Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o cônsul em 86. Para o cônsul em 113 e seu filho, veja Sérvio Cornélio Dolabela Metiliano Pompeu Marcelo.
Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano
Cônsul do Império Romano
Consulado 86 d.C.

Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano (em latim: Servius Cornelius Dolabella Petronianus) foi um senador romano da gente Cornélia eleito cônsul em 86 com o imperador Domiciano[1][2][3][4][nota 1]. Era filho de Públio Cornélio Dolabela, cônsul em 55[7].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Era filho de Petrônia, ex-esposa de Aulo Vitélio, o futuro imperador, e Cneu Cornélio Dolabela, irmão de Públio Cornélio Dolabela, cônsul em 55[5][8][9], filho adotivo e sucessor de Galba e que foi executado por ordem Vitélio assim que chegou ao trono em 69[6][10]. Alguns estudiosos afirmam que ele era o pai de Sérvio Cornélio Dolabela Metiliano Pompeu Marcelo, cônsul sufecto em 113, uma vez que o pai dele era "Sérvio". Esta mesma filiação também indica que seu avô e bisavô se chamavam Públio[4][8]. Em 86, o mesmo ano de seu consulado, foi admitido entre os irmãos arvais[2].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
Domiciano XI

com Tito Aurélio Fulvo II
com Quinto Júlio Cordino Caio Rutílio Gálico II (suf.)
com Lúcio Valério Cátulo Messalino II (suf.)
com Marco Arrecino Clemente II (suf.)
com Lúcio Bébio Honorato (suf.)
com Públio Herênio Polião (suf.)
com Marco Ânio Herênio Polião (suf.)
com Décimo Abúrio Basso (suf.)
com Quinto Júlio Balbo (suf.)
com Caio Sálvio Liberal Nônio Basso (suf.)

Domiciano XII
86

com Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano
com Caio Sécio Campano (suf.)
com Quinto Víbio Segundo (suf.)
com Sexto Otávio Frontão (suf.)
com Tibério Júlio Cândido Mário Celso (suf.)
com Aulo Búcio Lápio Máximo (suf.)
com Caio Otávio Tídio Tossiano Lúcio Javoleno Prisco (suf.)

Sucedido por:
Domiciano XIII

com Lúcio Volúsio Saturnino
com Caio Calpúrnio Pisão Crasso Frúgio Liciniano (suf.)
com Caio Belício Natal Públio Gavídio Tebaniano (suf.)
com Caio Ducênio Próculo (suf.)
com Caio Cílnio Próculo (suf.)
com Lúcio Nerácio Prisco (suf.)


Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Este Petroniano não deve ser confundido com o filho de Vitélio e Petrônia, condenado à morte pelo pai acusado de tentativa de parricídio[5][6].

Referências

  1. CIL VI, 815, Roma (Itália); CIL XVI, 32, Tebas (Egito)
  2. a b CIL VI, 2064, Roma (Itália)
  3. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), pp. 190, 216
  4. a b PIR2
  5. a b Suetônio, Vidas dos Doze Césares, Vida de Vitélio VI
  6. a b Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, vol. I, p. 1060 (Cornelius Dolabella, No. 11); vol. III, p. 215 (Petronia).
  7. Tansey, "The Perils of Prosopography: The Case of the Cornelii Dolabellae", Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik, 130 (2000), pp. 265-271
  8. a b PIR, vol. I, nos. 1090, 1095, 1096.
  9. Grainger, p. 68.
  10. Tácito, Histórias I. 88, II. 63, 64.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]