Sérgio Luís Donizetti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
João Paulo
Informações pessoais
Nome completo Sérgio Luís Donizetti
Data de nasc. 9 de julho de 1964 (58 anos)
Local de nasc. Campinas, São Paulo, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,71 m
canhoto
Informações profissionais
Clube atual aposentado
Posição atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1982
1983
1984–1989
1989–1994
1994
1995
1995
1996
1996
1997
1998
1998
1999
1999–2000
2000
2001
2001–2004
2002
2004
2004
Anapolina
Goiânia
Guarani
Bari
Vasco da Gama
Ponte Preta
Goiás
Corinthians
Sport
Bahia
União São João
Vitória
Etti Jundiaí
União São João
Mito HollyHock
CSA
União São João
Guarani (emp.)
Taquaritinga
Inter de Limeira

00081 000(17)
00281 000(49)
00122 000(30)
00014 0000(0)
00015 0000(2)
00022 0000(3)
00024 0000(4)
00017 0000(1)
00007 0000(0)
00020 0000(4)
00001 0000(0)
00001 0000(1)
00021 0000(8)
00004 0000(4)
00002 0000(3)
00067 000(16)
00016 0000(2)
Seleção nacional
1987–1991 Brasil 00017 0000(4)
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Seul 1988 Futebol

Sérgio Luís Donizetti (Campinas, 9 de julho de 1964), mais conhecido como João Paulo, é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

João Paulo começou a carreira nas categorias de base do Guarani, no início da década de 1980. Canhoto e polivalente, atuava em várias posições do ataque e também se destacava jogando como um ponta-esquerda.

Começou a chamar a atenção no cenário futebolístico brasileiro durante o Campeonato Brasileiro de 1986, quando o Guarani foi vice-campeão, fazendo um dos gols da final, no que é considerada até hoje uma das maiores finais de Campeonato Brasileiro de todos os tempos. Deixou a equipe campineira em 1988, quando foi vice-campeão paulista.

Depois disso, defendeu o Bari, da Itália, entre 1989 e 1994, sendo considerado, em 1990, o melhor jogador estrangeiro naquele país. O brasileiro venceu a disputa contra grandes craques como: Diego Maradona, Marco van Basten, Frank Rijkaard, Ruud Gullit, Lothar Matthäus, Rudi Völler, Andreas Brehme, Careca, Toninho Cerezo e Evair.[1]

Uma fratura na perna, ainda nos tempos de Bari, prejudicou bastante sua carreira. Retornou ao Brasil em 1993 para defender o Vasco da Gama, tendo depois atuado por Goiás, Corinthians, Ponte Preta, Paulista de Jundiaí, Bahia e União São João, entre outras equipes.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

João Paulo também representou a Seleção Brasileira, tendo participado dos Jogos Olímpicos de 1988 e da Copa América de 1987 e 1991. Em 1990, apesar da grande fase que vivia no Bari, não foi convocado por Sebastião Lazaroni para a Copa do Mundo FIFA daquele ano, realizada na Itália.[2]

Referências

  1. Caio Dellagiustina. «Como João Paulo se tornou um dos grandes da história do Bari». Calciopédia. Consultado em 7 de novembro de 2021 
  2. Rogério Micheletti. «João Paulo - Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 7 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]