinto de toda a produção. Apenas as terras dos governadores e dos sacerdotes não foram tomadas por José.

Referências

  1. James Ussher, The Annals of the World, 1799 a.C. - 1702 a.C. [em linha]