Sérgio Vieira (político)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o político moçambicano. Para outras personalidades, veja Sérgio Vieira.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2015).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde dezembro de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Sérgio Castelo Branco da Silva Vieira (Tete, Moçambique, 4 de Maio de 1941) é um político moçambicano e poeta.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sérgio Vieira, filho de Francisco José Joaquim Frutuoso da Silva Vieira (Goa, Bardez, Reis Magos, 14 de Agosto de 1905 - Agosto de 1988), um motorista da alta sociedade moçambicana bisneto de Julião José da Silva Vieira, e de sua mulher Inês Paulino Castelo Branco (Tete, 25 de Dezembro de 1921 - Lisboa, Alvalade, 16 de Dezembro de 2014), neta paterna duma Nativa Moçambicana e neta materna duma Francesa, prima-irmã de Orlando da Costa (pai de António Costa e de Ricardo Costa)[2] nasceu e cresceu na cidade de Tete no centro de Moçambique, então uma província ultramarina portuguesa, onde com sua irmã Gabriela Castelo Branco da Silva Vieira (Tete), médica veterinária, passou a sua infância. Tem ainda um irmão mais novo, José Alberto Castelo Branco da Silva Vieira.

Advogado e antigo dirigente da FRELIMO, foi Governador e Ministro em Moçambique.[3]

Referências

  1. http://aemo.online/sergio-vieira/
  2. "Os Luso-Descendentes da Índia Portuguesa", Jorge Eduardo de Abreu Pamplona Forjaz e José Francisco Leite de Noronha, Fundação Oriente, 1.ª Edição, Lisboa, 2003, Vol. III, p. 580
  3. http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=658273
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.