Sérgio Lima (quadrinista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sérgio Lima ou Sérgio M. Lima (1925-1988) foi uma ilustrador e quadrinista brasileiro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Na década de 1960, trabalhou na Editora Prelúdio, ilustrando folhetos de cordel[2] e revistas em quadrinhos como Juvêncio, o justiceiro do sertão, baseado em um programa da Radio Piratininga,[3] adaptações dos cordéis "O Romance do Pavão Misterioso" de José Camelo de Melo Rezende[4] e "A Chegada de Lampião no inferno" de José Pacheco,[5], além da biografia do apresentador Sílvio Santos, roteirizada por R. F. Lucchetti,[6] para a GEP de Miguel Penteado, fez capas pra revista "Diários de Guerra"[7] e ilustrou as séries de terror "O Lobisomem" e "A Múmia", roteirizada por Gedeone Malagola.[8] Na década de 1970, se tornou desenhista quadrinhos Disney publicados pela Editora Abril, ilustrando personagens como Maga Patalójika, Madame Min e Zé Carioca,[9][10] entre outros. Para a Bloch Editores, ilustrou a revista Os Trapalhões pelo estúdio de Ely Barbosa.[11]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]