Sílvia Bandeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sylvia Bandeira
Sílvia Bandeira em abril de 2012
Nome completo Sylvia de Sousa-Bandeira Ferreira
Nascimento 15 de fevereiro de 1952 (64 anos)
Genebra, Suíça
Nacionalidade  brasileira
Ocupação atriz e ex-modelo
Atividade 1974-atualmente
Cônjuge Jô Soares (1980-1983)
Outros prêmios

Sylvia de Sousa Bandeira Ferreira, mais conhecida pelo seu nome artístico Sylvia Bandeira ou Silvia Bandeira (Genebra, 15 de fevereiro de 1950[1][2][3]), é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É filha do diplomata Octávio de Sousa Bandeira e de Talita de Sousa Bandeira. Seu avô, Gustavo de Sousa Bandeira, foi escritor e diplomata, e seu bisavô foi o jurista, escritor, professor e membro da Academia Brasileira de Letras, João Carneiro de Sousa Bandeira (1865–1917).

Sylvia fez de tudo um pouco na televisão brasileira: foi jurada, apresentadora, gravou comerciais, programas humorísticos. Depois, se firmou como atriz de reconhecido talento em novelas e mini-séries que se tornaram inesquecíveis na memória de seus inúmeros fãs.

Começou a ter reconhecimento na televisão com as minisséries Avenida Paulista e Quem Ama Não Mata. Mas foi protagonizando a novela de sucesso Um Sonho a Mais que ficou nacionalmente conhecida, onde interpretou Estela junto com Ney Latorraca, Marco Nanini e Fúlvio Stefanini.

Participou mais tarde das novelas Roda de Fogo, Bebê a Bordo, Um Anjo Caiu do Céu, O Beijo do Vampiro, Vila Madalena e Suave Veneno. Seus últimos trabalhos na TV foram em Vidas Opostas, Promessas de Amor, Amor e Intrigas e Balacobaco da Rede Record.

Antes de se tornar atriz, Sylvia Bandeira foi modelo, tendo entrado para o cast da Shoot, a primeira agência profissional de modelos e manequins do Brasil, criada nos moldes estadunidenses, e lançada pela atriz Mila Moreira.

Foi casada com Jô Soares, com Robert (Bobby) Falkenburg II (filho de Bob Falkenburg) e com Carlos Eduardo de Souza Dantas Ferreira.

Retorno a TV Globo (2016-presente)[editar | editar código-fonte]

Após oito anos da Rede Record, assina contrato com a Rede Globo, para atuar em Sol Nascente e pode ser vista na reprise de Amor e Intrigas que está na grade da Rede Record desde 2 de maio de 2016

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Personagem
1975 Fantástico Apresentou alguns quadros
1979 Planeta dos Homens Vários personagens
1980 Viva o Gordo Vários personagens
1982 Avenida Paulista
Quem Ama Não Mata
1983 Telecine Apresentadora
1985 Um Sonho a Mais Stella Aranha
1986 Roda de Fogo Alice
1988 Bebê a Bordo Andreia Rodrigues (Dinha)
1990 Lua Cheia de Amor Rutinha
Rainha da Sucata Heloísa [4]
1993 Agosto Laura
1995 História de Amor Rose
Decadência Lenita
1996 Quem é Você Valentina (participação especial)
1997 Você Decide Vanessa (episódio: Meu Pai)
Zazá Dorothy Meira Dumont
1999 Suave Veneno Consuelo Martins (participação)
Vila Madalena Elvira
2001 Um Anjo Caiu do Céu Giovana
2002 O Beijo do Vampiro Sílvia Nogueira
2004 A Escrava Isaura Perpétua Mendonça
2006 Prova de Amor Lola (Participação Especial)
Vidas Opostas Cilene Oliveira
2007 Amor e Intrigas Marília Fraga
2009 Promessas de Amor Isabel Camargo
2011 Vidas em Jogo Suzana Gonçalves Carvalho
2012 Balacobaco Abigail Teixeira Vilela
2016 Sol Nascente Ana Clara Peixoto López [5]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Trabalho Personagem
1979 A República dos Assassinos Vaninha
1983 Bar Esperança Cotinha
2003 Apolônio Brasil, o Campeão da Alegria Dona Guiomar

No teatro[editar | editar código-fonte]

Autor: Jô Soares, Manoel Costa e José Luiz Arcanjo, baseada no anedotário político do jornalista Sebastião Nery.
Direção: Jô Soares
Elenco: Sylvia Bandeira, Marília Pêra, Marco Nanini e Geraldo Alves.
  • 1981 - Calúnia
Autor: Lillian Hellman
Direção: Bibi Ferreira
Elenco: Sylvia Bandeira, Lídia Brondi, Ariclê Perez, Monah Delacy e outros.
Curiosidades: A convite de Tônia Carrero, produtora da peça, Sylvia interpretou o mesmo papel que Tônia havia feito na primeira montagem, nos anos 60.
  • 1982 - Eu posso
Autor: Reynaldo Loy
Direção: Luiz Carlos Ripper
Elenco: Sylvia Bandeira, Iara Amaral, Jardel Filho, José Mayer e Fabio Pilar.
Curiosidades: Iara Amaral recebeu o prêmio Molière de Melhor Atriz por seu trabalho nesta peça.
  • 1983 - Cloud Nine - Numa Nice
Autor: Carryl Churchill
Direção: André Adler
Elenco: Sylvia Bandeira, Louise Cardoso, Diogo Vilela, Vicente Pereira e Maria Helena Dias.
  • 1990 - Não explica que complica
Autor: Alan Ayckbourn
Direção: Bibi Ferreira
Elenco: Sylvia Bandeira, Rubens de Falco, Jonas Bloch, Inês Galvão, Tânia Loureiro e Élcio Romar.
Curiosidades: Primeira experiência de Sylvia como produtora.
  • 1992 - Tapas e beijos
Autor: Fernando Bezerra
Direção: Jacques Lagoa
Elenco: Sylvia Bandeira e Fúlvio Stefanini.
  • 1994 - Se eu fosse você
Autor: Maria Adelaide Amaral
Direção: Roberto Frota
Elenco: Sylvia Bandeira, Ângela Vieira e Jitman Vibranovski.
Curiosidades: Co-produtora com Ângela Vieira e Roberto Frota
  • 1995 - Vita & Virgínia
Autor: Correspondência intelecto/amorosa entre Virginia Woolf e Vita Sackville-West, compilados pela autora e atriz Eileen Atkins.
Direção: Ítalo Rossi
Elenco: Sylvia Bandeira e Jacqueline Laurence.
Produção de Sylvia Bandeira
Prêmios e indicações:
  • Prêmio Cultura Inglesa de melhor atriz para Jacqueline Laurence
  • Prêmio Cultura Inglesa de figurinos para Kalma Murtinho
  • Prêmio Cultura Inglesa de cenário para Maurício Sete
  • Indicação para Prêmio Mambembe de Melhor Atriz
  • Indicação para Prêmio Mambembe de Melhor Cenário
Autor: Molière
Direção: Moacyr Góes
Elenco: Sylvia Bandeira, Ítalo Rossi, Stella Freitas, André Valli, Osvaldo Loureiro, Mario Borges, Marcelo Brou e outros.
  • 1997 - Divinas palavras
Autor: Ramon del Valle Inclán
Direção: Moacyr Góes
Elenco: Sylvia Bandeira, André Valli, León Goés, Ivone Hoffmann, Stella Freitas, Mário Borges e outros.
  • 1998 - 8 mulheres
Autor: Robert Thomas
Direção: Darson Ribeiro
Elenco: Sylvia Bandeira, Bia Montez, Ruth de Souza, Miriam Pires, Inês Cardoso, Juliana Martins, Vânia Acaiaba e Lúcia Máximo.
Curiosidades: Sylvia interpretou o mesmo papel que coube a Catherine Deneuve no filme lançado em 2002.
  • 1999 - Intimidades
Autor: Aloísio de Abreu
Direção: Aloísio de Abreu
Elenco: Sylvia Bandeira, Lúcia Máximo e Marcelo Brou.
Produção: Sylvia Bandeira
  • 2000 - Tudo no escuro
Autor: Peter Shaffer
Direção: Marcus Alvisi
Elenco: Sylvia Bandeira, Marcelo Escorel, Juliana Teixeira, Rubens de Araújo, João Vitti, Maria Maya e Leandro Hassun
  • 2001 - Casamentos
Autor: Alan Ayckbourn
Direção: Jacqueline Laurence
Elenco: Sylvia Bandeira, Betty Erthal, Alice Borges, Marcos Wainberg, Mario Borges e Marcelo Brou.
Produção: Sylvia Bandeira
  • 2002 - Intimidades II
Autor: Aloísio de Abreu
Direção: Aloísio de Abreu
Elenco: Sylvia Bandeira, Betty Erthal e Fabio Pilar.
Produção: Sylvia Bandeira
  • 2003 - Karma cor de rosa
Autor: Vicente Pereira
Direção: Marcus Alvisi
Elenco: Sylvia Bandeira, Duse Nacaratti, Rubens Araújo, Eriberto Leão, Talita Castro, Reinaldo Braga.
  • 2004 - De cara com o avesso
  • 2005 - Voce tem que me dar seu coração
Autor: Luis Carlos Góes.
  • 2006 - Rádio Nacional
Autor: Fátima Valença
Direção: Fábio Pilar
Elenco: Sylvia Bandeira, Fábio Pilar, Cláudia Vigonne, Márciah Luna Cabral, Sílvio Ferrari, Solange Badim, Adriana Quadros, André Dias, Luciano Borges, Marcello Nogueira, Cacau Gondomar
  • 2010 - Marlene Dietrich As pernas do século
Autor: Aimar Labaki
Direção: William Pereira
Elenco: Sylvia Bandeira, José Mauro Brant, Márciah Luna Cabral, Silvio Ferrari
Pianista e arranjador: Roberto Bahal

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Festival Trabalho Notas
1983 Melhor Atriz coadjuvante/ secundária Prêmio Kikito no Festival de Gramado Venceu
2011 Melhor Atriz Heloneida Studart-ALERJ Marlene Dietrich -As Pernas do Século Venceu
Melhor Atriz Prêmio Shell Marlene Dietrich -As Pernas do Século Indicado

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]